quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Bovespa fecha em alta e renova máxima em mais de 2 anos Ibovespa avançou 0,65%, a 60.644 pontos. Petrobras sobe mais de 4% com mudanças nas regras do pré-sal.

A Bovespa fechou em alta nesta quinta-feira (6), renovando máximas em mais de 2 anos, impulsionada pelos ganhos da Petrobras e pelo otimismo do mercado com o avanço de medidas econômicas no Congresso Nacional.

O Ibovespa, principal índice de ações da bolsa brasileira, subiu 0,65%, a 60.644 pontos – nova máxima no ano e maior pontuação de fechamento desde 5 de setembro de 2014 (60.681 pontos). Veja a cotação

Já o dólar fechou em alta de 0,1%, a R$ 3,2225 na venda.

Com o avanço desta quinta-feira, o Ibovespa acumula alta de 3,9% no mês de outubro. No acumulado de 2016, a bolsa subiu 39,9%.

O pregão foi marcado por alguma volatilidade, com o Ibovespa subindo 0,78% na máxima e recuando 0,31% na mínima, em meio a cautela na véspera da divulgação do crucial relatório do mercado de trabalho norte-americano de setembro, que deve ajudar na definição de apostas da próxima alta dos juros pelo Federal Reserve, o banco central dos Estados Unidos, destaca a agência Reuters.

Em Brasília, as atenções seguem voltadas para o avanço da proposta que limita o crescimento dos gastos à inflação do ano anterior. A comissão especial da Câmara dos Deputados iniciou a nesta tarde a sessão para votar a medida que depois seguirá para o plenário da Casa, onde precisa ser aprovada em dois turnos antes de seguir para o Senado.

Destaques do dia
As ações preferenciais da Petrobras (que dão preferência na distribuição de dividendos) subiram 3,57% e as ordinárias (que dão direito a voto), 4,35%, em meio à alta do petróleo e após a Câmara dos Deputados aprovar texto-base do projeto que desobriga a estatal de ser a operadora exclusiva do pré-sal sob regime de partilha. Para analistas, com a mudança, a empresa terá mais flexibilidade nas decisões de investimento.

O Branco do Brasil subiu 3,13%, após informar que encerrou as negociações para estabelecer uma parceria estratégica com a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (Correios) por meio da constituição de uma sociedade de participações e de instituição financeira. O acordo para a distribuição de produtos e serviços do BB na rede dos Correios, o chamado Banco Postal, tem vigência até 2 de dezembro.

A Vale perdeu 0,51% na ação preferencial e 0,34% na ordinária. Ainda segundo a Reuters, o mercado está observando o desenrolar do processo para venda de ativos de fertilizantes da empresa.

Sem comentários:

Enviar um comentário