segunda-feira, 14 de maio de 2018

Apesar da tentativa de boicote, mobilização garantiu vacinação no Dia D Contra a Gripe em Paço do Lumiar

Foi realizado no último sábado (12) o Dia “D” de Vacinação Contra a Gripe no município de Paço do Lumiar, que com a mobilização atingiu 39,73% do público-alvo da campanha. O número corresponde a 17.334.212 doses aplicadas, das 43.634.283 estimadas pelo Ministério da Saúde para o município durante todo o período da Campanha Nacional de Vacinação contra o vírus influenza, causador da gripe. A Secretaria Municipal de Saúde de Paço do Lumiar (Semus) foi mobilizada para prestar um atendimento de qualidade à população durante todo o dia.
Todos foram participativos, exceto um pequeno grupo de enfermeiros que acatou a determinação da junta governativa do Sindicato dos Servidores Públicos de Paço do Lumiar de não participar da campanha, no intuito de boicotar a ação. Mesmo assim, as ações do Dia D foram realizadas em 14 pontos de vacinação espalhados por todo o município. O objetivo era atingir o maior número de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários, conforme determinação da Organização Mundial de Saúde (OMS).
“O sucesso da campanha de vacinação mostrou o fracasso das viúvas dos Arosos e do ex-prefeito Josemar em tentar boicotar uma ação em favor da população. Com essa atitude até pareceu que eles defendem a morte e o sofrimentos das pessoas”, afirmou o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB).
Idosos
A funcionária pública Priscila Batista chegou bem cedo à UBS do Maiobão, levando o filho de 2 anos para tomar a vacina. Para ela, é fundamental manter o cartão de vacinação do filho atualizado. “Acho que a vacina é importante para a saúde do meu filho, não deixo passar. A gripe pode ser muito grave para uma criança”, comentou.
O aposentado Valdemar Soares também foi à UBS do Maiobão com a esposa para ambos se manterem imunizados. “Todos os anos procuramos um ponto de vacinação para nos proteger contra a gripe”, disse o aposentado.
Exemplo
Quem também esteve na UBS do Maiobão foi o prefeito Domingos Dutra (PCdoB), que deu um bom exemplo e também se vacinou. "Por acharmos que a gripe não é uma doença tão grave, não damos a importância necessária, o que é um grande erro. Poucos sabem, mas a gripe é responsável pela morte de milhares de pessoas todos os anos em razão da baixa imunidade ou em decorrência do surgimento de outras doenças, como pneumonias. Por isso, devemos ter esse compromisso e procurar um posto de saúde para a vacinação", destacou o prefeito.
O secretário adjunto de Saúde, Elizeu Costa, destacou que a campanha contra a gripe continua. "Quem perdeu o dia D da campanha pode se dirigir a partir de segunda-feira (14) a uma das unidades básicas de saúde do município para se vacinar. Há vacina suficiente para todas as 43.634.283 pessoas.  Nossa meta é chegar aos 90% de cobertura", informou o secretário adjunto.
Saiba Mais
A campanha teve início no dia 23 de abril e prioriza os grupos considerados mais suscetíveis ao agravamento de doenças respiratórias: pessoas a partir de 60 anos; crianças de seis meses a 4 anos; trabalhadores da área de saúde; professores das redes pública e privada; mulheres gestantes e até 45 dias após o parto; indígenas; pessoas privadas de liberdade (incluindo adolescentes cumprindo medidas socioeducativas); profissionais do sistema prisional e portadores de doenças que aumentam o risco de complicações em decorrência da influenza. A campanha prosseguirá até 1º de junho.

Sem comentários:

Enviar um comentário