domingo, 7 de outubro de 2018

Mais detalhes e fotos da prisão do vereador que estava com R$ 8 mil comprando votos para Sarney Filho



O vereador Genival Alves da Silva, de 50 anos, foi preso por prática de crime eleitoral por volta de 9h20, no bairro Tibirizinho, em São Luís. 

Com ele, foram apreendidos R$ 8.127,00 em espécie, dois celulares, cartões magnéticos de contas bancários e do plano de saúde Unihosp, uma caminhonete Ranger, de placa PTB-1011, carteira porta-cédula, pen drive, além de grande quantidade de santinhos.

Os policiais apreenderam também várias listas com nomes, número de títulos de eleitor e endereços de pessoas que, possivelmente, teriam sido contratadas para o trabalho de boca de urna, talvez para disfarçar a compra de votos.

O vereador reside na Rua 25, no Habitacional Turu, e é candidato a deputado estadual.
Segundo relatos do polícia, a equipe esquadrão do 21º BPM fazia rondas no bairro Vila Esperança, no momento que avistou um veículo em atitude suspeita, evadindo-se do local. 

Ao ser avistado novamente, foi solicitada parada, mas o condutor se recusou a parar, não permitindo a abordagem.

Por fim, a guarnição fez com que o carro parasse e o condutor se identificou como vereador de São Luís. Mesmo assim, foi feita a busca no veículo, onde foram encontrados os matérias de campanha apreendidos e mais de R$ 8 mil em notas de R$ 50,00.

O vereador foi conduzido e presentado, sem lesões e sem algemas, na Superintendência da Polícia Federal, no bairro Cohama, para medidas cabíveis.

Sem comentários:

Enviar um comentário