sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

RELIGIÃO É MOTIVO DE CONFUSÃO NA CÂMARA DE PAÇO DO LUMIAR/ Vereadores: Campelo; Miau; Marinho; Marcelo Portela; Leonardo Bruno; Itaparandi



Os vereadores não gostam do Irmão Campelo tomar a frente do movimento gospel no município. Miau acha que ele se utiliza para fazer política. Marinho não está satisfeito em Campelo saber de primeira mão, todas as obras que o Executivo vai inaugurar, sendo assim, ganhando vantagem. Marcelo Portela acha um absurdo um vereador 'gerenciar' um evento, porque faz parte da base de governo e é evangélico. Leonardo Bruno não vê problema em um parlamentar defender sua religião. Itaparandi ressalta que a Câmara tem de defender uma democracia religiosa, sem discriminação. 

Veja:
 


COMENTÁRIOS NAS REDES SOCIAIS, CLICK! 

Sem comentários:

Enviar um comentário