sábado, 16 de março de 2019

Por que perseguem tanto Duarte Júnior?





O deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB) virou pauta constante da oposição sarneyzista que flerta com o deputado federal Eduardo Braide (PMN) para as eleições de 2020. Como se fosse algo coordenado, reservam espaço diário para atacar o parlamentar comunista na blogosfera maranhense.

Fenômeno eleitoral em 2018, quando saiu de São Luís com a maior votação da história de um deputado estadual na capital, Duarte Júnior se cacifou como um dos postulantes mais fortes à sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

Desde que seu nome ganhou corpo, o deputado do PCdoB vem sendo constantemente atacado pela oposição, sobretudo os ligados à oligarquia Sarney. O principal objetivo é minar, desde já, o nome de Duarte, concorrente que pode dar dor de cabeça para Braide, sobretudo pelo trabalho geracional à frente do Viva/Procon e pela influência nas mídias sociais.

A perseguição a Duarte Júnior está tão visível que até mesmo projetos aprovados em benefício dos maranhenses são atacados com o intuito de desvirtuar o propósito real de garantia de direitos para o povo. O bom início na Assembleia Legislativa fez com que os oposicionistas aumentassem, ainda mais, o tom contra o deputado.

Tendo em Eduardo Braide a única salvação para as eleições de 2020, os opositores ao grupo do governador Flávio Dino elegeram Duarte Júnior como primeiro alvo a ser abatido. A estratégia demonstra pavor com a política exitosa do ex-presidente do Viva/Procon e fortalece, ainda mais, o nome dele na disputa pela Prefeitura de São Luís.

É como diz uma reflexão popular: “Ninguém atira pedras em árvores que não dão frutos”.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Nesta semana, aconteceu a primeira reunião da Comissão de Direitos Humanos e Minorias.


"Em pauta, debatemos o preço dos combustíveis em nosso Estado e decidimos realizar uma audiência pública, no dia 27 de março, com órgãos de defesa do consumidor, sindicato dos revendedores de combustíveis e proprietários de postos para ouvir todos os envolvidos.
Também realizaremos uma inspeção no Pitágoras, líder de reclamações no Maranhão conforme o ranking divulgado pelo PROCON/MA, para garantir melhorias à comunidade acadêmica, que enfrenta uma falta de gestão de problemas por parte da instituição de ensino". Disse Duarte Jr.

“Precisamos ser agentes transformadores da Cultura de Paz”, destaca primeira-dama Nubia Feitosa durante palestra




Leandro Santos

“A Paz só é verdadeiramente efetivada quando ela sai de cada um de nós”. Foi o que destacou a secretária municipal de Planejamento de Paço do Lumiar, advogada, psicóloga e primeira-dama Nubia Feitosa, durante palestra proferida nesta sexta-feira, dia 15, no auditório do Instituto de Ensino Superior Franciscano (Iesf), localizado no bairro do Maiobão. A atividade fez parte da programação de uma série de ações desenvolvidas pela Defensoria Pública Estadual (DPE) em prol da melhoria da qualidade de vida da população idosa do município.

Com o tema “O protagonismo do idoso como agente de transformação para uma cultura de paz”, a psicóloga chamou atenção para a importância da mobilização da sociedade para difundir uma cultura pacífica entre todas as pessoas, com o intuito de diminuir os índices de violência que são registrados diariamente, principalmente contra a população menos favorecida. Nessa perspectiva, a população idosa, que é alvo constantemente da violência, sobretudo dentro da própria família, tem um papel fundamental para mudar essa realidade.

“Os idosos são protagonistas neste processo da Cultura de Paz. Eles têm experiência, vivência e querem somente a paz. Quem melhor do que os idosos que transpiram paz para serem agentes do pacto pela paz?”, considerou a primeira-dama de Paço do Lumiar.

Mobilização - Por essa razão, ela chamou atenção para a importância da realização de reuniões e debates em grupos nos bairros promovidos pelos idosos com o objetivo de debater estratégias para que se alcance a tão desejada paz. “Cada um de nós tem uma missão. Na infância, juventude, na vida adulta e, na terceira idade, a missão é ainda mais apropriada”, disse.

