quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Prefeitura de São Luís reforça projeto de prevenção à violência nas escolas

A Prefeitura de São Luís deu início às ações do projeto Ação de Prevenção à Violência Escolar, desenvolvido por meio de uma articulação entre as secretarias municipais de Educação (Semed) e Segurança com Cidadania (Semusc). A expectativa é de que cerca de 7800 estudantes sejam contemplados com as ações do programa em 2015, que se insere nas política do prefeito Edivaldo de fomentar as ações para uma cultura de paz no ambiente escolar.
A Semed entregou à Semusc equipamentos de sonorização e de informática, além de materiais escolares e de expediente que serão utilizados durante a execução do projeto. Na abertura das atividades, o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro Sobrinho, destacou a importância do trabalho conjunto e articulado entre as secretarias para potencializar o alcance das ações.
"Precisamos realizar ações conjuntas para transformar positivamente nossa cidade e para que nossas escolas sejam, lugares de alegria e afeto. Nesse sentido, agradeço imensamente o trabalho competente e a parceria do secretário Breno Galdino, na certeza de que teremos bons frutos com o desenvolvimento deste projeto em nossas escolas", disse o titular da Semed.
O Secretário Municipal de Segurança com Cidadania, Breno Galdino, reforçou a necessidade de engajamento da comunidade escolar e da participação de todos os envolvidos. "Nosso trabalho é profundo e complexo, porque busca a aproximação de toda a comunidade escolar. Buscamos a participação de todos, inclusive no que tange a sugestões para o próprio desenvolvimento deste projetoo. Nós queremos contribuir para a formação cidadã dos educandos continuaremos desenvolvendo nossas ações em prol deste objetivo maior", declarou o secretário municipal de Segurança e Cidadania, Breno Galdino.
PROJETO
O "Ação de Prevenção à Violência Escolar" começou a ser desenvolvido em 2014 na rede municipal de ensino, atendendo inicialmente às Unidades de Educação Básica (U.E.B.) Luís Rego, Roseno de Jesus Mendes e Zuleide Andrade. Neste ano, as atividades serão retomadas nas três unidades e ampliadas para as U.E.B.s Rubem Almeida, Frederico Chaves, João de Souza Guimarães, Edson Luís e Dilú Melo. No total, serão atendidos 7881 educandos.
As ações preventivas nas escolas são desenvolvidas a partir da discussão acerca das temáticas "Indisciplina na Escola", "Depredação do Patrimônio Público", "Bullying" e "Drogas" com o objetivo de promover uma cultura de paz inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana. O Grupo de Segurança Escolar (GSE) da Guarda Municipal permanece em cada escola de duas a três semanas – período em que são realizados ciclos de discussões, palestras, exibições de vídeos e atividades lúdicas, dentre outra ações. Encaminhamentos necessários para demais instituições que lidam com a questão da violência escolar também podem ser feitos durante o período de atuação da equipe.
Presente ao evento de início das atividades, realizado nesta semana, a promotora de Justiça especializada na Defesa da Educação, Maria Luciane Belo, avaliou que o desenvolvimento do projeto Ação de Prevenção à Violência Escolar é de grande valia para toda a comunidade. "Eu acredito no modelo de educação em que um a escola em que um vê o outro como ser humano. Nesse sentindo, esse projeto é de extrema importância porque congrega toda a comunidade escolar e tem um fim maior, que é a conscientização", assinalou.
Também estiveram presentes na solenidade a coordenadora municipal da Mulher, Vânia Albuquerque e a superintendente de Gestão Educacional da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Patrícia Leal.

Sem comentários:

Enviar um comentário