sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Desfile Cívico Estudantil emociona e encanta Luminenses


O sol nasceu para aos Luminenses e visitantes de cidades vizinhas, que vieram acompanhar o  desfile cívico realizado pela Prefeitura de Paço do Lumiar. Com o tema “Salve Paço do Lumiar”
Uma grande festa cívica. Assim foi o Desfile Cívico Estudantil “Salve Paço do Lumiar”, ocorrido nesta quarta-feira, 6, no Maiobão, que reuniu mais de 2 mil estudantes de mais de 30 escolas de Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos e Projovem Urbano de Paço do Lumiar. Centenas de pessoas foram prestigiar a parada em homenagem à Independência do Brasil.                         
O desfile foi realizado pela Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), e teve a presença do prefeito Domingos Dutra; da secretária municipal de Administração e Finanças, Núbia Feitosa; do secretário municipal de Educação, Fábio Rondon; secretários; vereadores; servidores públicos; convidados e familiares dos estudantes.                                                
Para o prefeito Dutra, o desfile cívico resgata os valores nos jovens e sua autoestima ao valorizar as tradições culturais de Paço do Lumiar. “Foi uma alegria vermos tantas crianças neste desfile. Foi uma grande festa cívica com escolas das zonas rural e urbana. Tudo muito bem organizado”, afirmou o prefeito Dutra.                                           
“Foi um belo desfile. Nossos estudantes destacaram a cultura, a produção, o esporte, os nossos artistas e a necessidade da paz. Estão todos de parabéns”, ressaltou a secretária e primeira-dama Núbia Feitosa.                                                       
                                                                    
Aparada percorreu as Avenidas 08 e 04 do Maiobão e envolveu diretamente mais de 3.000 pessoas.

Em exibição nos cinemas, filme da Lava Jato reconstitui entrega de propina ao governo Roseana


Em exibição nos cinemas do país inteiro, o filme “Polícia Federal: a Lei é para todos” remonta a emblemática prisão do doleiro Alberto Youssef em São Luís pela Polícia Federal. O episódio, ocorrido nos primórdios da Operação Lava Jato, em março de 2014, aconteceu nas dependências do Hotel Luzeiros, na Ponta do Farol.
À época, Youssef desembarcara na capital carregando uma mala entupida de propina. A situação é mostrada no filme em tom de reconstituição. Ao desconfiar da ação da PF, o doleiro despacha a mala para o comparsa Marco Antônio Ziegert e diz: “você sabe o que fazer”. O destino do dinheiro seria o Palácio dos Leões.
Na vida real, em depoimento à PF, o doleiro delatou que a mala com R$ 1,4 milhão seria parte da propina da acordada entre o governo Roseana Sarney (PMDB) e a UTC Constran para pagamento de precatórios vencidos em favor da empreiteira. O destinatário da “encomenda” era o então chefe da Casa Civil de Roseana, o empresário João Abreu.
Também em depoimento, Zeigert confirmou que deixou a mala no Palácio dos Leões, especificamente no gabinete de João Abreu. Preso, o dono do falido Armazém Abreu confirmou o fato à Polícia Civil do Maranhão, portanto, negou saber do paradeiro da mala milionária, alegando que se afastara do cargo de principal auxiliar de Roseana para disputar eleição.
Em maio deste ano, Roseana, João Abreu, Youssef, Zeigert foram denunciados à justiça pelo episódio relatado no filme, porém saíram todos impunes poucos dias depois, pois, apesar das confissões de Youssef, Abreu e de Zeigert, além das provas e filmagens que embasavam a denúncia do Ministério Público, terminaram inocentados sumariamente pelo juiz Clésio Cunha, numa decisão suspeita investigada pelo Conselho Nacional de Justiça.

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Mais Renda beneficiará 80 vendedores de alimentos em Paço do Lumiar


Quem quer se capacitar na venda informal de alimentos em Paço do Lumiar terá uma boa oportunidade para trabalhar e aumentar sua renda. Será implantado no município no dia 12, terça-feira, a partir das 8h, no Instituto de Educação Superior Franciscana (Iesf), na Avenida 14 do Maiobão, o Programa Mais Renda, que assegura a inclusão socioprodutiva de trabalhadores informais maranhenses. A iniciativa é do Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), em parceria com a Prefeitura Municipal de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes).