Ainda durante a palestra, acompanhada por um público que lotou o auditório do Iesf, a secretária afirmou que estava assumindo interinamente a gestão da Secretaria Municipal de Saúde, com o objetivo de oferecer um atendimento digno para todos os luminenses, principalmente os mais idosos.
“Estou interinamente na Secretaria de Saúde para garantir o direito dos idosos. Quando o prefeito me convidou para assumir interinamente a secretaria eu senti paz porque vi a confiança dele e de toda a população”, afirmou.
A palestra também proporcionou interação com o público presente.

A secretária pediu que os participantes dissessem o que significa paz e cada uma teve a oportunidade de participar do momento. Destaque para a participação do secretário de Direitos Humanos, José Vale, que cantou a música “Quando o dia da paz renascer”, do padre Zezinho, e da coordenadora do Pacto pela Paz de Paço do Lumiar, Zélia Moreno, que recitou a poesia, “A paz está em você”, de autoria própria. Além disso também foi realizada uma pequena dinâmica com a temática voltada para a cultura da paz. 

Por fim, Nubia Feitosa conclamou todos os presentes para que cada um possa ser um agente transmissor da cultura de paz na região que mora. “A paz é o desarmamento, igualdade de gênero. O sorriso também é um pacto pela paz. A paz é dar o melhor. Não é dar tudo, mas sim dar tudo aquilo que o outro precisa. O pacto pela paz é um compromisso com Deus e com o universo. Caso contrário, continuaremos tendo grandes catástrofes”, acrescentou a advogada.

Cidadania – A palestra da primeira-dama de Paço do Lumiar fez parte do segundo dia atividades da Defensoria Pública Estadual por meio do Centro Integrado de Apoio e Prevenção à Violência contra a Pessoa Idosa, em Paço do Lumiar. Em pauta, ações para melhorar a qualidade de vida da população idosa.

Durante dois dias, foram oferecidos atendimentos jurídicos, palestras, oficinas e ofertados diversos serviços nas instalações do Iesf no Maiobão. Além disso, também foram prestados atendimentos jurídicos por meio da equipe do Núcleo Regional de Paço do Lumiar e do Núcleo de Conciliação do instituto.
Nesta semana, aconteceu a primeira reunião da Comissão de Direitos Humanos e Minorias. Em pauta, debatemos o preço dos combustíveis em nosso Estado e decidimos realizar uma audiência pública, no dia 27 de março, com órgãos de defesa do consumidor, sindicato dos revendedores de combustíveis e proprietários de postos para ouvir todos os envolvidos. Também realizaremos uma inspeção no Pitágoras, líder de reclamações no Maranhão conforme o ranking divulgado pelo PROCON/MA, para garantir melhorias à comunidade acadêmica, que enfrenta uma falta de gestão de problemas por parte da instituição de ensino. 😉👊🏼
#GarantirResultados
#LutoPorUmBrasilJusto #TôComDuarteJr
Saiba mais: https://bit.ly/2XWN0yx

PREFEITURA DE PAÇO LUMIAR ESCLARECE QUE NÃO HOUVE DESABAMENTO DE TETO EM ESCOLA COMUNITÁRIA.


A prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Educação informa que a escola em questão é comunitária e a responsabilidade do prédio é 100%  da unidade de ensino.  A UEB Pão da Vida, apenas arrenda um horário para o município.
A prefeitura informa ainda, que SEMED entrou em contato com a direção da escola e a mesma esclareceu, que não houve desabamento de teto, até porque se tal informação fosse verdadeira e se realmente o teto de uma sala de aula tivesse desabado, séria uma grande tragédia onde não só um único aluno sairia ferido. O que de fato aconteceu, foi que o aluno estava brincando durante o intervalo, em um espaço da escola, que está em reforma, no momento estava chovendo e im pedaço pequeno de reboco caiu em cima do garoto, causando um corte de 2cm na testa do estudante que foi socorrido imediatamente. Com a quantidade de sangue a avó do menor ficou nervosa e sem saber o que aconteceu procurou a mídia de forma irresponsável. Mesmo sem ter responsabilidade sobre a escola comunitária, a SEMED deixa as portas abertas para qualquer esclarecimento e em nome da direção da unidade convida a impresa para uma visita ao espaço, assim esclarecendo de vez o fato.

"Governo precisa limpar a área", diz Dino


Por Marina Falcão | Do Recife

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou que governo precisa "limpar a área do que é aresta, conflito e confusão" para poder ter condições de aprovar a reforma da Previdência. Para o governador, que se reuniu ontem com os demais oito governadores do Nordeste, a desvinculação do orçamento proposta pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, é uma agenda "completamente equivocada", assim como a ideia de capitalização na Previdência e flexibilização do porte de arma.

