quinta-feira, 9 de julho de 2015

"Tentar jogar lama para o lado de cá não vai deixá-los limpos", rebate Rubens Jr

O vice-líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, Rubens Pereira Jr (MA), rebateu nesta quarta-feira (8/jul) discurso do deputado do clã Sarney, Hildo Rocha (PMDB). Em seus discurso, Rubens afirmou que "o povo maranhense sabe muito bem quem tem relações com as empreiteiras que participaram da construção da Refinaria Premmium em Bacabeira".

Ainda sobre as investigações da Lava Jato, Rubens Jr afirmou: "É curioso que o grupo Sarney venha aqui tentar inverter os fatos, jogando ilações para cima do PCdoB. Tentar jogar lama para o lado de cá não vai deixá-los mais limpos".

Abaixo, a íntegra do discurso:

Sr. Presidente, Srs, Deputados, sras. Deputadas;

Chega a ser irônico que o grupo político que comandou o Maranhão por 50 anos, e que está atolado até o pescoço em complicações com a Justiça, venha a esta Tribuna fazer ilações sobre a Operação Lava Jato.

Diversos veículos da imprensa, como O Globo, Valor e Estadão, para citar apenas os principais, vêm noticiando há semanas que o doleiro Alberto Youssef incluiu em sua delação premiada a informação de que repassou propina da UTC para a então governadora Roseana Sarney. A mesma imprensa também noticiou que, em outra delação, a do próprio dono da UTC, Ricardo Pessoa, ele informou que pagou propina à Roseana e ao então ministro Edson Lobão.

O PCdoB não cai nem nunca cairá no erro afoito de condenar alguém com base apenas em uma delação premiada. O Ministério Público ainda apresentará denúncia e caberá ao Poder Judiciário julgar. Mas os fatos estão aí.

É curioso que o grupo Sarney venha aqui tentar inverter os fatos, jogando ilações para cima do PCdoB. Tentar jogar lama para o lado de cá não vai deixá-los mais limpos.

O povo maranhense sabe muito bem quem tem relações com as empreiteiras que participaram da construção da Refinaria Premmium em Bacabeira. Ou melhor, do que deveria ser uma refinaria, pois quase R$ 2 bilhões já foram enterrados em um terreno em Bacabeira e o que vemos quando passamos lá é só a terraplanagem.

Já contra Flávio não pesa uma denúncia sequer, em seu longo expediente de serviços prestados ao país, nos três Poderes: Executivo, Legislativo e também no Judiciário. Tentar fazer alguma ilação contra Nicolao Dino, membro do Ministério Público Federal há 24 anos, hoje ocupante do segundo maior cargo da Procuradoria Geral da República, também só pode soar como piada de mau gosto.

O povo maranhense conhece muito bem quem fala. Por isso, escolheu, com quase 1 milhão de votos de vantagem Flávio Dino para governar o estado pelos próximos quatro anos. E só em seis meses, o PCdoB já tem mostrado a que veio, sendo que Flávio hoje conta com mais de 70% de aprovação em nosso estado, seguramente, o governador mais bem avaliado do país.

Sem comentários:

Enviar um comentário