segunda-feira, 14 de abril de 2014

Senador Lobão Filho se reunirá com o ex-presidente Lula hoje, em Brasília e diz: "Nenhum político que pensa no Maranhão em primeiro lugar pode imaginar governar sem o apoio, o prestígio e a ajuda do presidente Sarney", afirmou.

Da pauta constam assuntos de interesse do Maranhão, mas também devem ser discutidas a manutenção da aliança do PMDB com o PT no estado e as eleições

O senador Lobão Filho (PMDB), pré-candidato a governador do Maranhão, se reúne hoje com o expresidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na pauta deste encontro, segundo o senador, os assuntos serão de interesse do estado sem passar obrigatoriamente pelo processo eleitoral deste ano e pela discussão da manutenção da aliança do PMDB com o PT no Maranhão. O encontro será em Brasília, pela manhã. O senador quer tratar com o expresidente da República sobre problemas do Maranhão e alternativas para inserir o estado no contexto nacional de avanços e desenvolvimento. "O assunto é o Maranhão em uma visão de inserção no país. Não tem nada a ver com eleições", afirmou Lobão Filho. Ainda de acordo com o senador do PMDB, a ideia é mostrar o que o Maranhão tem de positivo e os espaços que ainda têm para se desenvolver ainda mais. 

"Quero entusiasmá-lo com nosso estado", ressaltou o senador. No entanto, nos bastidores os aliados do PMDB e do PT garantem que não há possibilidade de essa reunião não tratar sobre as eleições de outubro, até mesmo porque Lobão Filho é o pré-candidato do PMDB e deverá ter em sua chapa como candidato a vice o indicado do PT. Além disso, o peemedebista deverá deixar claro para o ex-presidente que não haverá possibilidade de o seu partido se coligar com o PSDB e assim apoiar a candidatura do ex-prefeito de São Luís, João Castelo, ao Senado. 

Críticas

Lobão Filho também falou a O Estado sobre reportagens veiculadas pela mídia nacional. O senador fez críticas às abordagens que afirmavam que o senador e seu pai, ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, estariam se distanciando e buscando afastamento do senador José Sarney para garantir a vitória nas urnas em outubro. A reportagem divulgada no fim de semana por um portal virtual de uma revista semanal anunciava que Lobão Filho está construindo os discursos da campanha voltados para o afastamento dos membros do grupo do senador Sarney.

Segundo Lobão Filho, não há possibilidade de haver esse distanciamento "anunciado de forma errada" nacionalmente. "Nenhum político que pensa no Maranhão em primeiro lugar pode imaginar governar sem o apoio, o prestígio e a ajuda do presidente Sarney", afirmou o senador. 

O pré-candidato ao governo ironizou a informação observando que não pode se afastar da família Sarney, se tem o apoio da governadora Roseana Sarney. "Como posso me afastar, se tenho como principal aliada a governadora Roseana Sarney, que já comanda o Maranhão por quatro mandatos?", questionou Lobão Filho. 

Conversas

O pré-candidato a governador Lobão Filho passará toda esta semana em Brasília. Ele continuará no processo de conversas com lideranças políticas do Maranhão tanto na capital federal quanto no interior do estado por meio de ligações telefônicas. O senador peemedebista deverá desembarcar em São Luís somente após o feriado da Semana Santa. "Ainda estou me recuperando de uma cirurgia que fiz e, por enquanto, permaneço em Brasília. Daqui estou mantendo contato com lideranças maranhenses que estão aqui e outras que estão no interior maranhense", finalizou Lobão Filho.

Sem comentários:

Enviar um comentário