segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Três das dez piores escolas no Enem estão no Maranhão

Folha de São Paulo – Três entre as dez escolas com os piores desempenhos no Enem 2013 estão no Maranhão. No povoado de Cachimbos, município de Jatobá (a 433 km de São Luís), está a última das 14.715 do ranking: a escola estadual Centro de Ensino Aluísio Azevedo.

Na cidade de 8.526 habitantes, a Aluísio Azevedo “segue o modelo da maioria das escolas do Maranhão”, diz o professor de inglês Reijunior Santos Soares. “Temos uma estrutura precária, falta material, orientação e gestão, mas essa é a realidade daqui.”

A escola tem apenas 23 alunos -classificados pelo Inep como de nível socioeconômico “muito Baixo”.

Apesar de no cadastro oficial da escola constar itens como laboratório de informática e biblioteca, a realidade parece ser outra. “Não dá para falar que temos uma biblioteca, temos é uma sala cheia de livros empilhados”, diz Rarison Coelho, 21, ex-aluno e ex-funcionário do colégio.

A nota média da escola no exame, 397,03, corresponde a pouco mais da metade do desempenho da melhor escola, o colégio Objetivo Integrado, de São Paulo.

Procurada, a Secretaria Estadual de Educação não respondeu. O diretor do colégio não foi encontrado.

A escola, no entanto, não é a única do Estado entre as últimas do país.

Apenas duas posições acima, na antepenúltima colocação, está o Colégio Estadual Professora Leda Tajra, em Buriti Bravo, município com 22 mil habitantes.

Procurada, a Secretaria Estadual de Educação não respondeu até as 17h.

Entre as 100 piores escolas, 44 estão na região Nordeste. Com 15 escolas nesta lista, o Piauí é o Estado com o maior número de escolas entre as com menor desempenho. Em seguida aparecem o Maranhão (9), Ceará (7), Sergipe (5), Rio Grande do Norte (4) e Bahia (4).

Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (22) pelo Inep, do Ministério da Educação, responsável pelo exame, e tabulados pela Folha.

Para calcular as médias das escolas pelo país, foram consideradas as quatro provas objetivas -linguagens e códigos, matemática, ciências humanas e ciências da natureza.

Sem comentários:

Enviar um comentário