sexta-feira, 4 de março de 2016

Mudanças no ‘Viva’ ampliam acesso do cidadão aos serviços públicos

Com o objetivo de fortalecer a identidade do órgão, a Viva Cidadão passa a se chamar ‘Viva’. A decisão atende a forma como o órgão já vem sendo tratado pelos servidores e pelos maranhenses ao longo dos anos e busca aproximá-lo ainda mais do dia a dia do cidadão. 
Em fevereiro o ‘Viva’ completou 18 anos de prestação de serviços à população. A idade é simbólica e reflete o momento de amadurecimento que o órgão está vivenciando, com a reestruturação das unidades e ampliação dos serviços no Maranhão. “Estamos trabalhando para que o ‘Viva’ continue fazendo parte da vida das pessoas com mais qualidade, mais serviços e possibilitando mais dignidade aos cidadãos”, disse Duarte Júnior, diretor-geral do Viva. 
Neste momento é grande a expectativa pela inauguração da nova sede, localizada no prédio do antigo Casino Maranhense, na Avenida Beira Mar, marcada para 15 de março. Recentemente a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), órgão responsável pela reforma e adaptação do prédio realizou vistoria no local e afirmou que os trabalhos foram intensificados para o cumprimento do prazo de entrega. 
A nova unidade irá incorporar as unidades da Praia Grande e do Jaracaty no mesmo espaço, somando os serviços já oferecidos, e ainda ampliando a capacidade de atendimento atual que é de 45 mil por mês, passando a 90 mil atendimentos mensais. 
O projeto da nova sede prioriza a acessibilidade das pessoas com deficiência e oferece uma estrutura ampla, com mais conforto e segurança para os cidadãos e também para os servidores que atuam no órgão. Além da área dedicada ao atendimento, haverá um auditório que poderá ser utilizado para atividades do próprio Viva e ainda de órgãos parceiros, e um anexo para receber a área administrativa. 
Expansão e metas para 2016
No último sábado (27), em reunião realizada com os servidores do Viva no Teatro Arthur Azevedo, o diretor-geral, Duarte Júnior, apresentou as principais metas para o ano de 2016. Entre elas estão: organização financeira e administrativa do órgão; a humanização e qualificação do atendimento; e a implantação de novas unidades nos municípios do interior do estado. 
“A descentralização do atendimento é uma forma de garantir que os serviços do Viva sejam acessados por todo cidadão. Isto vale para a grande São Luís e também para as cidades do interior do Estado”, enfatizou Duarte Júnior. 
Para acompanhar as notícias do órgão, saber informações sobre o andamento dos projetos de reestruturação do órgão e sobre os serviços, acesse o site www.viva.ma.gov.br.

Sem comentários:

Enviar um comentário