De acordo com o site Imirante, a Polícia Civil do Maranhão apresentou, na tarde desta quarta-feira (16), sete pessoas presas por suposto envolvimento com estelionato e associação criminosa.
A quadrilha agia clonando números de celular para entrar em contato com os familiares e amigos de políticos, pedindo valores por transferências bancárias. Suspeita-se que entre as vítimas estejam sete prefeitos maranhenses que tiveram chips copiados recentemente.
Os presos são José Jorge Xavier Alves; Lottas Mateus Ribeiro Caldas; Hallen Devid Cosmo do Nascimento; Bruno Nascimento Alves de Morais; Marcos Aurélio Santos Freitas Filho; Márcia Sebastiana Sousa de Jesus e Anniele Raina Barreto Granjeiro.
Segundo a polícia, entres os acusados estão uma funcionária da Câmara Municipal de São Luís, candidata do PRTB derrotada na disputa de deputada estadual, uma funcionária da Prefeitura de Paço do Lumiar, um funcionário de uma terceirizada da Vale e um vigilante da Defensoria Pública da União no Maranhão.
Um dos investigados já havia sido preso pela Seic pelo mesmo tipo de crime, mas encontrava-se em Liberdade Provisória.