sexta-feira, 17 de novembro de 2017

Estamos esperando a lista dos 400 fantasmas, diz Flávio Dino


O governador Flávio Dino afirmou que o governo já requereu formalmente os nomes da suposta lista de 400 fantasmas, que, segundo a Polícia Federal, receberiam sem trabalhar em organizações sociais contratadas pela Secretaria de Saúde do Maranhão.

O governador Flávio Dino afirmou que o governo já requereu formalmente os nomes da suposta lista de 400 fantasmas, que, segundo a Polícia Federal, receberiam sem trabalhar em organizações sociais contratadas pela Secretaria de Saúde do Maranhão.
“Estamos esperando a lista dos alegados 400 fantasmas, para verificar se isso procede, quem foi o responsável, em qual época e por qual motivo”, escreveu Dino em suas redes sociais.
Flávio Dino afirmou que a origem das operações da Polícia Federal é resultado do modelo herdado de governos passados. “Não se desmonta isso em semanas ou meses, sobretudo em um serviço que não pode parar, como a saúde”, explicou.
O governador disse que jamais compactua com má aplicação de recursos públicos. “Sempre tomamos todas as providências administrativas quando erros foram detectados”.
Ele ressaltou que o atual governo criou quadro efetivo para concurso público na Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh) e melhora o quadro de auditores na saúde, com seletivo específico. “Desde 2015 estamos corrigindo problemas graves que herdamos na saúde. Implantamos processos seletivos para contratação de pessoal, o que jamais havia sido feito antes”, enfatizou.
Dino disse ainda que orientou toda equipe de governo para colaborar sempre com “investigações sérias e isentas”.
O governador criticou a tentativa do grupo Sarney de desgastar sua imagem junto à população. “Desde 2015, é esse desespero de me nivelar a eles, para dizer que “nada mudou”. Mas o fato objetivo é que não tenho nenhum problema pessoal na Polícia ou na Justiça. E assim continuarei”.
Ele concluiu afirmando que falta à oligarquia Sarney/Murad condições mínimas para falar em moralidade. “Que cuidem dos seus problemas na Polícia e na Justiça. São muitos”.

Sem comentários:

Enviar um comentário