Para Dino, o governo pode ter boas propostas para a Previdência, mas que, misturadas com esse "balaio", acabam de se perdendo. "A pauta tem que ser reforma da Previdência e Pacto Federativo, via reforma tributária. O resto é para atrapalhar e para criar confusão", disse.

O governador disse que "está muito clara" a dificuldade do governo de Jair Bolsonaro em pautar de modo produtivo o debate nacional. "Há uma imensa confusão alimentada pelo próprio governo todos os dias", afirmou Dino, ao Valor, após o encontro de governadores em São Luís.

Segundo o governador, há um consenso entre os governadores nordestinos em uma posição contrária à capitalização, à "desconstitucionalização" da Previdência e às mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e aposentadoria rural. Estes seria pontos inegociáveis para eles. "Se é um bode na sala, o governo errou no tamanho do bode. Está tão crescido que está afastando todo mundo", afirmou Dino. "Do jeito que está, o Congresso não aprova. Já estamos em março e não há sinais que o processo esteja andando", disse.

Para o governador, seria uma atitude inteligente o governo retirar esses pontos da discussão e apresentar logo uma proposta para aposentadoria dos militares para criar um clima mais saudável. Ele avalia que as dificuldades se soma ao ambiente contaminado pela desarticulação política do governo, que, segundo o governador, tem uma visão de conflito permanente. "É difícil até dizer o tema que o presidente não cria confusão. É uma vocação inata de alguém que consegue brigar com o carnaval", disse. "[Ele] cria disputa o tempo inteiro, dentro do próprio governo, e não resolve os problemas. Basta olhar a situação lamentável do Ministério da Educação. Bebianno ficou sangrando dez dias. O ministro do turismo na iminência de fazer turismo em outro canto e não vai".

O governador disse a desvinculação do Orçamento, sugerida pelo ministro da economia, Paulo Guedes, é algo que interessa praticamente somente à União. O ministro sugeriu a proposta como se fosse algo que agradaria os governadores e que poderia até ajudar na tramitação na reforma da Previdência. "Acho que ele só ouviu dois ou três governadores [antes de propor a desvinculação]", disse Dino.

Na atual conjuntura, nenhum governador iria reduzir suas despesas com educação e saúde, porque esses gastos não existem por conta da vinculação do orçamento, mas por conta da demanda social, afirmou o governador. Há ainda um temor, por parte dos governadores, de que a desvinculação termine por reduzir os recursos de políticas de cooperação entre União e estados e municípios, como SUS e Fundeb, prejudicando a prestação serviços cruciais.

Durante encontro ontem, em São Luís, os governadores nordestinos oficializaram a criação de um consórcio para compras públicas. A ideia é ganhar escala, eficiência e reduzir gastos. Além disso, o consórcio funcionará para agilizar ações de cooperação entre os estados em casos de crise na segurança ou no sistema penitenciário, como o compartilhamento agentes de segurança.

quinta-feira, 14 de março de 2019

Prefeitura de Paço do Lumiar se manifesta sobre ação de improbidade movida pelo Ministério Público


