quarta-feira, 16 de maio de 2018

Caema garante água nas torneiras no sábado e não descarta que as duas adutoras vão passar a operar em São Luís

O presidente da Caema, Carlos Rogério, concedeu entrevista à imprensa hoje,16, para esclarecer as intervenções da Companhia no Sistema Italuís para instalação da peça Y.
O sistema de abastecimento de água foi desligado às 22h de terça-feira e a peça foi colocada no lugar da antiga conexão, por volta de 9h desta quarta-feira.
A peça Y é a interligação entre a nova e antiga adutora.
O presidente da Caema garantiu que até a tarde de sábado (19) a água volta às torneiras das casas, em São Luís. A interrupção do abastecimento está dentro do previsto e deve durar 86 horas. Carlos Rogério também falou sobre como devem operar as duas adutoras após a conclusão dos trabalhos, com as duas tubulações garantindo abastecimento, já que o descarte da antiga significaria desperdício de dinheiro público.
O presidente afirmou que, atualmente, a antiga adutora está avaliada em R$ 120 milhões e a restauração custa uma média de R$ 30 milhões. “Seria irresponsabilidade nossa com o dinheiro público fazer um leilão, um sucatão, em que um tubo que pesa 3 toneladas custa 40 mil reais. O quê que nós vamos fazer? Nós temos 20 quilômetros de adutora, nós temos problemas em 5km, então nós vamos procurar recursos para recuperar os 5km que tem. Aí ficamos com duas adutoras que nos possibilita, além de segurança operacional, ter um incremento de vazão. A adutora velha custa R$ 120 milhões, com R$ 30 milhões nós colocamos em condições originais de funcionamento”, disse o presidente.
NOTA OFICIAL DA CAEMA
A Companhia de Saneamento Ambiental informa, por meio do Boletim das 12h, que até o presente momento, já foram executados os seguintes serviços:
– O início dos trabalhos de interligação da nova adutora ao Sistema Italuís deu-se às 6h;
– Foram concluídos o esgotamento da adutora e a desmontagem de junta mecânica;
– Retirada da adutora existente;
– A fase atual é de caldeiraria e acoplamento da peça Y, acontecendo no Km 43, e implantação da subestação elétrica da captação de água bruta, que acontece no Sistema Italuís, de forma simultânea.

Sem comentários:

Enviar um comentário