sexta-feira, 14 de abril de 2017

Márcio Lobão vai pedir música no "Fantástico"?


POR LAURO JARDIM
Divulgação / Brasilcap
O delator da Odebrecht Henrique Valladares relatou que pagou R$ 5,5 milhões de caixa dois a Edison Lobão (à direita) para que o ex-ministro lhe facilitasse a vida no setor elétrico, mais especificamente na hidrelétrica de Jirau. O dinheiro era entregue ao filho de LobãoMárcio, como conta Valladares:
— Os pagamentos envolviam a figura do filho dele, que mora no Rio. Na época, morava no Leme. 
mesmo modus operandis — grana em dinheiro vivo para Lobão entregue ao filho Márcio — já aparecera nas delações de Flavio Barra, ex-diretor da Andrade Gutierrez; e na de Sérgio Machado. (Em fevereiro, a PF realizou busca a apreensão no apartamento de Márcio)
Ou seja, tem-se aí uma espécie de salto triplo da propina. Com certeza, Márcio Lobão está apto para pedir música no "Fantástico".
Mas no governo Temer conseguiu coisa melhor. Acabou de ter renovado o seu mandato de presidente da BrasilCap, subsidiária do Banco do Brasil.
Desde 2008, ocupa o posto na cota do pai senador, ministro, novamente senador e personagem de inúmeras delações da Lava-Jato.
Por causa de tanta Lava-Jato chovendo sobre Marcio, a direção do BB resolveu sacá-lo so cargo. Mas o pai Lobão uivou com Temer e conseguiu manter o filho querido no cargo.

Sem comentários:

Enviar um comentário