sexta-feira, 12 de junho de 2020

Márcio Jerry rebate Bolsonaro, que recomendou aos seus seguidores invadirem hospitais

“Os dias passam, a tragédia sanitária e humanitária aumenta no Brasil, como aumenta também infelizmente a insanidade criminosa de Bolsonaro”, afirmou o parlamentar.

Publicado 12/06/2020 12:36 | Editado 12/06/2020 12:56

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) rebateu o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) que, na quinta-feira (11), recomendou aos seus seguidores invadirem hospitais públicos e de campanha e filmarem leitos destinados à covid-19 para saber se eles estão sendo ocupados ou não.

“Os dias passam, a tragédia sanitária e humanitária aumenta no Brasil, como aumenta também infelizmente a insanidade criminosa de Bolsonaro”, afirmou o parlamentar, lamentando o avanço da doença.

Ao todo o país tem 41.058 mortos pelo novo coronavírus e 805.682 casos confirmados, de acordo com dados do boletim de um consórcio de veículos de imprensa, publicado nesta sexta, às 8h.

Em sua declaração, o presidente pediu que as pessoas mandassem os vídeos a partir das redes sociais, sem citar os riscos sanitários do pedido. Na mesma live, Bolsonaro criticou o desempenho do ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta e o acusou de inflar dados sobre a covid-19.

“Esses números eram fictícios. Ele todo dia estava vendendo o peixe de ‘fique em casa’, ‘não saia’, ‘a curva tem que amansar’, ‘ciência, foco, foco na OMS’. Olha o vexame da OMS aí. Gosto do Mandetta como pessoa, mas ali ele deu uma escorregadinha na questão da pandemia. Deu uma inflada. Ele ficou empolgado pela Globo. Objetivo era vender o pavor”, disse o presidente.

Sem comentários:

Publicar um comentário