terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

VEREADOR FERNANDO MUNIZ: “Não recuarei um só milímetro do meu objetivo de fazer uma gestão limpa seria democrática participativa e voltada para o povo.”

O vereador chefe do Poder Legislativo, Fernando Muniz em seu discurso na Câmara, destacou: "Não me curvarei a perseguições de qualquer forma. Sou um homem de bem e honesto, não devo favores escusos a ninguém e isso está contrariando muita gente . Pauto minha vida pública na verdade...Tenho feito possível e o impossível para modernizar nosso parlamento, divulgar nossas ações, publicar nossos trabalhos e informar a população o verdeiro papel do poder legislativo do nosso querido município, na democracia  plena. E tenho tentado fazer a câmara municipal sair do caos e do conceito  péssimo diante a opinião pública.
As contas da câmara municipal de Paço do Lumiar estão ajustadas, públicas e  corretas. Sei do jogo sujo da política e da orquestração da fábrica de desconstrução e difamação de imagem existente contra mim e a está casa,   feitas por maestros do absurdo incapazes e desonestos que querem me medir com sua própria régua.
Qualquer cidadão luminense pode ter acesso as informações da câmara,   aqui sobre minha gestão não escondemos e nunca esconderemos  nada

Ao TCE

"Ao TCE, relato com traquilidade o desejo meu, pela auditoria nas contas da câmara municipal sem nenhum problema ou resquício de dúvida da normalidade.
Oferecendo também a ideia e sugestão de que com mesma dedicação e rapidez que foi acolhida a denuncia contra a câmara municipal de Paço do Lumiar pelo respeitável conselheiro Edmar Cutrim, seja realizada também a outros órgãos públicos com orçamentos bem maiores e não menos importantes que o nosso, ou talvez mais duvidosos".

Aos denunciantes

"Quero aqui deixar registrado e dito,  também aos denunciantes, que meu medo é morto e estamos a disposição nesta casa de leis para qualquer informação, desejada. Muito antes da subida da cortina de fumaça do espetáculo  circense, no objetivo obtuso de construção imaginaria de me tornar refém de qualquer tipo de manipulação a serviço da corrupção. Não cederei nenhum privilégio com dinheiro público".