Criança que teve braço amputado ao cair em poço de 30m será enterrada no dia de Natal

Deve acontecer até o fim da tarde desta quarta-feira (25) no bairro Vila Isamara, na cidade de Chapadinha, a 245 quilômetros da capital maranhense, o sepultamento do corpo de Vardelane Gomes de Oliveira, de 11 anos de idade.
A menina morreu após cair em um poço com profundidade média de 30 metros. Segundo o aspirante Paulo José, da 5ª Companhia Independente de Bombeiros Militar, a criança teve o braço amputado devido a queda. O incidente aconteceu enquanto a menina brincava com outras crianças por volta das 14h, em um muro próximo ao poço.
A garota teria se desequilibrado e caído no poço, que era vedado com madeira já envelhecida. Com o peso da vítima, a madeira cedeu e ela acabou caindo. Populares ajudaram a fazer o resgate da menina e, na chegada da equipe do Corpo de Bombeiros no momento em que o corpo estava sendo içado, ainda foi tentada técnica de reanimação, mas sem sucesso.
Vardelane Gomes foi encaminhada para Hospital Antônio Pontes de Aguiar (HAPA) de Chapadinha, quando foi atestado pelo médico de plantão a morte da menina. O velório acontece desde as últimas horas, na residência da família.