quarta-feira, 28 de maio de 2014

GREVE DE ÔNIBUS EM SÃO LUÍS - Após reunião, rodoviários decidem continuar em greve

A categoria aguarda, agora, a decisão da Justiça sobre o reajuste salarial.
Anderson França / Imirante.com
28/05/2014 às 20h49 - Atualizado em 28/05/2014 às 22h12

SÃO LUÍS - A segunda rodada de negociações entre trabalhadores e empresários do transporte urbano de São Luís chegou ao fim sem acordo. O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) decidiu manter 100% da frota fora de circulação.

A audiência de conciliação do dissídio coletivo teve início às 17h desta quarta-feira (28), no Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT-MA). Representantes do Sttrema, do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), da Prefeitura e do Ministério Público do Trabalho (MPT) participaram das discussões sobre as exigências dos trabalhadores.

 
Foto: Flora Dolores / O Estado.
 
O sindicato dos trabalhadores entrou na Justiça com um pedido de tutela antecipada, uma medida onde cabe ao jurídico definir sobre as exigências dos envolvidos no processo. O secretário administrativo do Sttrema, Isaias Castelo Branco, declarou que, agora, a decisão sobre o percentual do reajuste salarial dos funcionários das empresas de transporte será decidido pelo TRT-MA. “Nós somos a única parte com propostas na mesa. O SET não avança nas negociações, continua negando em ceder o aumento dos nossos salários. Nós buscamos a negociação de todas as maneiras”, disse Isaias. O SET não apresentou novas propostas.

Na reunião de ontem (27), na SMTT, os rodoviários propuseram reajuste salarial de 11%. Anteriormente, a categoria exigia aumento de 16% nos salários. Além disso, os trabalhadores pedem aumento no vale-alimentação para R$ 500, inclusão de dependente no plano de saúde e implantação de plano odontológico.

Os rodoviários têm uma assembleia geral marcada para esta quinta-feira (29), às 10h, na sede do Sttrema, para avaliar a situação da greve da categoria e decidir sobre a circulação dos coletivos nos próximos dias na capital.

Prefeitura de São Luís

O Município, representado pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte, manteve o compromisso assumido na reunião de ontem. A SMTT ofereceu medidas a médio e longo prazo para reverter a situação negativa alegada pelas empresas. O secretario Canindé Barros garantiu a implantação do sistema de reconhecimento biométrico facial para evitar fraudes nos direitos à meia-passagem e gratuidade e, também, o combate ao transporte clandestino na capital. Em parceria com o Estado, a Prefeitura ofereceu, aos empresários, a redução de impostos do óleo diesel.

Sem comentários:

Enviar um comentário