terça-feira, 11 de abril de 2017

Enem terá prova personalizada para segurança do candidato

A edição de 2017 do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá algumas novidades em relação aos anos anteriores. Além do aumento de preço na taxa de inscrição, outras medidas novas proporcionarão mais segurança aos candidatos. Uma das mudanças é a personalização dos cadernos de questões. O estudante que fizer a prova neste ano vai receber o material com o nome e o número de inscrição já impressos. Além disso, os cartões de respostas virão encartados na avaliação e com a identificação do candidato.

Estas alterações estão no edital nº 13, publicado no Diário Oficial da União (DOU) dessa segunda-feira (10). De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, essa medida de identificação das provas vai contribuir para inibir possíveis fraudes no exame. “Temos um instrumento a mais para identificar a prova feita pelo candidato e, evidentemente, até permitir a rastreabilidade”, enfatiza. De acordo com ele, será possível saber até “se por ventura, uma prova foi subtraída ou canalizada para uso indevido”.

A presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, ressalta que, além de aumentar a segurança para o candidato, a medida facilita a transcrição das respostas.

“A personalização aumenta a segurança para o candidato e facilita um pouco, porque antes ele tinha que transcrever, na folha de resposta, a cor da prova que estava fazendo. Agora, as duas estarão identificadas com nome e número de inscrição e a folha de resposta já virá encartada no caderno de questões”, explica.

O Inep informou que as provas continuarão a ser aplicadas em quatro cadernos diferentes e identificados por cores. Além disso, as alterações nos cadernos de questões e de respostas não trarão nenhum gasto extra ao governo.

Inscrições

As inscrições começam às 10h do próximo dia 8 de maio, e vão até às 23h59 de 19 do mesmo mês. O pagamento deve ser efetuado até 25 de maio. As primeiras provas serão no dia 5 de novembro, com duração de cinco horas e meia – para linguagens, códigos e suas tecnologias, redação e ciências humanas e suas tecnologias.

No dia 12, o segundo domingo da prova, o aluno terá quatro horas e meia para responder às questões de ciências da natureza e suas tecnologias e matemática e suas tecnologias. Um edital específico será publicado para pessoas privadas de liberdade, que prestarão o Enem nos dias 12 e 13 de dezembro.

Aqueles que precisarem da declaração de comparecimento para o trabalho não mais poderão adquirir o documento no local da prova. O interessado deve imprimir a solicitação antes, pela página do Inep, e levá-la preenchida para a assinatura do coordenador da prova.

Sem comentários:

Enviar um comentário