sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Confrontos entre candidatos geram discordâncias e provocações durante o debate Ponto e Vírgula

 

Confrontos entre candidatos geram discordâncias e provocações durante o debate Ponto e Vírgula

No terceiro bloco do debate Ponto e Vírgula, transmitido simultaneamente pela TV Difusora, rádio Difusora 94FM e portal MA10, todos os candidatos tiveram a oportunidade de realizar perguntas e respostas com temas livres. Cada um teve 30 segundos para formular a pergunta, 1 minuto para a resposta, 1 minuto para réplica e 30 segundos para a tréplica.

Estiveram presentes no debate Ponto e Vírgula, o último promovido antes do primeiro turno das eleições municipais em São Luís, os candidatos: Bira do Pindaré (PSB), Franklin Douglas (PSOL), Jeisael Marx (Rede Sustentabilidade), Neto Evangelista (Democratas), Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e Yglésio Moysés (PROS). Duarte Júnior (Republicanos) e Eduardo Braide (Podemos) não participaram devido, respectivamente, infecção por COVID-19 e agenda programada para bairro da capital maranhense.

YGLÉSIO MOYSES X NETO EVANGELISTA

O candidato do PROS começou comentando que teria comparecido ao debate para “debater propostas e não para atacar ninguém”. Na sequência, ele direcionou pergunta ao candidato do Democratas sobre o planejamento da COVID-19 para o ano de 2021 e as estratégias que seriam aplicadas na capital maranhense.

“Todas as prioridades mudaram depois dessa pandemia. As prioridades que se tinham na educação, na saúde, na assistência social, passaram a ser outras. Com uma condição financeira e econômica completamente diferente de outros anos. Nós temos no nosso plano de governo um centro de reabilitação pós-Covid-19, que vai tratar – justamente – das pessoas que têm asma, diabetes, hipertensão, pessoas do grupo de risco. E, acima de tudo, pessoas que ficaram com sequelas, que desenvolveram distúrbios de ansiedade, de depressão, e que precisam da atenção do poder público”, disse o candidato do DEM.

Yglésio lembrou Neto que já existe centro de reabilitação voltado para a Covid-19, o Centro de Saúde Genésio Ramos Filho, e que não seria necessária a construção de outro local. Falou que já são oferecidos tratamentos com psicólogos, cardiologistas e que, esta semana, começam atendimentos com pneumologistas e psiquiatras.

“Você sabe mais do que todo mundo aqui no debate, aliás, todos os debates você vem sempre desqualificando todo mundo e você é o melhor de todos. Você que está em casa, está conseguindo resolver todos os seus problemas com relação à Covid-19? Eu tenho certeza que não. Existe um serviço, o serviço é pequeno e nós precisamos ampliar”, rebateu Neto.

Sem comentários:

Publicar um comentário