Em Paço do Lumiar, serão disponibilizadas 80 vagas para capacitação e cadastramento no ramo de alimentos. Os interessados em participar deverão comparecer no dia 12 deste mês ao Iesf, a partir das 8h, e assistir à palestra de apresentação do programa.

“A palestra é indispensável para o cadastramento, que será feito em seguida. Os interessados deverão necessariamente possuir o Número de Inscrição Social (NIS) e levar cópias dos documentos pessoais e do comprovante de residência”, detalha o secretário municipal de Desenvolvimento Social de Paço do Lumiar, Nauber Braga.

O programa é uma boa ajuda para quem já trabalha com a venda ambulante de alimentos, como cachorro-quente, beiju, milho verde, batata frita, churrasquinho etc, bem como para desempregados que queiram se capacitar no ramo de alimentos para garantir renda.

80 CARRINHOS DE LANCHE

Todos os 80 vendedores do ramo alimentício de Paço do Lumiar selecionados e capacitados receberão do Governo do Estado kits para a execução das suas funções, como carrinhos adequados à venda de churrasco, cachorro-quente, salgados, fritadeiras e chapas a gás.

A equipe técnica da Sedes estará no lançamento do Mais Renda em Paço do Lumiar para explicar aos interessados todos os detalhes do programa. A equipe destaca que a capacitação é uma etapa essencial para o resultado final do Mais Renda, pois é durante as aulas que os beneficiários recebem orientações técnicas sobre como gerir corretamente o seu empreendimento.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

Dinheiro apreendido pela PF na casa de amigo de Roseana chega ao total de R$ 51 milhões

O caso de Geddel e das malas de dinheiro fez os maranhenses relembrarem do Caso Lunus, que enterrou as pretensões de Roseana de concorrer à Presidência da República. 

Em 2002, agentes da polícia encontraram R$ 1,2 milhão – valor estratosférico para a época – em maços de R$ 50 na sede da Lunus, empresa administrada por Jorge Murad, marido de Roseana.

A Polícia Federal contabilizou um total de R$ 42.643,500,00 (quarenta e dois milhões, seiscentos e quarenta e três mil e quinhentos reais) e US$ 2.688,000,00 (dois milhões, seiscentos e oitenta e oito mil dólares americanos) em dinheiro apreendido em malas num apartamento em Salvador supostamente ligado ao ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) nesta terça-feira (5).

Pela cotação corrente, o valor total apreendido foi de R$ 51.030.866,40 (cinquenta e um milhões, trinta mil, oitocentos e sessenta e seis reais e quarenta centavos).

Com ligações estreitas com José Sarney e Roseana, Geddel Vieira Lima é do mesmo partido dos oligarcas maranhenses e faz parte da alta cúpula do partido a nível nacional, como o chefe do clã do Maranhão.


Em 2009, quando Roseana era governadora, Geddel Vieira Lima, então ministro da Integração Nacional, veio ao Maranhão, à convite da ex-governadora, para prestar solidariedade à amiga com a situação do Maranhão, que na época sofria com enchentes e os estragos feitos em dezenas de municípios.

O caso de Geddel e das malas de dinheiro fez os maranhenses relembrarem do Caso Lunus, que enterrou as pretensões de Roseana de concorrer à Presidência da República. Em 2002, agentes da polícia encontraram R$ 1,2 milhão – valor estratosférico para a época – em maços de R$ 50 na sede da Lunus, empresa administrada por Jorge Murad, marido de Roseana.

A busca e a apreensão da exorbitante cifra no escritório de Jorge Murad foram determinadas pela Justiça, que buscava esquemas cometidos na Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).

Os amigos Roseana Sarney e Geddel Vieira Lima têm muita coisa em comum.

Andrea Murad teve campanha financiada por empresa contratada para construir Hospital de Chapadinha


Por: John CutrimData de publicação: 06/09/2017 - 12:36



A deputada Andrea Murad quando não falseia na tribuna da Assembleia Legislativa, o faz em seus perfis nas redes sociais. E foi assim, que a filha de Ricardo Murad contou uma série de mentiras sobre a obra do Hospital Macrorregional de Chapadinha.

