segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Ver.Marcelo Portela propõe solução para drama da comunidade do Bacuritiua e vereadores entram na luta. União de todos pode salvar os lares das famílias há 40 anos de estória naquelas terras.





  

O vereador Marcelo Portela, experiente militante nos casos de despejos forçados em Paço do Lumiar, ao lado de boa parte dos parlamentares do município, uniram forças, para tentar impedir essa injustiça contra a comunidade do Bacuritiua. Mais de 40 famílias podem ficar sem teto, devido ação do Ministério Público que pede a desapropriação da localidade, tida como área verde, pertencente ao Maiobão. Portela destacou a importância da iniciativa do vereador Jorge Brito, e em reuniões na comunidade, propôs uma solução, que pode salvar da derrubada a comunidade.

O vereador do PHS, propôs que o Poder Municipal, que tem a frente o prefeito Josemar Sobreiro, destine uma outra área verde pertencente ao município, para que seja substituída pela que hoje ocupam a comunidade do Bacuritiua. Segundo o parlamentar, os poucos investimentos públicos que existem , como iluminação, por exemplo, ajudam na consolidação da comunidade.

A iniciativa do vereador Jorge Brito em coalizão com a possível solução de Marcelo Portela, transformou-se numa força tarefa, pois tornou-se uma indicação conjunta de todos os vereadores de Paço do Lumiar, engajados na solução desse drama.

O acordado até então, será uma visita ao Ministério Público para a apresentação dessa solução, que segundo o presidente da Câmara, Leonardo Bruno, terá total aval do líder do Poder Executivo. A vereadora Sílvia Inácio, pediu também uma audiência prévia com Josemar Sobreiro, pois afirma que a comunidade necessita ouvir "da boca do prefeito" essa palavra de apoio. 

Iguaiba

A harmonia entre Legislativo e Executivo pode ser primordial para a solução desse drama. Na foto essa união se deu para solucionar o problema do Iguaiba, que no ano passado manifestou-se exigindo melhor infraestrutura, por parte do poder público. Na ocasião, Marcelo Portela conseguiu acalmar o povo revoltado, e os levou para uma conversa com os demais parlamentares, o que culminou com um acordo entre poderes e população. A conversa se deu na Câmara Municipal. "É a casa de vocês, sintam-se a vontade aqui dentro para falar sobre os seus problemas."
 
Marconi Lopes, André Costa, Marcelo Portela, Leonardo Bruno, Josemar Sobreiro, Miau, Campelo, Charuto, Wellington Sousa, Marinho.
O drama da comunidade Santa Clara, reveja:

VER.MARCELO PORTELA DEFENDE O POVO DO TIO DE HILDO ROCHA (ROCHA NETO), SECRETÁRIO DE ROSEANA - O SANTA CLARA PODE SER DESPEJADO, SE NÃO PAGAR O TERRENO DE NOVO, DEPOIS DE MAIS DE 15 ANOS

(Rocha Neto; Marcelo Portela)
O vereador Marcelo Portela bateu de frente com o tio de Hildo Rocha, secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano da governadora Roseana Sarney.

DRAMA

Os moradores estão sendo obrigados a pagar de novo pelos terrenos onde moram. Porque, agora, depois de mais de 15 anos, o dono da empresa imobiliária SIMA, diz que os pagamentos feitos ao seu ex-vendedor, Raimundo Nonato Píres, não são válidos, porque ele constatou que o corretor estava roubando o dinheiro e não repassava pra empresa. "Ele é um estelionatário com vários processos". Relatou Rocha.

O ex-presidente do Moto Club (2011) e ex-candidato a vice-prefeito e não foi eleito em Matões do Norte pelo PSD na coligação Liberdade para todos, da candidata a prefeita Vilma Sampaio (PTB) - 2012;  diz que a comunidade foi avisada das práticas de Píres, mas os moradores alegam que não sabiam de nada, por isso continuou confiando, que o vendedor, ainda era autorizado pela empresa. "A quem ele comunicou sobre o afastamento de Píres?" perguntou dona Telma Maria. "Coloquei nota no jornal, na época" Disse Rocha Neto. "Nada disso." reclamou o povo em massa.

O político e empresário da família Rocha é categórico ao afirmar que os moradores que não pagaram diretamente para empresa dele, via banco, vão ter de pagar de novo, e mais caro. "Mas como que eles vão pagar de novo, se não pagaram pra empresa?". Rocha Neto está convicto de que com essa alegação vai ganhar a causa na justiça. Desafia toda a imprensa, Ministério Público e polícia. "Eu não tenho medo de morrer não meu amigo."

Marcelo Portela, diz que essa não é uma alegação que serve para os moradores do Santa Clara, pois os mesmos, pagaram de "Boa fé, para alguém que trabalhava para o senhor". Disse que se alguém tem de ser penalizado, esse alguém é o vendedor estelionatário Píres, que fazia parte da empresa de Rocha Neto. O empresário encerra dizendo que não é ele que vai fazer filantropia pra pobre "Mas não sou eu que vai fazer filantropia meu amigo".
 

O drama da comunidade Eugênio Pereira, reveja:


ASSEMBLEIA NA COMUNIDADE EUGÊNIO PEREIRA

Por Ubiratan Cunha

Durante a manhã deste sábado (9) na comunidade Eugênio Pereira em Paço do Lumiar, aconteceu mais uma assembléia geral na associação dos moradores com a presença dos advogados Diogo Cabral, Brenda e Rafael que é presidente da comissão de moradia da OAB e também do vereador do PHS Marcelo Portela.

 A comunidade se reuniu para discutir os principais problemas que afligem diretamente a vida das pessoas que residem na Eugênio Pereira que é mais uma das que estão com ameaça de despejo forçado.



 

















O vereador Marcelo Portela em sua fala pediu que a população que reside naquela comunidade se unisse e que poderiam contar com o mandato que o povo e Deus me proporcionaram: "Irei lutar para que vocês que moram aqui tenham todos os seus direitos com respeito e dignidade". frisou o vereador Marcelo Portela.

O drama da Rua 100 no Maiobão, reveja:

VER.MARCELO PORTELA ACIONA EQUIPE DA PREFEITURA PARA AJUDAR FAMÍLIAS QUE TIVERAM SUAS CASAS INVADIDAS PELAS ÁGUAS DAS FORTES CHUVAS EM PAÇO DO LUMIAR (CÂMARA II SESSÃO - 12/02/2013)    

   

 Vídeo mostra o sr.Rocha humilhando o povo do Santa Clara:

 




Sem comentários:

Enviar um comentário