Nos últimos dias, foi divulgada informação de que o Ministério Público ajuizou ação de improbidade administrativa contra o prefeito Domingos Dutra; o Secretário Municipal de Mobilidade Urbana, Pádua Nazareno, além de outros servidores, acusados de desvios de função, em virtude de terem remanejados servidores efetivos para exercerem funções de agentes de trânsito.
A Prefeitura de Paço do Lumiar está cumprindo uma determinação da 3ª Promotoria de Paço do Lumiar, por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), que disciplinou e legalizou a atuação dos carros-lotação na cidade, com o intuito de trazer segurança e qualidade de vida para os cidadãos luminenses, diminuindo a ocorrência de acidentes.
De acordo com o secretário Pádua Nazareno, a 1ª Promotoria do Ministério Público de Paço do Lumiar foi informada do concurso público para a contratação de 25 agentes de trânsito que atuarão na cidade.
No que diz respeito à utilização de servidores para exercerem a função temporária de agentes de trânsito, o secretário pontuou que a Prefeitura de Paço do Lumiar se baseia no artigo 280, do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que prevê esse tipo de atividade, e também cumpre o TAC assinado junto ao Ministério Público, por meio da 3ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar.
“A prefeitura entende que não pode ser indevidamente penalizada por está cumprindo uma lei federal e ainda obedecendo ao próprio Ministério Público, trazendo para a população benefícios decorrentes da municipalização do trânsito”, explicou o secretário Pádua.
O secretário informou ainda que, em virtude desse TAC, a prefeitura de Paço do Lumiar municipalizou o trânsito do município, visando a sua organização e fiscalização, com o objetivo de reduzir acidentes.
“A prefeitura não apenas respeita, mas considera necessário para a democracia o trabalho do Ministério Público. Porém, entendemos que está havendo um conflito de atribuições no Ministério Público de Paço, em que uma promotoria está tentando punir a Prefeitura por ela está cumprindo o que foi acordado com outra promotoria”, analisou o secretário de Mobilidade Urbana.
O prefeito Domingos Dutra lamentou a judicialização da política e da administração pública: “Paço do Lumiar estava há décadas sem gestão. Em 26 meses de governo, colocamos abrigos nas paradas, municipalizamos o trânsito, instalamos semáforos, melhoramos o trânsito no Maiobão, implantamos seis linhas de coletivos novas e, enquanto o concurso não se realiza, treinamos servidores para auxiliar na fiscalização. Infelizmente, a promotora considera esta ação benéfica para população como um ato de improbidade. Vamos contestar e aguardar o pronunciamento da Justiça”, destacou o chefe do executivo municipal.

RACISMO! Menino de 8 anos com cabelo black power é impedido de estudar em escola municipal de São José de Ribamar, porque a diretora quer que todos os alunos estejam no estilo 'social'.

Segundo denúncia dos pais, ato, considerado racista, partiu da diretora da escola, que não autorizou a matrícula do menino de 8 anos, por ele estar fora dos padrões seguidos pelas demais crianças do colégio, o estilo social. “Mamãe, não corta o meu cabelo! Não corta o meu cabelo!”, dizia Felipe, de 8 anos, após ter sua matrícula negada em uma escola pública de ensino fundamental, no município de São José de Ribamar. O motivo? O cabelo crespo e volumoso, já considerado marca do visual do garotinho. O caso foi levado à delegacia pelos pais da criança, Fábio e Joselma Lima. 

A mãe da criança havia ido, em fevereiro, à Escola Municipal Professora Augusta Maria Costa Melo, localizada no bairro Vila Olímpica, São José de Ribamar, à procura de uma vaga para o filho estudar. A direção da instituição pediu que a mãe retornasse no dia 12 de março, para efetuar a matrícula da criança. No referido dia, a mãe foi à escola e levou a criança, com o objetivo de fazê-la conhecer o espaço onde estudaria. “Ao ver a criança, a diretora da escola me disse: ‘Mãezinha, com esse cabelo não pode’. Fiquei perplexa, até ela deixar claro que eu deveria levar o Felipe para cortar o cabelo”, conta Joselma Lima. A diretora, Helena Rita de Sousa, havia feito a exigência, pois o aluno deveria “seguir um padrão em que as outras crianças da escola seguiam, de cabelos baixos, estilo social”, em suas palavras, conforme contou a mãe. A mãe diz que negou o pedido da diretora e que no mesmo momento o seu filho pedia para ela não fazer o corte. “Felipe tem um certo grau de autismo, e é apaixonado pelo seu penteado. Mesmo se um dia eu cogitasse cortar os cabelos do meu lho, não poderia fazer isso de imediato, porque sei o quanto o afetaria”, diz a dona de casa. Segundo ela, a diretora não recuou e disse que essa era uma determinação da Secretaria Municipal de Educação de São José de Ribamar e que a criança só seria matriculada após estar com um corte de cabelo adequado. 

Processo 

O pai da criança, Fábio Lima, levou o caso para a polícia, após tomar ciência de toda a situação. “Tive de fazer um boletim de ocorrência sobre o caso, principalmente depois de saber que esta não é a primeira vez que a diretora toma atitudes desse tipo contra pessoas de nossa comunidade”, diz o pai. Para os pais de Felipe, ele teve o direito a sua identidade negado. “Quem pode julgar meu lho pela cor de sua pele? Por seu corte de cabelo? Essa diretora se acha no direito de padronizar as pessoas da forma que ela acha correto, não respeitando as diferenças entre os seres humanos”, desabafa Fábio Lima. Segundo o pai, após a repercussão do caso e do envolvimento das investigações policiais, a escola havia comunicado a família que a vaga do Felipe está garantida, mas a família recusou. “Tenho medo de colocar meu filho para estudar em um local que gerou uma extrema situação de desconforto antes mesmo de ele ser aluno da instituição”, completa. O pequeno Felipe ainda não possui local certo para estudar o ano letivo de 2019. Acerca do caso, O Estado entrou em contato com a Secretaria Municipal de Educação de São José de Ribamar, que, segundo a declaração da diretora, seria a responsável na exigência dos padrões do corte de cabelo. Até o fechamento desta edição, nenhuma resposta foi recebida. 

