quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Atypical - Série sobre jovem com autismo estreia na Netflix



Série sobre jovem com autismo estreia na Netflix e dá destaque a esse distúrbio grave e ainda muito desconhecido pela população.

O roteiro aborda de forma leve e empática as características do TEA, transtorno de espectro autista. Como a dificuldade em entender figuras de linguagem e problemas de interação social. O canal de streaming Netflix liberou os 16 episódios da primeira temporada de Atypical, série que tem como protagonista Sam, um rapaz de 18 anos com transtorno de espectro autista (TEA) de alto funcionamento. 

Inteligente e aficionado por biologia, Sam é um especialista na vida animal da Antártida e em tecnologia, porém depende da família para atividades do cotidiano: a mãe cuida de sua rotina, da alimentação à escolha das roupas, e a irmã mais nova o acompanha na escola. No entanto, com ajuda da terapeuta, ele começa a trabalhar suas habilidades para se tornar mais autônomo e se relacionar afetivamente com mulheres.

Um dos méritos da série é o foco nas vivências da mãe do protagonista, que se redescobre depois de anos focada nos cuidados com o filho. 

O médico oncologista, cientista e escritor Dr. Drauzio Varella explicou numa série especial que esse distúrbio, em alguns casos, pode fazer com que o autista se foque tanto num determinado assunto, chegando ao ponto de se tornar um gênio. "Aqueles chamados gênios, que só conhecem um assunto numa profundidade absurda. São capazes de fazer conta de cabeça, mais depressa que no computador". Comentou o dr.

EM CADA 100 NASCIMENTOS, 1 CASO DE AUTISMO ACONTECE DIZ DR.DRAUZIO VARELLA

As últimas estatísticas apontam, segundo o médico oncologista, cientista e escritor, Dr. Dráuzio Varella, que para cada 100 nascimentos acontece 1 caso de Autismo. E no entanto, este é um tipo de distúrbio muito comum. 

O espectro do Autismo, envolve situações e apresentações que são muito diferentes umas das outras, disse o Dr. Dráuzio. Ele explica os tipos de Altismo, começando pelo distúrbio grave. Onde a criança não consegue se comunicar pela fala. 

Esses são os casos mais extremos. É o Altismo mais grave. Desde a pessoa que não sabe falar, até aqueles que são altamente capacitados. A série Atypical da Netflix tem extrema importância para que possamos entender como as pessoas com o distúrbio se sentem, e como podemos conviver e também aprender com os Altistas. 

TV GLOBO APRESENTOU PERSONAGEM AUTISTA EM NOVELA EM 2013/ 2014

Entre os anos de 2013 e 2014, no Brasil, o tema Autismo entrou em pauta nas conversas no cotidiano da população, em decorrência da personagem Linda, da novel Amor à Vida, de Walcyr Carrasco, exibida na TV Globo.

A atriz Bruna Linzméyer de 24 anos que interpretou a personagem, fez um balanço sobre sua experiência na pele de uma autista. Disse que Não há diferenciação entre seu trabalho e sua vida. E que isso afetou diretamente sua relação com as pessoas, seus desejos, e que foi uma entrega.

Bruna Linzméyer finaliza dizendo que quando o ator decide fazer um trabalho, tudo o que ele quer é impactar as pessoas, assim como os quadros que a personagem Linda pintava na novela. Ela disse que foi envolvida pela personagem, e que foi muito importante. O recente trabalho de Bruna foi a personagem Cibele da novela a Força do Querer.

Sem comentários:

Enviar um comentário