domingo, 24 de maio de 2020

Auxílio Emergencial: 9,7 milhões aguardam análise, diz Caixa

São 4,9 milhões de trabalhadores ainda em primeira análise e 4,8 milhões em reanálise, ou seja, que foram considerados inelegíveis em uma primeira avaliação.

Por G1

24/05/2020 12h16 Atualizado há uma hora




Trabalhadores que tentaram receber auxílio-emergencial receberam aviso que estavam mortos

Quase 10 milhões de trabalhadores ainda aguardam análise para receber o Auxílio Emergencial de R$ 600. Esse número foi divulgado pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, no sábado (23).

São 4,9 milhões de pessoas ainda em primeira análise e 4,8 milhões em reanálise, ou seja, que foram considerados inelegíveis em uma primeira avaliação e recorreram. Todos esses trabalhadores fizeram o cadastro pelo site ou app do auxílio.

De acordo com o balanço da Caixa, foram processados 101,2 milhões do total de 106,1 milhões de cadastros. Veja a situação em cada grupo de trabalhadores:

Bolsa Família

19,9 milhões de cadastros processados: 19,2 milhões elegíveis e 700 mil inelegíveis

Cadastro Único

32,1 milhões de cadastros processados: 10,5 milhões elegíveis e 21,6 milhões inelegíveis

Inscritos no app e site

54,1 milhões de cadastros (49,2 milhões processados): 29,3 milhões elegíveis, 19,9 inelegíveis (4,8 milhões destes em reanálise) e 4,9 milhões em 1ª análise

Veja a situação dos pedidos e análises do Auxílio Emergencial até este sábado:

Cadastrados: 106,1 milhões
Processados: 101,2 milhões
Elegíveis: 59 milhões
Inelegíveis: 42,2 milhões
Em 1ª análise: 4,9 milhões
Em reanálise: 4,8 milhões

No total, a Caixa contabilizou até sábado 55,1 milhões de beneficiários, que receberam R$ 60 bilhões. Contando com a segunda parcela, o total chega a R$ 85,5 milhões.

Total de pagamentos (incluindo a 1ª e 2ª parcelas):

Bolsa Família

Beneficiários: 19,2 milhões
Valor pago: R$ 22,8 bilhões
Total a ser pago, incluindo a 2ª parcela: R$ 28,8 milhões

CadÚnico
Beneficiários: 10,5 milhões
Valor pago: R$ 11,7 bilhões
Total a ser pago, incluindo a 2ª parcela: R$ 17,6 milhões

App/Site

Beneficiários: 25,4 milhões
Valor pago: R$ 25,5 bilhões
Total a ser pago, incluindo a 2ª parcela: R$ 39,1 milhões

No sábado, a Caixa Econômica Federal (CEF) pagou novos lotes do Auxílio Emergencial, tanto da primeira parcela, para novos aprovados, quanto da segunda, para quem recebeu a anterior até 30 de abril. Ao todo, o benefício será pago a 7,3 milhões de trabalhadores, segundo o banco.

Veja quem recebeu no sábado:

Segunda parcela: 5,2 milhões trabalhadores inscritos no Cadastro Único ou que se cadastraram através do aplicativo e do site, e que receberam a primeira parcela até 30 de abril, nascidos em julho e agosto
Primeira parcela: 2,1 milhões de trabalhadores do novo lote de aprovados do benefício, nascidos em maio, junho e julho

Os trabalhadores podem consultar a situação do benefício pelo aplicativo do auxílio emergencial ou pelo site auxilio.caixa.gov.br. Os brasileiros poderão acompanhar ainda os seus pedidos por meio dos seguintes endereços: www.cidadania.gov.br/consultaauxilio e https://consultaauxilio.dataprev.gov.br .
Depósito em poupança digital e restrição para saque e transferências

Para os beneficiários que vão receber a segunda segunda parcela e não fazem parte do Bolsa Família, os pagamentos trazem mais restrições: todos vão receber por meio de conta poupança digital da Caixa - mesmo quem recebeu a primeira parcela em outra conta.

Além disso, a poupança digital não vai permitir transferências inicialmente - apenas pagamento de contas, de boletos e compras por meio do cartão de débito virtual. Transferências para outras contas e saques só serão liberados a partir de 30 de maio (veja o calendário ao final da reportagem).

Primeira parcela para novos aprovados

A primeira parcela para esse novo grupo será creditada na conta escolhida pelo beneficiário, da forma como receberam os primeiros beneficiários: nas contas da Caixa, na Poupança Social Digital ou em contas de outros bancos. Esses beneficiários também poderão fazer o saque em espécie do auxílio na data da liberação.

Veja como ficou o calendário de pagamento da 1ª parcela para novos aprovados:

19 de maio (terça): nascidos em janeiro
20 de maio (quarta): nascidos em fevereiro
21 de maio (quinta): nascidos em março
22 de maio (sexta): nascidos em abril
23 de maio (sábado): nascidos em maio, junho ou julho
25 de maio (segunda): nascidos em agosto
26 de maio (terça): nascidos em setembro
27 de maio (quarta): nascidos em outubro
28 de maio (quinta): nascidos em novembro
29 de maio (sexta): nascidos em dezembro

Calendário da 2ª parcela

O calendário do pagamento da 2ª parcela do Auxílio Emergencial começou na segunda-feira (18) e seguirá até 13 de junho. O calendário da terceira parcela, que estava prevista para maio, continua sem definição.

O calendário da segunda parcela vale apenas para quem recebeu a primeira parcela até 30 de abril. O governo não informou quando vai pagar a segunda parcela para quem receber a primeira depois desta data.

São 3 calendários:

um para recebimento em poupança social
um para saque em espécie para beneficiários do Bolsa Família
um para saque em espécie para poupança social e transferência de recursos

VEJA OS CALENDÁRIOS

1. Calendário para depósito em poupança social



— Foto: Economia G1



2. Calendário para pagamento aos beneficiários do Bolsa Família


— Foto: Economia G1


3. Calendário para saque e transferência da poupança social


Auxílio Emergencial segunda parcela - saque e transferência da poupança social — Foto: Economia G1

Sem comentários:

Publicar um comentário