sábado, 29 de abril de 2017

Gago e Crânio, jagunços de Marinho do Paço e Gilberto Aroso entram em contradição

Numa espécie de nota publicada em grupos de conversa, Crânio diz que neste assalto da matéria do Jornal Pequeno, ao prefeito de Cachoeira Grande, Chico Barbosa, no valor de R$ 90.000, ele não participou. 


Vulgo Gago, no intuito de ajudar seu amigo, acaba afirmando que Crânio cometeu sim crimes e já pagou: "Você é um ser humano, passivo de erros. Se você cometeu seus erros, respondeu, e não deve mais nada, você é um cidadão como todos os outros". Afirmou em áudio



 Já na matéria de 2007, Crânio confessa crimes passados, e se diz redimido da vida do crime. 



Prefeito Dutra suspende obras da Odebrecht

Na noite desta sexta-feira a Prefeitura de Paço do Lumiar, por determinação do Prefeito Dutra suspendeu as obras realizadas pela Odebrecht nas avenidas 04, 03 e 09, no Maiobao.

Em janeiro o Prefeito Dutra pessoalmente suspendeu obras da Odebrecht na Avenida 14, próximo ao Viva. Notificada a empresa apresentou autorização concedida no Governo passado. O prefeito Dutra através de decreto criou uma comissão para avaliar das as irregularidades praticadas durante a licitação e na execução das obras pela empresa.

A Secretaria de Obras tem feito seguidas notificações à Odebrecht para que corrija obras mal feitas, paralise a danificação das avenidas e feche diversos bueiros nos conjuntos.

Na semana passada um mototaxista faleceu em acidente causado por um boeiro aberto na região do Zumbi.

Nos últimos dias a Odebrecht tem realizado obras à noite, com chuva, sem sinalização, causando sérios riscos de mais acidentes.

"A Odebrecht está aqui de forma irregular. A licitação e o contrato está sendo discutido na justiça.Ela humilha a população e danifica as poucas avenidas em condições de trafico em pleno inverno. Por isto determinei a suspensão das obras". Declarou o prefeito Dutra.

No dia 22 de maio será realizada audiência na Vara de Interesses Difusos, no Fórum Desembargador Sarney, nos processos conduzidos pelo  Juiz Douglas Martins que pedem a saída da Odebrecht de Paço e Ribamar.

MP-MA PEDE ATÉ 29 ANOS DE PRISÃO PARA ROSEANA