sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Acusado de matar brasileira na Nicarágua diz que se sentiu ameaçado


Versão é da Promotoria; acusação pediu que ex-militar Pierson Gutierrez Solis seja condenado a 15 anos de prisão por homicídio

principal suspeito do assassinato da estudante pernambucana de medicina Raynéia Gabrielle Lima, morta na Nicarágua no último dia 23, afirmou que atirou contra a brasileira porque acreditou que corria perigo, segundo versão apresentada pela Promotoria local.
De acordo com o jornal local La Prensa, em seu depoimento oficial, concedido a portas fechadas, o ex-militar Pierson Gutierrez Solis admitiu ter matado Raynéia. Ele, porém, afirmou que considerou o comportamento da brasileira suspeito e se sentiu ameaçado.
La Prensa teve acesso aos documentos da audiência secreta realizada no feriado de 1º de agosto. A versão dada por Solis, porém, é considerada inverossímil e fantasiosa pelo jornal.
O veículo nicaraguense diz ainda que a Promotoria corroborou com o depoimento e “forneceu uma incrível acusação em que culpa a jovem de ter provocado sua própria morte por dirigir de forma ‘descontrolada e em atitude suspeita’”.
Raynéia era estudante do sexto ano do curso de Medicina da Universidade Americana (UAM), em Manágua. De acordo com sua mãe, Maria José da Costa, a estudante saiu do hospital onde fazia residência na noite de segunda-feira (23) e foi até a casa de uma amiga. Dirigindo de volta para sua residência, foi atingida por um tiro de grosso calibre e bateu o carro em seguida.

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

ProUni divulga resultado da lista de espera


Todos os selecionados devem apresentar documentação nas instituições de ensino até segunda-feira (6)

Nesta quinta-feira (2), o Programa Universidades para Todos (ProUni) do segundo semestre de 2018 liberou para as instituições de ensino a relação de selecionados para a lista de espera. Os candidatos devem devem procurar diretamente as instituições onde se inscreveram para conferir se seu nome está na lista.
Aqueles que tiverem sido selecionados deverão apresentar na instituição, entre sexta (3) e segunda-feira (6), a documentação que comprove as informações prestadas no momento da inscrição.
A lista de espera é usada para ocupar as bolsas que não foram preenchidas nas duas primeiras chamadas do ProUni, e será única para cada curso e turno de cada local de oferta, independentemente da opção original dos candidatos pela concorrência a vagas destinadas a políticas afirmativas ou à ampla concorrência.
Neste semestre, o ProUni oferece 174.289 bolsas de estudo em 1.460 instituições privadas de ensino superior, sendo 68.884 integrais e 105.405 parciais (50%).
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal per capita de até um salário mínimo e meio (R$ 1.431). Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos (R$ 2.862) por pessoa.

Em briga de Marido e Mulher não se mete a colher ? Será?

Você já ouviu o ditado “Em briga de marido e mulher, ninguém mete a colher”? Pois era assim que a violência doméstica era tratada até 7 de agosto de 2006, dia em que foi sancionada a lei 11.340, Maria da Penha. Prestes a completar 12 anos, a prefeitura de Paço do Lumiar por meio da Secretaria Municipal de Direitos Humanos, levanta uma reflexão, levando em consideração, os últimos ataques feitos a primeira Dama do Município e Secretária de Planejamento e Gestão, Núbia Feitosa, que após sair em defesa de uma mulher e por pouco não perdeu a vida por isso, ao levar três tiros; é caluniada, ofendida e crucificada por pessoas cegas pelo ódio, que preferem fechar os olhos para o ato de heroísmo praticado por ela, naquele dia.

Se meter na vida pessoal de terceiros é uma atitude constrangedora e inadequada, mas em casos de violência doméstica e familiar, como aconteceu aquela tarde na estrada do sítio grande, onde visivelmente um homem embriagado e armado, usava da força contra uma mulher, é necessário meter a colher sim, até porque era a vida de uma mulher que estava correndo risco. O silêncio diante de casos de violência doméstica está matando vidas e é uma das principais causas de morte entre as mulheres.

Insistir no entendimento de que a violência doméstica é “assunto de família” e que a mulher agredida é quem deve assumir se deve ou não expor seus membros, é descarregar nela um fardo; é praticar mais um ato de violência. Muitos esquecem que a condição de vítima é, também, uma condição de não ter liberdade de decidir, nem mesmo em causa própria.

