quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

PODERIAM DEIXAR O DAVI GANHAR, AO MENOS UMA VEZ? Artigo escrito por Gilberto Nunes

Neste texto, Gil fez uma crítica ao alto poder aquisitivo de determinados grupos políticos, que acabam deixando o nosso país na miséria. Enganam e compram a população mais carente, e as verdadeiras pessoas que desejam fazer o bem pelo povo, não tem oportunidades de trabalhar. Uma grande reflexão para os dias atuais. Leia o texto, se ama o Gil, compartilha#

ARTIGO: Quase todo mundo torce pro Davi. Ele é do povo, é simples, tem a cara da gente.

Enquanto o Golias de, tão grande, faz sombra por onde passa.
Davi pega a pedra, prepara a baladeira( em um versão mais nordestina da história) e atira.

E então, acontece... nada!

A pedra sequer faz Golias rir.

E Davi se põe a correr pra não virar uma página amassada na história.
Ei, mas na Bíblia não foi assim!

É verdade. O problema é que nossos personagens são outros. Outros "Davi" e "Golias", que sempre aparecem em época de eleição.

A diferença principal entre eles? O dinheiro.

Davi tem dívidas aos montes. Golias só falta nadar no dinheiro.

A campanha de Davi é feita por alguns voluntários. Geralmente amigos e família. Já Golias contrata alguma firma terceirizada para o serviço. Enquanto Davi rala debaixo do sol escaldante tentando conquistar alguns votos, Golias administra o andamento da campanha pela Internet, saboreando um delicioso vinho com caviar.

É por isso que eleição no Brasil não surte o efeito esperado. Não existe alternância de poder.

Ele sempre continua nas mãos dos poderosos. Às vezes, de grupos políticos diferentes, mas com a mesma visão. Não representam o povo. Representam a si mesmos.

Do modo como as coisas vão, nunca um Davi de verdade vai chegar ao poder.

A solução? Equilibrar as coisas.

Partidos pequenos devem ter os mesmos direitos e oportunidades dados aos partidos grandes. O mesmo espaço na mídia. O mesmo limite para o uso do dinheiro.

"Ah, mas isso não vai acontecer" diz você.

Também acho, mas não é por isso que vou concordar com o que acontece eleição após eleição.

É uma luta desigual. Não tem chance de Davi ganhar.

Até penso em mudar de lado. O Golias paga mais. E só assim vou poder ter meu dinheiro de volta para seu lugar de origem. Afinal de contas, quem você acha que acaba bancando a campanha do Golias?

Olhe no espelho e terá uma resposta.

Gilberto Cardoso, professor de Língua Portuguesa.

Sem comentários:

Enviar um comentário