quarta-feira, 13 de março de 2019

Início do ano letivo exige que beneficiários informem sobre mudança de escola


Beneficiários devem informar dados atualizados para cadastro (Foto: Divulgação)
Beneficiários dos programas Bolsa Escola e Bolsa Família devem atualizar dados e informar possíveis mudanças de escola durante o início do ano letivo no setor responsável pelo Cadastro Único (CadÚnico) do município.
As informações são essenciais para que o vínculo escolar do aluno esteja atualizado no Sistema Presença do Ministério da Educação (MEC), ferramenta que acompanha a frequência escolar, garantindo assim que o benefício não seja bloqueado.
A atualização de dados e informações faz parte das condicionalidades exigidas para que as famílias sejam contempladas pelo Programa Bolsa Família. Os beneficiários com idade entre 6 e 15 anos também precisam estar regularmente matriculados em estabelecimento de ensino e ter frequência escolar de no mínimo 85% da carga horária mensal do ano letivo.
O secretário da Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser ressalta que as condicionalidades são compromissos que as famílias assumem junto ao governo e são de fundamental importância para a manutenção do programa, cuja gestão é um trabalho de parcerias entre os três níveis de governo e entre vários setores. Devem ser cumpridas afim de evitar problemas posteriores de cadastro ou suspensão do benefício.
“É fundamental que as famílias mantenham contato conosco para garantir a continuidade desse benefício tão importante para a qualidade da vida escolar dos alunos maranhenses”, disse o secretário.
Frequência Escolar
A partir do dia 13 de março inicia o período de registro e coleta da frequência escolar do Bolsa Família, com abertura para impressão de formulários e registro da frequência escolar, referente aos meses de fevereiro e março. O prazo encerra no dia 24 de abril.
Nessa mesma data, a Coordenação Geral de Acompanhamento da Inclusão Escolar da Secretaria de Modalidades Especializadas de Educação (CGAIE/SEMESP) realizará a 1ª Webconferência do Programa Bolsa Família na Educação 2019.
A webconferência tem como objetivos avaliar os resultados do acompanhamento da condicionalidade da educação do PBF relativos ao ano de 2018 e propor estratégias para o primeiro período de 2019.
O tema de destaque do evento será ‘Os desafios das trajetórias escolares de crianças e adolescentes, beneficiários do PBF, e os motivos de baixa frequência escolar’.
Cartão Bolsa Escola (Foto: Divulgação)
A secretaria adjunta de Renda e Cidadania, Ana Gabriela Borges, explicou que o acompanhamento da frequência escolar é de responsabilidade dos órgãos municipais e devem ser repassadas com o acompanhamento devido.
“Orientamos que os gestores municipais evitem a emissão da frequência escolar integral sem o devido acompanhamento, pois dificulta a real localização da criança na escola e consequentemente, bloqueia o benefício”, explicou Ana Gabriela.
A frequência escolar de estudantes incluídos no Programa Bolsa Família deve ser de 85%, no mínimo, para crianças e adolescentes de 6 a 15 anos e de 75% para jovens de 16 e 17 anos, que recebem o Benefício Variável Jovem (BVJ).
Bolsa Escola
O Bolsa Escola é um programa do Governo do Maranhão, executado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, que consiste na complementação de renda às famílias maranhenses, com o objetivo de garantir às crianças e adolescentes, de 4 a 17 anos, condições mais adequadas de frequentar a escola.
Anualmente, as famílias receberão o valor de R$ 51 sem limites de quantidade de filhos por família. O benefício será concedido por meio de um cartão magnético do tipo débito, com a finalidade exclusiva da compra de materiais de uso escolar.