Há 1 ano deste lamentável episódio que resultou na morte do agressor, que por sinal era um policial militar, que deveria cumprir as leis e sair em defesa da sociedade, a senhora Núbia Feitosa é agredida verbalmente e ameaçada como se fosse culpada pela morte de alguém, como se fosse ela a agressora, como se fosse ela a estar com uma arma em punho e como se fosse ela a causadora de toda essa tragédia, quando na verdade tudo o que ela vez, foi interromper um ato de violência e acabou se tornando mais uma nas estatísticas, uma vítima.

Quem conhece Núbia Feitosa, sabe de suas lutas em defesa as mulheres e que se ela pudesse voltar no tempo e colocar sua vida em risco de novo para ajudar o próximo, ela faria tudo mais uma vez, sem pensar duas vezes. Porque ela uma mulher empoderada que não se restringe aos padrões que a sociedade impõe, ela se liberta das fôrmas sociais e ousa ser aquilo que quiser. Ela vê e se coloca diante da sociedade como um sujeito histórico que tem voz ativa. É uma mulher que se reconhece como um ser humano em contínuo trabalho de transformação e que, ao transformar-se, tenta transformar o mundo.

Núbia Feitosa é guerreira, inteligente, tem pulso forte, mas também é dona de um coração generoso e sincero. Está sempre pronta para ajudar e somar. É uma mãe dedicada e amorosa, uma esposa cuidadosa e uma amiga para todas as horas e por ser assim, tão mulher, é atacada por todos os lados. Infelizmente na sociedade em que vivemos, de predomínio patriarcal e machista, qualquer mulher está exposta à violência, pelo simples fato de ser mulher. Ao invés de fechar os olhos para realidade e se deixar influenciar por pensamentos retrógrados, machistas e pessoais, junte-se a nós Luminense, não em defesa de uma única mulher, mas sim de toda classe feminina, porque juntos somos fortes e a violência, sob qualquer forma que se manifeste, é um fracasso.

Produtores de coco participam de palestra para combater pragas, em Paço do Lumiar


A Secretaria de Agricultura começou a semana a todo vapor. Na manhã desta terça-feira (31), funcionários do município, agricultores, técnicos da AGED/MA – Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão e professores da UEMA – Universidade Estadual do Maranhão, reuniram-se numa palestra para tratar do tema “Pragas no Coqueiro”. A exposição aconteceu no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Paço do Lumiar, localizado na Vila do Paço.

Após verificar a incidência da praga Broca do Olho do Coqueiro em regiões do município, o Secretário de Agricultura, Raimundo João, acionou profissionais da área para trazer conhecimento aos produtores locais: “É uma palestra muito importante, principalmente para os produtores de coco, porque esta fruta tem uma grande potencialidade, da casca até a polpa. Por meio desta exposição temos a oportunidade de dinamizar e aumentar a área de plantio e consequentemente dinamizar a economia do município”, afirmou.

Quem ficou responsável pela palestra foi o pesquisador Adriano Rêgo, doutor em Produção Vegetal, com ênfase em controle biológico de pragas pela UENF-RJ. “É importante trazer informações acerca do cultivo dos coqueirais e dos possíveis tratamentos fitossanitários, principalmente o combate às pragas. É interessante que a população participe e receba essa mensagem, de modo a contribuir para a sustentabilidade dos cultivos”, explicou

Felipe Campos é produtor de coco em Paço do Lumiar, para ele a palestra foi uma verdadeira aula prática: “É de suma importância uma explicação como esta. As pragas estão se expandindo e muitos não sabem o que fazer. Hoje aprendemos maneira práticas de combatê-las. Não vou mais perder nenhuma reunião como esta”, declarou.

Quem prestigiou a palestra foi o Prefeito Domingos Dutra (PCdoB). “Agradeço aos professores da UEMA e a AGED pela disponibilidade em dar explicações valiosas aos produtores de coco. Paço do Lumiar é um dos maiores produtores da fruta, então é necessário que se combata essa praga e tantas outras doenças que acometem os coqueirais. Por meio destas oficinas os produtores melhoram a produtividade e têm mais renda”, afirmou

A Prefeitura de Paço do Lumiar iniciou nesta quarta-feira, 1º, o pagamento dos salários do mês de julho dos funcionários efetivos e comissionados do município.


