sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Estado dialoga anuncia a professores melhorias no Bacelar Portela

O Governo do Estado está adotando uma série de medidas para a melhoria da qualidade do ensino na rede pública estadual, incluindo a reforma das unidades escolares, esquecidas ao longo das gestões anteriores. Entre os locais beneficiados está o Centro de Ensino Bacelar Portela, em São Luís, cujos professores relataram as condições precárias à titular da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), Áurea Prazeres, na quinta-feira (26).

A secretária Áurea Prazeres ratificou o compromisso do governador Flávio Dino de recuperar a estrutura de escolas estaduais, deixadas pela gestão passada sem condições de funcionamento. “Encontramos as escolas com muitos problemas e fizemos um levantamento das situações emergenciais para realização de reparos indispensáveis ao início do ano letivo. O compromisso do governador é garantir que as escolas sejam espaços que proporcionem uma aprendizagem com qualidade”, destacou.

Segundo relataram os professores, o Bacelar Portela não passa por reforma há 20 anos e apresenta problemas de toda ordem: faltam cadeiras, ventiladores, água e a rede elétrica está comprometida. “A reforma da escola foi prometida pela gestão passada e nada foi feito. Terminamos o ano letivo sem condições mínimas para o início das aulas”, ressaltou a professora Cláudia Roberta dos Anjos.
Para garantir início do ano letivo e evitar prejuízos aos alunos do CE Bacelar Portela, além do repasse financeiro emergencial já creditado à escola, a partir da determinação do governador Flávio Dino para reparos emergenciais em 93 unidades de ensino, a Seduc entregará, nos próximos dias, 400 carteiras escolares ao centro de ensino.

Os professores destacaram a importância da atual administração do Estado estar comprometida com a educação. O gestor José Sóstenes Costa explicou que na gestão passada a comunidade escolar solicitou a reforma, mas os serviços não ocorreram, prejudicando 25% do cronograma das aulas. O professor Cipriano Vieira destacou a necessidade da reforma na rede física, e também a discussão da estrutura curricular, para que o Bacelar Portela garanta o caráter de escola técnica.

Sem comentários:

Enviar um comentário