Inscrições do Programa Cheque Minha Casa são prorrogadas


Foto: Arquivo
O secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), Rubens Pereira Júnior confirmou, na manhã desta terça-feira (12), que o prazo para as inscrições na nova edição do programa Cheque Minha Casa será prorrogado para 31 de março. O edital previa que famílias teriam até a próxima sexta-feira (15) para se
candidatarem ao programa, que é de iniciativa do Governo do Maranhão, por meio da Secid.
“Já ultrapassamos a marca de 100 mil famílias inscritas para concorrer a este importante programa, que oferece R$ 5 mil reais a custo zero para reformar ou ampliar suas moradias. Nesta edição, serão 4 mil contemplados em São Luís e na Região Metropolitana”, explicou o secretário Rubens Júnior.
A medida que beneficia famílias de baixa renda foi renovada com o novo edital público do Cheque Minha Casa, lançado pelo governador Flávio Dino no dia 1º de janeiro. O programa de transferência de renda para reforma e ampliação de lares já beneficiou cerca de 7,5 mil famílias até agora.
O secretário reafirmou o compromisso do Governo do Maranhão em contribuir para que a economia do estado esteja aquecida. “Além de ajudar famílias a melhorarem suas moradias, geramos empregos na construção civil e no comércio”, disse.
“Os recursos podem ser usados para compra de materiais de construção como cimento, tijolos, telhas, ferragens, louças, pias, tanques, massa para pintura, tintas, argamassa, vidros, entre outros”, detalhou Rubens Júnior.
Quem pode participar?
Desta vez, o programa pretende beneficiar 4 mil famílias residentes na Região Metropolitana da Grande São Luís, que abrange 13 municípios: Alcântara, Axixá, Bacabeira, Cachoeira Grande, Icatu, Morros, Paço do Lumiar, Presidente Juscelino, Rosário, Raposa, São José de Ribamar, Santa Rita e São Luís.
Para ter acesso ao benefício é necessário que os interessados não tenham renda familiar superior a três salários mínimos, não possuam outro imóvel, comprovem vínculo na residência de, no mínimo, três anos, e que não tenham sido beneficiários do Cheque Minha Casa em 2017 ou 2018.
Os cadastros terão validade de um ano, podendo ser prorrogados por igual período. Ainda de acordo com o novo edital, os benefícios do programa serão concedidos em nome da mulher e às famílias integrantes do Cadastro Único dos Programas Sociais (CadÚnico).
Como participar? 
As inscrições são realizadas, exclusivamente, via internet, por meio do endereço eletrônico http://chequeminhacasa.secid.ma.gov.br/.
O link também poderá ser acessado nos sites do Governo do Maranhão e da Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid).
O período de inscrição no programa começou no dia 14 de janeiro e se estende até o dia 31 de março de 2019. O Cheque Minha Casa é pessoal, intransferível e
terá prazo de validade de 90 dias após a emissão.

Prefeito Luís Fernando renunciará mandato para assumir secretaria de governo


Flávio Dino, Luís Fernando e Carlos Brandão
O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Silva (PSDB) irá renunciar ao cargo para assumir a secretaria de Programas Estratégicos do Governo do Maranhão. O governador Flávio Dino confirmou o prefeito em sua equipe de governo através de suas redes sociais. A posse está marcada para a sexta-feira (15).
“Na sexta-feira, 10h, vamos receber Luís Fernando, atual prefeito de Ribamar, na nossa equipe. Trata-se de quadro político e técnico de grande experiência, que assumirá a Secretaria de Estado de Programas Estratégicos”, anunciou Flávio Dino.
O governador também tratou sobre o parlamento federal, com o retorno de Simplício Araújo a equipe de governo. “na mesma data, retornará à nossa equipe o atual deputado federal Simplicio Araújo, na condição de Secretário de Indústria e Comércio. Com isso, Gastao Vieira vai se somar à nossa bancada federal em Brasília”, confirmou.

terça-feira, 12 de março de 2019

AS OLIGARQUIAS AROSO E CAMPOS LEVAM TACA DE DUTRA: 6X0

O Tribunal Regional Eleitoral rejeitou por 6x0 os Embargos de Declaracão apresentados pelo candidato derrotado Gilberto Aroso, cujo advogado é Fred Campos.
Nas eleições de 2016, Domingos Dutra, fazendo campanha a pé, derrotou a máquina do então Prefeito Josemar e mais quatro ex-prefeitos (Mábenes, Raimundo Filho, Bia Aroso e Giberto Aroso).

