quinta-feira, 18 de junho de 2015

Prefeito Edivaldo recebe honraria da ONU por políticas públicas de segurança alimentar

O prefeito Edivaldo recebeu nesta quarta-feira (17), em solenidade realizada no Palácio dos Leões, placa da Organização das Nações Unidas (ONU), por meio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo Município na área de segurança alimentar. A distinção da ONU faz referência ao esforço empenhado pela Prefeitura de São Luís na promoção de ações de combate à fome e à pobreza extrema na capital maranhense.

Edivaldo destacou o reconhecimento da ONU como um estímulo a continuar trabalhando com afinco na execução de projetos que promovam a melhoria da qualidade de vida dos ludovicenses. "A honraria nos deixa muito felizes. É sinal de que estamos no caminho certo. Temos um Plano Municipal concreto de ações na área da segurança alimentar, o que nos fez avançar muito nesse setor que requer tanta atenção do poder público", disse Edivaldo.

A entrega da placa foi realizada pelo coordenador do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek, e pelo secretário geral da Presidência da República, Wagner Caetano, em ato no qual o Governo do Maranhão também foi homenageado pela ONU, em menção ao conjunto de ações elaboradas pelo governador Flávio Dino com vistas à elevação do Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) dos municípios maranhenses com menores indicadores sociais.

"O reconhecimento da ONU tanto em relação às ações do governo do Estado como da Prefeitura de São Luís é a reafirmação de que o nosso modelo de gestão das politicas públicas é o mais adequado possível porque tem como premissa levar serviços públicos mais eficazes e qualidade de vida à população", disse o governador Flávio Dino.

O coordenador da ONU no Brasil, Jorge Chediek, informou que as Nações Unidas reconhecem os governos em nível nacional e internacional, que adotam modelos de gestão que contribuem para a melhoria dos indicadores sociais e desenvolvimento humano, nas suas mais variadas vertentes.

"O comprometimento da Prefeitura de São Luís em desenvolver essa importante missão de elevar os indicadores sociais no Município recebe o reconhecimento formal da ONU, tanto quanto a parte filosófica de suas políticas sociais como também com os instrumentos técnicos utilizados para o alcance desses dos objetivos. Reconhecemos o prefeito Edivaldo e governador Flávio Dino como gestores comprometidos para a construção de um mundo melhor e mais digno", disse o representante da ONU, Jorge Chediek.

O prefeito Edivaldo pontuou ainda alguns projetos em execução no Município relativos à segurança alimentar, com destaque para o aparelhamento da Cozinha Comunitária da Vila Cascavel, equipamento social da Prefeitura de São Luís, que atende mais de três mil pessoas por mês, com alimentação saudável e balanceada. Edivaldo elencou ainda o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), que adquirem alimentos hortifrutigranjeiros e extrativistas oriundos da agricultura familiar da capital.

Os produtos são comprados de pequenas hortas das regiões do Cinturão Verde, Matinha e Tajipuru, produzidos por cerca de 300 pequenos produtores e distribuídos em equipamentos sociais mantidos ou apoiados pela Prefeitura. "São programas que geram renda aos agricultores familiares, aquecem a economia na zona rural e proporcionam qualidade da alimentação das populações de maior vulnerabilidade social", frisou Edivaldo.

Outros projetos desenvolvidos pelo Município e que tiveram sua execução reconhecida pela ONU foram o Programa Leite na Escola, o NutriSUS e o Programa de Capacitações e Avaliações Nutricionais, oferecido pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), em parceria com a Assistência Social (Semcas), Agricultura e Pesca (Semapa), Saúde (Semus) e Educação (Semed).

Presente à solenidade de entrega da placa, a secretária municipal de Segurança Alimentar, Fátima Ribeiro, ressaltou a relevância da homenagem prestada pela ONU. "Para nós, vale como um incentivo para continuarmos avançando nas políticas públicas de segurança alimentar e nas demais ações que compõem os oito Objetivos do Milênio (ODM), assim como projetos e ações interligadas a esta área", disse a secretária.

Participaram também da solenidade secretários estaduais e municipais, entre outras autoridades políticas e representantes de órgãos públicos relacionados à causa social.

Sem comentários:

Enviar um comentário