terça-feira, 16 de junho de 2020

Neymar pode perder passaporte e ficar preso no Brasil





Um áudio vazado mostra Neymar xingando o padrasto a amigos. O jogador chama Tiago de “viadinho” e de “dá o cu do caralho”

Após ter um áudio vazado em que xinga, junto com os ‘parças’, o ex-namorado de sua mãe, Nadine Gonçalves, o modelo Tiago Ramos, Neymar está tendo problemas com a Justiça.

De acordo com o Jornal Extra, do Rio de Janeiro, o ativista LGBTI+ Agripino Magalhães pediu a justiça que recolhesse o passaporte do jogador, para que ele não volte para Paris e atrapalhe as apurações do caso.

O áudio vazado mostra Neymar xingando o padrasto a amigos. O jogador chama Tiago de “viadinho” e de “dá o cu do caralho”. Os parças sugerem que para castigá-lo fosse colocado uma vassoura no ânus do modelo ou até mesmo matá-lo.

Por conta da polêmica, Agripino Magalhães acionou o seu advogado e protocolou no Ministério Público de São Paulo um pedido de inquérito para apurar a fala considerada homofóbica dita pelo atleta.

Agripino teme que Neymar volta para Paris sem ser notificado.

Ainda segundo Agripino, no documento, foi solicitado a abertura de um inquérito para apurar o caso. Ele ainda destacou que denúncia contra o jogador e seus amigos são pelos crimes de homofobia, incitação ao ódio e ameaça de morte de um LGBTI+.

“Os meus advogados oficializaram denúncia crime contra o jogador Neymar Junior e seus ‘parças’ pelo crime de homofobia, incitação ao ódio e ameaça de morte de um LGBTI+ “, explicou Agripino em suas redes sociais, e segui ” Homofobia e transfobia passaram, a partir do dia 13 de Junho de 2019, a se enquadrar no Art. 20 da Lei N° 7.716/1989, que criminaliza o racismo, e alterou o Art. 121 do Código Penal, incluindo o homicidio motivado por homofobia no rol dos motivos torpes”, disse Agripino para o veículo.

Sem comentários:

Publicar um comentário