Gilberto Aroso fez uma campanha milionária, sendo Fred Campos e seu escritório advogados de Gilberto.
Durante a campanha Gilberto Aroso e Josemar solicitaram a cassação de Dutra alegando abuso de poder ecônomico e político. Juiz eleitoral julgou as duas acôes improcedentes.
Inconformados os dois candidatos derrotados recorreram para o TRE.

No início de 2018 a Corte Eleitoral julgou improcedente o recurso do ex-prefeito Josemar, o qual, após a lapada de 6x0 baixou o facho.
Gilberto Aroso, adubado pelos campos continuaram as manobras para cassar o mandato do magro velho.

Após as eleicões de 2018, Arosos e Campos movimentaram o processo, alardeavam que Dutra seria cassado e que novas eleicões seriam realizadas. Fred Campos começou a fazer campanha nas redes sociais, financiando batizados, casamentos, missas, cultos... Fred dizia que tinha o apoio dos Dep. Federais Edilazio, Maranhãozinho, Cleber Verde e do Senador Weverton.

No julgamento, a Corte Eleitoral acompanhou o brilhante voto do Relator Eduardo Moreira e deu uma piza de 6x0 nos Arosos e Campos.
Fred Campos deu indícios que havia se convertido, sem revelar qual a igreja.

Ao mesmo tempo as duas oliguaquias peparavam um novo recurso junto ao TRE para cassar o mandato de Dutra.

Na Sessão desta terca feira, a Corte Eleitoral apreciou os Embargos com efeitos modificativos apresentados pelo trio e novamente por 6X0 os juizes eleitorais acompanharam o voto do relator Eduardo Moreira, rejeitando o recurso apresentado pelo Giberto Aroso e Fred Campos.

special publicitário einstein e sua saúde princípios editoriais acesse sua conta ou cadastre-se grátis fale com a globo grupo globo Preso por morte de Marielle já foi homenageado na Alerj; saiba quem são os 2 suspeitos do crime




Por Gabriel Barreira e Janaína Carvalho, G1 Rio
 


Ronnie Lessa, apontado como autor dos disparos contra Marielle, e Élcio Queiroz, suspeito de dirigir o carro — Foto: Reprodução/TV GloboRonnie Lessa, apontado como autor dos disparos contra Marielle, e Élcio Queiroz, suspeito de dirigir o carro — Foto: Reprodução/TV Globo
Ronnie Lessa, apontado como autor dos disparos contra Marielle, e Élcio Queiroz, suspeito de dirigir o carro — Foto: Reprodução/TV Globo
O policial militar reformado Ronnie Lessa, apontado como o autor dos 13 tiros que mataram a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, já foi homenageado na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) há mais de 20 anos.
Lessa, então terceiro-sargento da PM, recebeu uma moção de congratulações, aplausos e de louvor no final do ano de 1998.
Segundo a família do ex-deputado que foi autor da condecoração, já falecido, na época foram homenageados todos os 18 policiais do batalhão de Irajá (9º BPM) que realizaram uma prisão.
A homenagem é do ex-deputado Pedro Fernandes Filho, já falecido, que era avô de Pedro Fernandes Neto (PDT), outro ex-parlamentar estadual que atualmente é secretário de educação do governador Wilson Witzel (PSC), e pai da vereadora Rosa Fernandes (MDB).
No texto, protocolado em 23 de novembro daquele ano, Fernandes justifica o prêmio pela maneira como Lessa e os outros policiais "vem pautando sua vida profissional como policial militar do 9 Batalhão de Polícia Militar (BPM)".
"Sem nenhum constrangimento posso afirmar que o referido militar é digno desta homenagem por honrar, permanentemente, com suas posturas, atitudes e desempenho profissional, a sua condição humana e de militar discreto mas eficaz. Constituindo-se, deste modo, em brilhante exemplo àqueles com quem convive e com àqueles que passam a conhecê-lo".
Pedro Fernandes Filho foi decano da Alerj, chegando a marca de 10 legislaturas. Na última eleição, no final da década de 2000 o ex-marinheiro e combatente da Segunda Guerra Mundial se elegeu pelo PFL com cerca de 47 mil votos.
Marielle Franco e Anderson Gomes foram mortos no dia 14 de março do ano passado. — Foto: Reprodução/JNMarielle Franco e Anderson Gomes foram mortos no dia 14 de março do ano passado. — Foto: Reprodução/JN
Marielle Franco e Anderson Gomes foram mortos no dia 14 de março do ano passado. — Foto: Reprodução/JN