sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

Corpo de maranhense vítima de deslizamento no PE é enterrado na capital


Corpo de maranhense vítima de deslizamento no PE é enterrado na capital

Chegou na noite desta quinta-feira (26) o corpo de Lia dos Santos Oliveira, de 45 anos. Ela é a maranhense que morreu após um deslizamento de barreira que vitimou sete pessoas em Recife-PE. O
Lia dos Santos morava há 14 anos no Recife; ela era autônoma e deixou três filhos. Os corpos de Daffyne Kauane, Lucimar Alves, Cláudia Bezerra e Emanuel Henrique de França, também mortos no deslizamento e foram sepultados no Cemitério de Santo Amaro, no centro do Recife, no dia de Natal (25). Já Érika Virgínia, de 19 anos, esposa de Emanuel Henrique, e seu filho, Érick Júnior, foram sepultados no município pernambucano de Palmares.
De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente aconteceu por volta das 2h55 da véspera de Natal, na capital pernambucana. As causas do deslizamento de terra estão sendo apuradas por equipes do governo de Pernambuco e especialistas técnicos.
A Polícia Civil abriu um inquérito que apura a suspeita oe que a tragédia tenha sido provocado pelo rompimento da tubulação da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa). A Secretaria de Infraestrutura e Recursos Hídricos disse que um laudo detalhado feito por engenheiros civis será apresentado em até 15 dias. Do portal Metrópoles.

quinta-feira, 26 de dezembro de 2019

Fabrício Sousa realiza entregas de cestas básicas e brinquedos nas comunidades de Luís Fernando e Nova Vida /Paço do Lumiar.


Na manhã desta última terça-feira(24), o advogado Fabrício Sousa em parceria com alguns empresários locais realizou uma ação comunidade de Luís Fernando e Nova Vida/Paço do Lumiar, uma ação social voltada para a entrega de cestas básicas as famílias das localidades de Paço do Lumiar.

Durante toda a manhã, o advogado Fabrício Sousa promoveu a distribuição de gêneros alimentícios e também de brinquedos, todos os itens foram entregues como presentes referentes a representatividade do Natal, data festiva e cheia de significados, pois lembra o nascimento de Jesus e sua grande importância para a humanidade. De antemão, o advogado aproveitou a ocasião para expressar a generosidade através da doação de cestas básicas e brinquedos para a criançada. Objetivando trazer um momento de alegria para a criançada e suas famílias.
Essa ação foi uma parceria entre o advogado Fabrício Sousa e alguns empresários que ajudam na compra das cestas e brinquedo. Esse evento contou com um vasto cronograma já pré-estabelecido pelo advogado que montou um esquadrão solidário para a entrega na véspera e durante todo o feriado do Natal.

Pois, as crianças além de curtirem todos os brinquedos, as famílias também agradecem por ter a alimentação garantida durante a ceia natalina. Evidentemente, que essas ações feitas por Dr. Fabrício proporcionam sempre melhorias para a comunidade onde são aplicadas. Nessa vertente, Fabrício Sousa sempre busca atrelar o desenvolvimento local, a qualidade de vida, ao lazer e divertimento para todos.

Segundo Dr. Fabrício Sousa, ajudar essas comunidades de Paço do Lumiar traz mais esperanças e qualidade de vida ao futuro dessas pessoas, na visão do advogado. “Fazer um Natal mais Feliz, arrecadando alimentos que serão direcionados a ajudar ao próximo, é demonstrar carinho e mostrar que a solidariedade faz toda diferença. Visto que, o Natal representa o tempo de gratidão, da generosidade e compaixão. Sendo necessário estender a mão e compartilhar o amor ajudando o próximo, para que possamos ter um natal mais feliz e proporcionar a felicidade a outrem”, finalizou.

Assim como, a ação acima descrita, existem muitas histórias de serviços prestados pelo advogado Fabrício Sousa nas comunidades de Paço do Lumiar e adjacentes, sempre almejando trazer benefícios para essas localidades em um âmbito geral, localidades como; Luís Fernando, Nova vida, Cotovelo, Bom negócio, Tendal, entre outras são beneficiadas constantemente por ações e projetos sociais do jovem advogado. Por certo, que essas ações beneficentes dependem da ajuda de todos, principalmente de voluntários e amigos que se predispõe a colaborar, nessa luta constante pelo crescimento dessas localidades. Além de facilitar a inserção de pessoas para uma melhoria social, proporcionando o momento de felicidade e um mundo melhor para todos.

