quarta-feira, 25 de novembro de 2020

Setor de comércio contribuiu para o crescimento do PIB no Maranhão

 

Crescimento real da economia maranhense foi de 2,9% em 2018 (Foto: Handson Chagas)

Recentemente foi divulgado o último PIB, o de 2018, e o Maranhão foi o estado que mais cresceu no Nordeste, de acordo com dados do IBGE. O PIB é a soma do valor dos bens e serviços finais produzidos numa economia em determinado período, é o agregado macroeconômico considerado como principal indicador da atividade econômica no país.

De acordo com o IBGE, o crescimento real da economia maranhense foi de 2,9% em 2018, a maior alta em todo o Nordeste. E também acima da média do Brasil, que ficou em 1,8%.

Mas quais indicadores impactaram a economia maranhense em 2018?

Em recente apresentação, o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC) divulgou que a produção industrial cresceu 3%, contra a retração de 2,5% em 2017, puxado pela atividade de metalurgia, segundo dados da Pesquisa Industrial Anual (PIA).

A atividade de comércio varejista apresentou avanço de 6,1% no volume de vendas, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC). O setor primário apresentou uma queda na produção, porém a safra de grãos do Maranhão bateu recorde em 2018.  “A queda na produção do milho foi destacada por uma alteração do tipo de cultivo. O milho cedeu lugar pra soja e nós tivemos um recorde na safra de grãos”, disse o presidente do IMESC, Dionatan Carvalho.

Sem comentários:

Enviar um comentário