sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Produção agrícola de Paço do Lumiar será apresentada ao setor supermercadista

Áreas produtivas de Paço do Lumiar estão sendo fonte de pesquisa do programa “Maranhão Mais Produtivo”, do Governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Estado de Indústria e Comércio – SEINC, em parceria com a Prefeitura de Paço do Lumiar. A visita, que contou com a presença do analista de Mercado Luiz Rodolfo Rodrigues da Secretaria de Estado de Indústria e Comércio – SEINC, e técnicos da Secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento - SEMAPA aconteceu na quarta-feira, 12, quando foram avaliados os polos agrícolas pertencentes à Associação dos Produtores Familiares da Vila Rosinha e Adjacências, Associação Hort Canaã na comunidade Pindoba e Associação de Pequenos Agricultores da comunidade Iguaíba.
Os representantes das entidades foram orientados a participarem da Rodada de Negócios do Grupo Mateus, no próximo dia 17 de agosto, quando terão a oportunidade de expor seus produtos, tabelas de preço, e ainda, apresentar o histórico das associações aos compradores. Podem participar da rodada, todos os agricultores pertencentes aos polos visitados.
Para a secretária de Agricultura Rosany Aranha, comercialização se constitui como um grande desafio para a agricultura familiar. “Esta parceria com o Governo do Estado, é de extrema importância, pois irá dinamizar a comercialização dos produtos dos agricultores no sentido de superar os entraves, aumentando a renda através da organização dos produtores, da qualificação dos produtos e da capacitação para acesso aos mercados”, frisou.
Mais - O programa “Maranhão Mais Produtivo” objetiva a valorização do empreendedor do Maranhão para que ele amplie sua participação no mercado interno e externo, uma vez que aproximadamente 84% dos produtos que são consumidos no mercado maranhense são oriundos de outros estados da Federação. Neste sentido, o programa visa a substituição de parte dessas importações interestaduais, estimulando e criando condições para que o empreendedor do Maranhão possa investir na competitividade, inovação, qualidade e sustentabilidade de seus processos produtivos.

Sem comentários:

Enviar um comentário