O que Andrea Murad não diz é que a obra esteve ‘paralisada’ por conta de uma série de irregularidades envolvendo a Ires Engenharia. O que a deputada não quer rememorar é que a construtora recebeu pagamentos, além do valor licitado, e não concluiu as obras pagas por Ricardo Murad, acusado de comandar organização criminosa que desviou mais de R$ 1 bilhão da saúde estadual.

A filha de Ricardo Murad também esqueceu que enquanto recebia dinheiro das obras não realizadas, a Ires Engenharia fazia doações para sua campanha eleitoral e de seu cunhado Sousa Neto.

No dia 24 de setembro de 2014, por exemplo, a Ires Engenharia depositou R$ 60 mil na conta bancária de Andrea Murad. A deputada lembra desta doação? Nessa mesma data a empreiteira que recebeu e abandonou a obra do Hospital Macrorregional de Chapadinha, doou R$ 40 mil à campanha de Sousa Neto. A filha e o genro de Ricardo Murad não devem lembrar.

As doações da Ires Engenharia aos deputados Andrea Murad e Sousa Neto ocorreram sete dias depois da construtora receber o pagamento de R$ 3,1 milhões por meio da ordem bancária 20140B15351, em 17 de setembro de 2014, da gestão de Ricardo Murad.

Andrea Murad também esqueceu que tramita na 13ª Vara da Justiça Federal uma ação onde são réus o seu pai Ricardo Murad e a construtora Ires Engenharia, ela própria e o cunhado.

Talvez seja com vontade de relembrar os bons tempos de farra com dinheiro da saúde que Andrea tenha que mentir tanto.


Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/andrea-murad-teve-campanha-financiada-por-empresa-contratada-para-construir-hospital-de-chapadinha/#ixzz4rxLb0iUB

A secretária da Semaf de Paço do Lumiar, Núbia Feitosa, acompanhada da vereadora Drielle da Pindoba (PCdoB), visitou na manhã desta terça-feira (5) as escolas da rede Municipal na comunidade Pindoba.

 A ação tem o objetivo de discutir com os diretores das escolas questões pedagógicas e relacionadas à infraestrutura das unidades que estão em condições ruins.
Segundo a secretária municipal, as visitas foram realizadas com o intuito de conhecer as demandas e discutir com os gestores escolares ações de melhorias.
“Nosso objetivo é aproximar ainda mais a escola da nossa gestão e conhecer de perto os problemas, que não são poucos. Neste primeiro momento resolveremos algumas demandas, como falta de material pedagógico, fossas entupidas, falta de água e limpeza”, informou Núbia Feitosa.
Ainda de acordo com a gestora, esse trabalho presencial é o primeiro passo para o início de uma ação mais ampla que será desenvolvida na rede de ensino.
“Vamos começar um trabalho intenso na área de infraestrutura. O projeto é reformar as unidades escolares nos próximos anos, assim garantindo educação digna aos nossos alunos”, concluiu a secretária.
O diretor de uma das escolas agradeceu a presença da secretária e disse estar muito confiante com as futuras melhorias.
“Hoje fomos agraciados com a visita da Dr. Núbia, que se propôs a vir até aqui ver de perto os problemas da nossa escola e conhecer nossas demandas. Logo neste primeiro momento alguns apelos já foram atendidos e eu tenho certeza de que tudo será resolvido”, afirmou Venâncio Silva, diretor da UEB Tia Bia 1.

“FORA, SARNEY”, GRITA PÚBLICO NO ENCERRAMENTO DA CARAVANA DE LULA EM SÃO LUÍS


O encerramento da Caravana Lula pelo Brasil, nesta terça-feira (5), em São Luís, foi marcado também pelo coro “Fora, Sarney”. Os gritos da multidão que lotou a praça Dom Pedro II tiveram um sabor especialmente mais amargo para os sarneyzistas, já que Lula se recusou a marcar encontros com o ex-senador durante a passagem pelo Maranhão.
O coro foi puxado durante a fala de João Pedro Stédile, coordenador do MST (Movimento dos Sem-Terra), que falou sobre os problemas deixados pela família Sarney no Estado.
Em vez de marcar compromissos com José Sarney, Lula agendou três eventos com o governador Flávio Dino. Um foi ao chegar a São Luís, na noite de segunda-feira (4). No dia seguinte, ambos visitaram pela manhã o Porto de Itaqui. E à noite houve o ato de encerramento da caravana.
Durante o ato, Lula fez questão de se mostrar politicamente próximo ao governador. “Quero agradecer a lealdade, o carinho e a dedicação do companheiro Flávio Dino”, afirmou o ex-presidente durante o discurso.
Além de “Fora, Sarney”, o ato também teve os gritos de “Fora, Temer”. Ambos são do PMDB.

