sábado, 6 de julho de 2013

CASO DÉCIO - BOLINHA DIZ QUE DONO DA FRANERE QUE MANDOU MATAR O BLOGUEIRO!

Bomba! Marcos Regadas é apontado como mandante da morte de Décio Sá

Em carta enviada a Aluísio Mendes, Júnior Bolinha aponta dono da Franere como mandante da morte de Décio Sá

 
Em carta enviada ao secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, o empresário Júnior Bolinha, preso por ter sido apontado pelo pistoleiro Johantan Silva, como mandante do assassinato do jornalista Décio Sá, envolve o nome do dono da construtora Franere, Marcos Regada, no crime de que foi vítima o blogueiro, dia 23 de abril de 2012.
Na carta, Bolinha nega participação nas mortes do jornalista e do agiota Fábio Brasil, em Teresina, e conta o local onde houve uma reunião para decidir a morte de Sá.
Com letras praticamente ilegíveis, escrita à mão, o empresário diz que participaram da reunião em um restaurante no Araçagy diversas pessoas conhecidas e entre elas o empresário Marcos Regada.
No sábado anterior, o blog já havia publicada em primeira mão que um empresário forte do setor da construção civil estaria envolvido na morte do jornalista e não revelou o nome para não atrapalhar as investigações. (Reveja aqui!)
Conforme fontes do blog, o restaurante teria sido o Berro, no Araçagy, e do encontro teriam participado Gláucio Alencar, o pai Miranda, Júnior Bolinha e Marcão da Franere e mais outras cinco pessoas.
O caso foi sim investigado pela polícia civil, mas não se tem conhecimento das razões do recuo. O blog soube também que havia uma linha de investigação feita pela Polícia Federal sobre o caso, mas não confirmada.
Durante o almoço, no intervalo das audiências no Fórum Desembargador José Sarney, Bolinha ameaçou jogar merda no ventilador e contar tudo que sabia e demonstrou irritação pelo fato de ficar sozinho e não receber ajuda do empresário.
O empresário da Franere tinha diferenças com o jornalista por causa\das sua publicações que atingiam o lado dos negócios e até familiares.
O Neguinho, que foi a pessoa responsável pela contratação do pistoleiro Johantan Sousa seria conhecido e teria até trabalhado com para Marcão. Fabio Capita, assíduo frequentador da casa do empresário da Franere, era o responsável pela segurança quando Marcão realizava festas.
Abaixo a carta de Júnior Bolinha para o secretário Aluísio Mendes:
Carta de Júnior Bolinha
carta-junior-bolinha-2
Carta de Júnior Bolinha

Roseana revela que deixou de investir em saúde e educação para bancar o bolsa-eleição

Publicado em  por raimundogarrone

A extinguir bolsa-eleição, Roseana economizou dinheiro para investir em saúde e em educação
A extinguir bolsa-eleição, Roseana economizou dinheiro para investir em saúde e em educação
A governadora Roseana Sarney admitiu ontem, sexta, ao extinguir a bolsa-eleição, que o famoso conselhão contrariava a ética e incorria em improbidade administrativa.
Em nota distribuída pela Secom, a filha do senador José Sarney ainda chega ao absurdo de revelar que o estado está quebrado, mesmo depois dos empréstimos bilionários.
O ato de confissão da chefe do Estado Maior começa ao afirmar que a extinção do conselho é essencial para que se mantenha o programa de investimentos nas áreas prioritárias de mobilidade urbana, infraestrutura, educação, saúde, combate à pobreza e segurança pública.
Viram só o quanto o conselhão de Roseana prejudicava o estado ?
Ela deixava – ou correu o risco de deixar – de investir em saúde e educação, por exemplo, para pagar R$ 6 mil para ex-prefeitos e candidatos derrotados se reunirem uma vez por mês a título de aconselhamentos estratégicos !
E, se o que a nota da Secom diz é verdade, é necessário que se proceda uma investigação séria e que se exija até a devolução do que foi pago aos magnânimos conselheiros, para compensar o que foi retirado dos projetos de investimentos em áreas essenciais do governo.
A nota ainda complica mais Roseana quando diz que a extinção do conselhão dá início a um programa de manutenção do equilíbrio fiscal, e que exige redobrada atenção diante da perda de arrecadação.
Ora, como pode um governo falar em equilíbrio fiscal e queda de arrecadação depois de pedir mais de R$ 5 bilhões emprestados?
Onde foi parar esse dinheiro?
Pelo visto, ao tentar justificar o injustificável, o governo Roseana acabou metendo os pés pelas mãos, e o conselhão saiu pela culatra…
Veja a reveladora nota do governo
“A governadora Roseana Sarney decidiu extinguir o Conselho de Gestão Estratégica de Políticas Públicas, o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social e os Conselhos de Articulação Regional. Essa decisão alcança, inclusive, os membros do CONGEP que são secretários de Estado.
Tal medida dá início a um programa de manutenção do equilíbrio fiscal tão duramente alcançado durante o seu mandato e que exige redobrada atenção diante da perda de arrecadação que tem se acentuado nos últimos meses.
A governadora também reafirma que essa iniciativa é essencial para que se mantenha o programa de investimentos nas áreas prioritárias de mobilidade urbana, infraestrutura, educação, saúde, combate à pobreza e segurança pública.
Essa medida vai ao encontro das reivindicações da sociedade e de uma nova realidade que o Brasil experimenta.”

