sábado, 24 de outubro de 2015

Márcio Jerry revela que Ricardo Murad era ‘aluno fantasma’ do curso de Direito da UFMA

Postado por GILBERTO LIMA 

"Ricardo Murad expele ódio, acusa pra tentar se proteger das consequências de sua convivência com ilegalidades, é um assombrado com sinais de transtornos e tendo pesadelos com as possíveis consequências dos crimes praticados", diz Jerry

O jornalista e secretário de Assuntos Políticos, Márcio Jerry, acaba de revelar um dos motivos das perseguições de Ricardo Murad contra ele. O problema remonta à década de 1980, quando Jerry era presidente do Diretório Central dos Estudantes da UFMA.

Depois de receber denúncias de que Ricardo Murad seria ‘aluno fantasma’ do Curso de Direito, o DCE fez uma apuração e rigorosa e constatou a veracidade da denúncia.

“Apuramos, constatamos a malandragem dele e encaminhamos pedido de providências ao Departamento de Direito e aos Conselhos Superiores da UFMA. Flagrado na prática criminosa o “aluno” Murad nunca mais pisou os pés na UFMA, foi escorraçado, e ao que se sabe jamais concluiu um curso superior”, revela Márcio Jerry, em sua página no facebook.

Jerry diz que não é de hoje a convivência de Murad com malfeitos e que é um personagem da velha política, da pior política.

“Expele ódio, acusa pra tentar se proteger das conseqüências de sua convivência com ilegalidades, é um assombrado com sinais de transtornos e tendo pesadelos com as possíveis consequências dos crimes praticados”, acrescenta.

Confira o que revela Márcio Jerry.

Ricardo Murad, o aluno fantasma escorraçado da UFMA

Ricardo Murad exala todos os dias ódio a mim, sempre com mentiras, acusações delirantes, numa linguagem tão chula quanto ele próprio. Age assim por absoluto desespero com a derrota que o povo do Maranhão impôs ao grupo político dele, acostumado à pilhagem dos recursos públicos para manter privilégios imorais.

O malfeitor Murad, conhecido também por suas trapalhadas e pela ignorância e truculência, realmente não gosta de mim desde os tempos em que eu era presidente do DCE da UFMA, em 1987. Naquela época recebi uma denúncia de estudantes do curso de Direito da UFMA contra o então deputado estadual Ricardo Murad. A denúncia era de que ele seria aluno fantasma do curso.

Apuramos, constatamos a malandragem dele e encaminhamos pedido de providências ao Departamento de Direito e aos Conselhos Superiores da UFMA. Flagrado na prática criminosa o “aluno” Murad nunca mais pisou os pés na UFMA, foi escorraçado, e ao que se sabe jamais concluiu um curso superior.

Vê-se, assim, que não é de hoje a convivência de Murad com malfeitos. É um personagem da velha política, da pior política. Expele ódio, acusa pra tentar se proteger das consequências de sua convivência com ilegalidades, é um assombrado com sinais de transtornos e tendo pesadelos com as possíveis consequências dos crimes praticados.

Sem comentários:

Enviar um comentário