terça-feira, 5 de setembro de 2017

Sarney usa Sistema Mirante para atacar Lula, seu antigo aliado


Destaques / 5 de setembro de 2017 / 08h59 - Por Leandro Miranda

FacebookTwitterGoogle+WhatsApp

O oligarca José Sarney parece ter esquecido os mais de 10 anos de aliança que o seu grupo político manteve com o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT). Afastado do poder desde 2014, Sarney vem usando sistematicamente o Sistema Mirante de Comunicação para atacar a visita de Lula em São Luís, que marcará o encerramento da caravana do ex-presidente pelo Nordeste.

Apesar de ter usado por mais de uma década a influência do petista para beneficiar politicamente os membros da oligarquia, Sarney não vem poupando esforços para depreciar a visita do ex-presidente em terras ludovicenses, isso porque a passagem de Lula por São Luís deve marcar a consolidação da aliança entre Lula e o governador Flávio Dino (PCdoB) para 2018.

O jornal O Estado do Maranhão e demais veículos do conglomerado midiático da família Sarney vêm dando ênfase a pequenos movimentos ligados a partidos de direita e contra o petista, para tentar macular a imagem de Lula entre os maranhenses.

No domingo (3), o site Imirante deu ampla repercussão a uma “manifestação” que reuniu na Avenida Litorânea meia dúzia de pessoas em apoio ao juiz Sérgio Moro e a favor da prisão de Lula, condenado pelo juiz de Curitiba a nove anos e seis meses de prisão.

O que os veículos sarneysistas não divulgam, no entanto, é que a condenação de Lula não atrapalhará a candidatura do petista nas eleições do próximo ano e que o próprio Lula já assegurou que será candidato em 2018.

Em entrevista ao jornal El País, o jurista João Fernando Lopes de Carvalho, especializado em direito eleitoral, garantiu que Lula só se torna inelegível a partir de uma condenação de um órgão colegiado em caso de recurso ou se a ação de Moro tramitasse em julgado. Segundo o especialista, mesmo preso Lula poderia ser candidato.

No Maranhão, a agenda de Lula começou pela cidade de Timon, onde foi homenageado com o título de cidadão da cidade.

Para maior desespero de Sarney e políticos de oposição ao comunista, nesta segunda-feira (4) Lula foi recebido em São Luís por Dino, e o ex-presidente divulgou em sua página oficial no Facebook o encontro com o governador do Maranhão.

Hoje (5), o ex-presidente participa de grande ato público ao lado de Dino, encerrando a sua caravana pelo Nordeste, depois de passar por 28 municípios e nove Estados, durante 20 dias.

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Ex-Presidente Lula em São Luís


Dias 3, 4 e 5 de Setembro 2017
Onde: Aeroporto de São Luís e Lençóis Maranhenses
 

PROGRAMAÇÃO:Domingo, 03 de setembro de 2017 
13h00 – Almoço
Deslocamento para São Luís (De avião, 1h de voo)
Coletiva de Imprensa
Jantar com governador Flávio Dino
Pernoite em São Luís

Segunda-feira, 04 de setembro de 2017
Coletiva de Imprensa
Deslocamento para Itapecuru Mirim (117km, 1h40)
11h00 – Visita ao assentamento Cristina Alves
13h00 – Almoço com Flávio Dino
Deslocamento para São Luís (117km, 1h40)
Pernoite em São Luís

Terça-feira, 05 de setembro de 2017 
Coletiva de Imprensa
17h00 – Ato Público na Praça Dom Pedro II
Embarque para São Paulo




Créditos da Fonte: http://kamaleao.com/saoluis/997/lula-em-sao-luis#ixzz4riOsrP7P