 O pagamento ocorre antes do 5º dia útil do mês e injeta mais de R$ 7 milhões na economia do município.


Mais informações no link: https://bit.ly/2v9c88t

terça-feira, 31 de julho de 2018

Em entrevista, Flávio Dino fala sobre o cadastro reserva do concurso da PM

Durante a entrevista, Dino também informou que os 1.214 policiais aprovados no concurso já foram nomeados 

Em entrevista, Flávio Dino fala sobre o cadastro reserva do concurso da PM | O Imparcial 

Atendendo uma determinação da Justiça, após o PCdoDB recorrer a Justiça Eleitoral, o governador Flávio Dino foi o entrevistado do programa Jornal da Mira desta terça-feira,31. Durante toda a entrevista, que durou cerca de 20 minutos, um dos temas mais abordados foi o fake news (notícia falsa) durante o período eleitoral. 

Questionado se esse tipo de notícia equivocada o preocupa durante a corrida eleitora, o governante disse que essa já é uma prática bem antiga no Maranhão. Fake news é uma coisa bastante antiga no maranhão. Na eleição passada até de assaltante a banco me acusaram! É um erro você achar que fake news são feitos apenas na internet. Isso é um problema grave na democracia brasileira. 

Eu não faço isso, até pelo fato de não termos acesso a mídia comercial”, citou Dino. 

Concurso da PM Durante a entrevista

Dino também informou que os 1.214 policiais aprovados no concurso já foram nomeados e que mediante a demanda fará uso do cadastro reserva do certame.“Os 1.214 policias militares já foram chamados. Na medida que as vagas foram aparecendo as pessoas serão chamadas de acordo com o surgimento no quadro da polícia”, concluiu Dino

segunda-feira, 30 de julho de 2018

1° Fórum Comunitário do Selo Unicef acontece em Paço do Lumiar


Na última sexta-feira foi realizado em Paço do Lumiar o 1° Fórum Comunitário Municipal de Sensibilização e Conscientização do Selo UNICEF. O evento, organizado pela Secretaria de Direitos Humanos, contou com a participação de mais de 300 pessoas no auditório do Instituto de Ensino Superior Franciscano, entre elas, o Prefeito Domingos Dutra (PCdoB), a Vice-Prefeita - Paula Azevedo, o articulador do Selo Unicef em Paço do Lumiar - Rubens Silva, o Secretário de Direitos Humanos, José Vale, a Secretária de Desenvolvimento Social - Nelzenir de Paula, e o Secretário de Saúde - Juarez Lima.

O Selo Unicef é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância, voltada à redução das desigualdades e à garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes. Em Paço do Lumiar foi criada a Comissão Intersetorial, com a participação do Poder Público e da Sociedade Civil, com o objetivo de trabalhar para alcançar o reconhecimento internacional que o Selo UNICEF proporciona. “O município aderiu ao Selo e agora vamos trabalhar para que sejamos reconhecidos. Temos até 2021 para realizarmos as ações e sermos avaliados pelo UNICEF. Se formos aprovados vamos ganhar muitos benefícios, entre eles, projetos voltados para a criança e adolescente”, afirmou o articulador Rubens Silva.

Durante o evento foram apresentadas as metodologias e objetivos do Selo. A equipe organizadora ainda proporcionou 11 Grupos de Trabalho (Gts) que dialogaram sobre os temas fundamentais do fórum: direito ao registro civil, evasão escolar, programas para famílias vulneráveis, alimentação infantil, gravidez na adolescência, pré-natal, óbito materno, qualidade da educação, direito à vida, violência e protagonismo juvenil. “É um sentimento de muita responsabilidade estar à frente do fórum, no entanto, é um trabalho que se realiza de forma colaborativa, principalmente entre o poder público e a sociedade civil”, destacou José Vale, Secretário de Direitos Humanos.

Para o Prefeito Domingos Dutra, a implantação do Selo no município será algo inédito, como outras ações que a Prefeitura já vem fazendo desde o início da gestão. “É uma honra implantarmos este Selo em Paço do Lumiar. É um programa destinado para a melhoria das condições de vida das crianças e adolescentes, principalmente dos mais vulneráveis. É deste fórum que serão tiradas as políticas e diretrizes que serão incluídas no orçamento 2019”, declarou.

O evento finalizou com um coffee break para todos os participantes.

quinta-feira, 26 de julho de 2018