PORTO DO ITAQUI ENCERRA 2019 COM MAIS DE 25 MILHÕES DE TONELADAS DE CARGAS


O Porto do Itaqui fecha 2019 com mais de 25 milhões de toneladas de cargas movimentadas, volume cerca de 12% acima do que foi registrado em 2018 e celebra os cinco melhores anos de sua história com recordes e um modelo de gestão que é referência em gestão pública no país. O porto público do Maranhão voltou ao top 3 em desempenho ambiental da Antaq e as quatro principais cargas operadas (combustíveis, soja, celulose e fertilizantes) movimentaram R$ 37,5 bilhões nos últimos 12 meses, contribuindo diretamente para o crescimento do PIB do Maranhão e do Brasil.
Somente em granéis líquidos (derivados de petróleo, GLP, soda cáustica) foram R$ 12 bilhões, seguidos pela soja, que chegou aos R$ 11,2 bi. As cargas de celulose atingiram a marca de R$ 2,7 bilhões e a importação de fertilizante foi responsável pela movimentação de R$ 1,2 milhões. Esses resultados consolidam a posição do Itaqui no top 3 do Brasil em movimentação de soja e primeiro lugar entre os portos do Arco Norte, além de afirmar seu papel como hub de combustíveis do centro norte do país.
O ano que termina foi marcado também por grandes obras: quatro novos grandes projetos de expansão tiveram os serviços iniciados (2ª fase do Tegram e os terminais de celulose, fertilizantes e granéis líquidos) e quatro novos arrendamentos foram aprovados pelo Governo Federal para granéis líquidos.
O Terminal do Cujupe foi entregue em setembro, reestruturado com nova e ampla estrutura multimodal, contribuindo para o desenvolvimento de Alcântara (MA), tendo em vista projetos já anunciados, e de toda a Baixada Maranhense. Além da infraestrutura, a EMAP cuidou das pessoas, um trabalho reconhecido com prêmio da ABRH – Associação Brasileira de Recursos Humanos. O Projeto Manguará, programa de inclusão dos vendedores ambulantes, capacitou e tirou da informalidade um grupo de comerciantes, que recebeu boxes equipados para oferecer melhores serviços e aumentar a renda de suas famílias.
Caminho da excelência
A virada de página na história do Porto do Itaqui começou a partir de janeiro de 2015. De lá para cá a EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária vem construindo uma trajetória marcada pelos melhores índices em produtividade, lucratividade, saúde e segurança do trabalho, gestão da qualidade e do meio ambiente; um rol de atrativos que inspiram confiança de entes públicos e privados.
Os resultados estão nas certificações (ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 – excelência em gestão da Qualidade e do Meio Ambiente) e na atração de investimentos públicos e privados de mais de R$ 1,5 bilhão em obras de melhorias e ampliação de infraestrutura portuária. Só a EMAP investiu R$ 250 milhões em obras e serviços de manutenção de berços e vias, instalação de sistemas de segurança portuária e tecnologia.
O conjunto de ações focadas em melhoria de processos para assegurar uma empresa economicamente viável, social e ambientalmente responsável conseguiu ampliar uma previsão de lucro de R$ 300 mil para 2015 (orçada pela gestão anterior) para R$ 68 milhões de lucratividade (1.600% maior que o ano anterior) em 12 meses. A margem Ebtida, indicador de geração de caixa, saltou de 0,1% em 2014 para 48,7% em 2015, mantendo-se na faixa dos 49,6% em 2019.
Com a revisão de práticas e contratos, suspensão de bônus ilegais e participação nos resultados condicionada ao alcance de meta financeira a EMAP obteve uma redução de R$ 32 milhões só no primeiro ano. Também houve um processo de abertura do porto para a comunidade, que contabiliza 23 mil visitantes nesses cinco anos e 40 funcionários foram integrados à empresa por meio de concurso público.
Agora tem
– Centro de Controle Operacional integrado à infraestrutura de tecnologia da informação com acesso por biometria: o sistema de monitoramento permite acompanhar as operações em tempo real por meio de painel digital (videowall), câmeras, portarias e balanças automatizadas, rádios digitais em estações fixas e móveis, ampliando a área de cobertura. O software de gestão portuária custou o correspondente a 1/5 do que era usado anteriormente.
– Unidade do Corpo de Bombeiros preparada para atender o Porto do Itaqui e toda a comunidade portuária. Também foi criada a Brigada de Incêndio do Porto do Itaqui, formada por funcionários treinados para atuar na prevenção e atendimento básico a emergências.
– Sistema de combate a incêndio moderno, cobrindo toda a linha de cais, é acionado por controle remoto e utiliza água do mar. O segundo maior porto em movimentação de combustíveis do país não contava com recursos de combate a incêndio, o que foi corrigido já em janeiro de 2015, com investimento próprio de R$ 18 milhões.
– Plano de Ajuda Mútua do complexo portuário restabelecido e Plano de Controle de Emergência atualizado, com realização de simulados periódicos em parceria com toda a comunidade portuária.
– Mais dignidade e conforto aos usuários do transporte aquaviário nos terminais. Além do novo Terminal do Cujupe completamente reformulado, o Terminal da Ponta da Espera ganhou área de vivência, nova unidade da Polícia Militar, unidade do Juizado de Menores; e o Cais de São José de Ribamar foi recuperado e urbanizado.
– Melhor infraestrutura portuária: o Berço 108, com obras paralisadas por pendências com o Governo Federal, foi entregue em 2018; o pátios e vias foram pavimentados e um novo pátio para carga geral e contêineres foi construído e equipado com tomadas; e a área primária ganhou um novo sistema de iluminação com novas torres e lâmpadas LED, que reduziram em 50% o consumo de energia elétrica.
Avanços continuam em 2020
A segunda fase do Tegram deve entrar em operação, dobrando a movimentação de grãos. As operações do Terminal de Grãos no Porto do Itaqui são realizadas no berço 103 e a partir de 2020, na 2ª fase, utilizará também o berço 100. Ao final das obras de expansão o terminal terá capacidade para movimentar 14 milhões de toneladas/ano.
O arrendamento de quatro novos terminais de combustíveis, no âmbito do PPI (Programa de Parcerias em Investimentos) do Governo Federal, deve ir a leilão ainda no primeiro semestre.  O investimento privado está estimado em R$ 450 milhões, o que vai dobrar a capacidade de armazenamento até 2021.
O novo terminal da COPI – Companhia Operadora Portuária do Itaqui terá a mais moderna infraestrutura do país para esse tipo de operação, com interligação do armazém ao berço 101 do porto, e deve iniciar as operações até o final de 2020. A expectativa é movimentar 3,5 milhões de toneladas de fertilizante/ano, com a logística de movimentação integrada à malha ferroviária da Norte-Sul.
E não é só isso. O Porto do Itaqui vem se preparando para conquistar mais duas certificações internacionais, as ISO 45000, primeira Norma ISO na área de Segurança e Saúde Ocupacional, e a ISO 27000, dedicada à Segurança da Informação. Somadas às já conquistadas ISO 9001:2015 (Qualidade) e ISO 14001:2015 (Meio Ambiente), o porto público do Maranhão será o único do país a ter quatro certificações.

