A variante indiana é considerada preocupante pela OMS
A variante indiana é considerada preocupante pela OMS
Pixabay

A Secretaria de Saúde do Maranhão confirmou, nesta quinta-feira (20), o primeiro caso de covid-19 no país provocado pela variante indiana. Ela foi identificada em um paciente indiano, de 54 anos, que deu entrada em um hospital da rede privada em São Luís na semana passada. 

Esse caso é de um dos tripulantes do navio MV Shandong da ZHI,, cujas amostras de sangue foram enviadas ao Instituto Evandro Chagas (IEC), em Belém, no Pará, para a realização de sequenciamento genômico.

O navio está em quarentena. Entre os tripulantes, há 15 casos confirmados de covid-19. Seis amostras de sangue foram encaminhadas para o instituto e todas foram confirmadas como cepas indianas. Cerca de 100 pessoas tiveram contato com os tripulantes indianos.

Até o momento, apenas as variantes do Reino Unido e da África do Sul haviam sido confirmadas no Brasil, além da cepa do Amazonas. A OMS (Organização Mundial da Saúde) classificou a variante indiana como de preocupação, sendo um dos fatores que levaram à explosão de casos e mortes na Índia, que ultrapassou 4 mil mortes diárias pela covid-19. Segundo a OMS, a variante está presente em mais de 44 países.