sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

‘Dezembro Laranja’ em Montes Claros terá ação para conscientizar população sobre os riscos do câncer de pele

Campanha nacional é realizada neste sábado (2) e pretende atender cerca de 500 pessoas, com conscientização, diagnóstico e tratamento da pele, segundo a organização.

Por G1 Grande Minas

01/12/2017 12h16 Atualizado há 3 horas




Campanha de prevenção ao câncer de pele é realizada há três anos em Montes Claros (Foto: Fernanda Mendes / Arquivo Pessoal)

Dezembro chegou e junto com ele se inicia mais uma campanha voltada para a saúde. Desta vez, o foco é no cuidado com a pele e na prevenção do câncer.

Em Montes Claros, 28 dermatologistas aderiram à iniciativa do Dezembro Laranja. Durante todo o mês, serão feitas orientações à população acerca da problemática. Desse modo, três fases estratégicas se intensificam: a conscientização, o diagnóstico e o tratamento.

A dermatologista Fernanda Mendes, coordenadora local da ação, pontua que o mês é escolhido devido ao período de férias, época em que as pessoas se expõem mais ao sol e ficam mais vulneráveis. “O verão e as férias são fatores convidativos para a maior exposição ao sol. A ideia é que as pessoas aproveitem tudo isso, mas de forma consciente, com proteção”, comenta.

Números de incidência

Idealizada há 18 anos no Brasil, a campanha tem por objetivo desacelerar o número de incidência desse tipo de patologia. Ao todo, são mobilizados três mil dermatologistas, em 129 postos de atendimento. Dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA) estimam a ocorrência de 180 mil novos casos de câncer de pele no país, só em 2017. A doença corresponde à 30% dos casos de câncer, sendo o mais comum no ser humano.

Para a Fernanda Mendes, a atenção deve ser dobrada para os grupos de risco. “Existem pessoas têm predisposição de ter a doença . Desse modo, deve ser observado o histórico familiar e pessoas que tem mais sensibilidade aos raios ultravioleta, como aqueles que tem pele clara, cabelo claro ou ruivo”, alerta.

A dermatologista ainda pontua sobre os sintomas mais frequentes. De acordo com ela, a observação com o corpo pode facilitar o diagnóstico precoce. “Caso seja observado alguma ferida que não quer cicatrizar, pintas em estado de crescimento e com mudança de cor, são indícios que devem ser analisados”, comenta.

Ação local

Entre as ações desenvolvidas no mês está uma mobilização que será realizada neste sábado (2), no Núcleo de Atenção a Saúde e Práticas Profissionalizantes (NASPP). A expectativa é de que aproximadamente 500 pessoas sejam atendidas.

“A intenção é atender os pacientes de risco e diagnosticar os suspeitos. Caso seja verificada a doença, o procedimento cirúrgico será realizado no mesmo dia e no mesmo local”, explica.

O atendimento ao público é gratuito e será realizado no NASPP das 9h às 15h, na Rua Porto Seguro, número 4, Bairro Ibituruna. Para outras informações, o telefone de contato é o (38) 3212-2642.

Sem comentários:

Enviar um comentário