sexta-feira, 2 de maio de 2014

Encontro do PT se transforma em ato para reafirmar candidatura de Dilma à reeleição

Em votação simbólica puxada pelo presidente nacional da legenda, Rui Falcão, presidente teve sua pré-candidatura formalizada no evento

Dilma e Lula participam do 14° Encontro Nacional do PT, em São Paulo Foto: Michel Filho/ O Globo
Dilma e Lula participam do 14° Encontro Nacional do PT, em São Paulo Michel Filho/ O Globo


SÃO PAULO - Sem a presença do PR, que lançou nesta semana o movimento "Volta, Lula", a cerimônia de abertura do 14º Encontro Nacional do PT em São Paulo se transformou nesta sexta-feira à noite em ato para reafirmar a candidatura à reeleição da presidente Dilma Rousseff. Da plateia às autoridades no palco, as palavras foram de apoio à petista, que enfrenta o momento político mais delicado de seu governo, com queda de popularidade e rumores de uma candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Em votação simbólica puxada pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão, Dilma teve sua pré-candidatura formalizada no evento.

Para os militantes, Falcão explicou que não há neste ano "tarefa mais importante do que obter nas urnas um segundo mandato para a companheira Dilma".

Numa resposta aos simpatizantes do "Volta, Lula", o público de dirigentes e militantes petistas receberam Dilma entoando gritos de "Um, dois, três. É Dilma outra vez" e "Olê, olê, olê, olá, Dilma, Dilma".

Condenados no julgamento do mensalão como o ex-ministro José Dirceu e ex-deputado José Genoino também foram homenageados pela plateia. Eles foram lembrados com frases como "Dirceu guerreiro do povo brasileiro" e "Genoino guerreiro do povo brasileiro".

Ministros, governadores e representantes de partidos aliados engrossaram as fileiras da festa petista. Participaram do evento o PMDB, PSD, PTB, PC do B, PP, PROS, PTC e PTN. A exceção ficou por conta do PR, que nesta semana liderou o movimento "Volta, Lula".

No microfone, aliados também reforçaram a candidatura à reeleição de Dilma.

- Apoiamos a sua reeleição e não queremos nada em troca. Seria intolerável que a presidenta Dilma não tivesse direito a sua reeleição afirmou a representante do PSD, Alda Marco Antônio.

- O PTB está ao seu lado pela sua reeleição, presidenta - disse Benito Gama, do PTB.



Sem comentários:

Enviar um comentário