quinta-feira, 5 de março de 2020

Paço do Lumiar: Câmara de vereadores aprova decreto legislativo pela manutenção da licença médica do prefeito Dutra


16VISUALIZAÇÕES

A sessão extraordinária convocada por meio do edital n° 02/2020 aconteceu na tarde desta quarta-feira (4), no Plenário Joaquim Aroso. O ato ocorreu devido ao manifesto popular em virtude da situação que se encontrava a administração executiva municipal.
A sessão foi convocada para apresentação do parecer jurídico da procuradoria legislativa, relativo a condição do então prefeito Domingos Dutra, que havia retornado ao posto na última segunda-feira (2).
A ocasião foi marcada pela presença maciça da população luminense, bem como servidores do munícipio e vereadores.
Após a apresentação pela Mesa Diretora do parecer jurídico da procuradoria da Casa, que solicitava a criação do Decreto de afastamento de Dutra, o documento foi submetido à análise da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), que aceitou o pedido e também emitiu parecer jurídico reforçando a necessidade de criação do Decreto pela manutenção da licença médica, para continuar o processo de recuperação do então gestor, após ter sofrido um AVC.
Os documentos foram apresentados para discussão e aprovados por unanimidade, pelos 17 vereadores.
Após a aprovoção, houve de imediato a formulação do projeto do decreto n° 01/2020, que foi apreciado pelos parlamentares e também aprovado por unanimidade.
O decreto ressalta que o afastamento se dá até que Domingos Dutra se submeta a uma perícia médica, já determinada pela justiça, e que comprove por meios de laudos, estar apto física e mentalmente para retornar ao comando da administração pública do município. O documento prevê ainda que os seus direitos constitucionais sejam assegurados.
O decreto ressalva também que todos os atos tomados por Dutra desde o seu retorno se tornem nulos, e ainda garante a permanência da atual prefeita Paula Azevedo.
O decreto legislativo aprovado por todos os parlamentares, que foi bastante comemorado pelos presentes, passará a valer após a sua publicação no Diário Oficial.

Sem comentários:

Enviar um comentário