sexta-feira, 24 de março de 2017

Idosa que viu estupro das netas e filha fala sobre o crime em Paço do Lumiar



Imagem meramente ilustrativa

Ainda muito abalada a idosa de 65 anos, que viu as duas netas e a filha sendo estupradas, nesta manhã (24), nos contou como o crime aconteceu. Segundo ela, o estuprador abusou primeiro a adolescente de 17 anos. Após agredi-la tanto sexual quanto fisicamente, ele estuprou a neta mais nova, de apenas 15 anos. Em seguida, o homem que ainda não foi identificado estuprou a filha dela, de 30 anos. “Ele estuprou elas na frente no meu neto de 10 anos, que gritava implorando para que ele parasse de estuprar a mãe dele e as primas. Eu passei mal e mesmo apanhando muito, minha neta disse para que eu me acalmasse. Tudo só acabou quando o meu outro neto de 17 anos, conseguiu pedir ajuda” conta a senhora.

O crime aconteceu no bairro Mutirão, município de Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís.

Ainda de acordo com a testemunha, o neto que conseguiu pedir ajuda foi amarrado pelas primas, com um fio de extensão, a mando do criminoso. Enquanto o estuprador praticava os crimes, ele se soltou e conseguiu chamar um vizinho policial. O vizinho ainda perseguiu o bandido e chegou a efetuar três disparos mas o homem conseguiu fugir.

As vítimas passaram toda a manhã no Hospital Djalma Marques, o Socorrão I. Elas tomaram medicamentos contra DST’s e receberam outros atendimentos.

Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia do Maiobão.

A polícia está investigando o caso mas o homem ainda não foi encontrado.

Segundo o Subcomandante do 13° Batalhão da Polícia Militar, Renato Abrantes, não foi possível fazer m retrato falado do estuprador, por durante toda a ação ele estava utilizando um capacete. As únicas informações sobre ele são que ele tem bigode e é um pouco gordinho.

Ele estava em uma motocicleta com a parte traseira da cor prata e o tanque roxo.

Durante a fuga, segundo testemunhas, o estuprador passou em frente ao presídio de Paço do Lumiar e pode ter sido flagrado pelas câmeras, por isso, agora, os familiares estão tentando conseguir essas imagens para tentar descobrir a placa da moto e tentar chegar até o criminoso.

Sem comentários:

Enviar um comentário