quarta-feira, 25 de dezembro de 2019

Criança que teve braço amputado ao cair em poço de 30m será enterrada no dia de Natal


Criança que teve braço amputado ao cair em poço de 30m será enterrada no dia de Natal

Deve acontecer até o fim da tarde desta quarta-feira (25) no bairro Vila Isamara, na cidade de Chapadinha, a 245 quilômetros da capital maranhense, o sepultamento do corpo de Vardelane Gomes de Oliveira, de 11 anos de idade.
A menina morreu após cair em um poço com profundidade média de 30 metros. Segundo o aspirante Paulo José, da 5ª Companhia Independente de Bombeiros Militar, a criança teve o braço amputado devido a queda. O incidente aconteceu enquanto a menina brincava com outras crianças por volta das 14h, em um muro próximo ao poço.
A garota teria se desequilibrado e caído no poço, que era vedado com madeira já envelhecida. Com o peso da vítima, a madeira cedeu e ela acabou caindo. Populares ajudaram a fazer o resgate da menina e, na chegada da equipe do Corpo de Bombeiros no momento em que o corpo estava sendo içado, ainda foi tentada técnica de reanimação, mas sem sucesso.
Vardelane Gomes foi encaminhada para Hospital Antônio Pontes de Aguiar (HAPA) de Chapadinha, quando foi atestado pelo médico de plantão a morte da menina. O velório acontece desde as últimas horas, na residência da família.