#PONTE ACORDA MARANHÃO/ São Luís Vem Pra Rua por CLAYTON COLLINS



Voltei ao lugar onde o povo se manifestou, e milhares de pessoas disseram: NÓS MERECEMOS RESPEITO! A minha preocupação é que o povo volte a ficar estagnado, só esperando as mudanças, e não lutando e reivindicando por elas. A Ilha de São Luís é linda, e merece ser bem cuidada e amada, assim como todo o Maranhão!

NÃO VOLTA A DORMIR MARANHÃO!

#CASTELO AGORA VAI? Não satisfeito em acabar com São Luís, ele pretende se lançar candidato ao GOVERNO. E será que a filha dele vai ser a Secretária da CASA CIVIL, se for, o MARANHÃO AGORA VAI - PRO BURACO (mais ainda)

PSDB quer volta de Castelo em 2014

Prefeito João Castelo
 João Castelo
De O Estado – Trabalhando com a possibilidade de candidatura ao governo estadual, a direção regional do PSDB formalizou convite ao ex-prefeito João Castelo para que este dispute em 2014 a eleição majoritária.
Inicialmente, o convite se referia à disputa pelo Senado. No entanto, foi estendido para a sucessão estadual devido ao cenário nacional com uma possível candidatura do senador Aécio Neves à Presidência da República.
“Fizemos o convite para a disputa majoritária. No entanto, o ex-prefeito Castelo ainda não definiu se concorrerá nem ao Senado e nem ao governo. Estamos esperando a decisão dele”, afirmou o vice-presidente da sigla, Pinto Itamaraty.
O que está definido no comando tucano é a disputa pela reeleição dos quatro deputados da legenda. Carlos Brandão e Pinto Itamaraty disputarão a reeleição para Câmara dos Deputados e Gardênia Castelo e Neto Evangelista a Assembleia Legislativa.
Apsar da derrtoa nas eleições de 2012, em São Luís, João castelo ainda é o principal nome do PSDB no estado. O ex-prefeito ainda não falou sobre o assunto.
Tavares – A ida do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) para o PSDB é outro tema que causa discussão interna no partido. Enquanto o deputado estadual Neto Evangelista disse que houve o convite feito para Tavares desde o ano passado, o vice-presidente da legenda, deputado federal Pinto Itamaraty, garante que não houve convite de filiação nem para o ex-governador e nem para o seu sobrinho, deputado Marcelo Tavares.
O anúncio da provável saída de Marcelo Tavares do PSB e junto com ele o tio, José Reinaldo, foi acompanhado da informação de que partidos já haviam feito convites de filiação a ambos. Entre as legendas interessadas em ter os Tavares no quadro dos filiados estaria o PSDB.
Sobre a ida de José Reinaldo para o grupo tucano, o deputado Neto Evangelista garantiu que o convite foi feito ano passado ao ex-governador. No entanto, o parlamentar não informou de quem partiu o convite.
A assessoria do deputado Carlos Brandão, presidente estadual do PSDB, informou apenas que a filiação de José Reinaldo Tavares está em discussão.
Já Pinto Itamaraty nega tais convites ou mesmo que o assunto tenha sido tratado internamente nas reuniões. Segundo ele, a decisão de novas filiações passa por consultas aos membros da executiva estadual tucana.
“Desconheço qualquer informação de que o ex-governador José Reinaldo Tavares ou o deputado Marcelo [Tavares] tenham sido convidados a se filiarem ao PSDB. Se houve convite, não é válido, porque somente após consulta dos membros da direção do partido é que definimos uma ação como essa”, afirmou.
Mais
A decisão de coligação no próximo ano passará pelo cenário nacional com a candidatura a presidente da República. Se necessário, o PSDB do Maranhão pode lançar candidato próprio ao governo estadual para garantir palanque ao candidato nacional.

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Blogueiro Luis Cardoso sofre acidente de carro na Jerônimo de Albuquerque

Carro ficou bastante danificado na parte dianteira.

 
O jornalista e blogueiro Luís Cardoso foi vítima de acidente automobilístico na madrugada desta sexta-feira (5), na avenida Jerônimo de Albuquerque, São Luís.
Carro ficou bastante danificado na parte dianteira. Foto: Reprodução
Carro ficou bastante danificado na parte dianteira. Foto: Reprodução
Em contato com o Atual7, Luis Cardoso informou que trafegava no sentido Centro-Cohama, quando um Celta azul, de placas ainda não identificadas e conduzido por uma mulher, teria ultrapassado o sinal em vermelho, no retorno da Ceasa, próximo à Assembleia Legislativa do Maranhão.
Para evitar o choque na lateral do carro da mulher, o blogueiro teria desviado bruscamente e subido o canteiro, terminando por se chocar contra um poste.
Cardoso teve ferimentos na perna direita – que ainda está inchada, um corte no braço direito e um pequeno arranhão no rosto, mas passa bem.
‘Graças a Deus que o carro possui airbag duplo, que amorteceu o impacto do choque. Se não fosse por isso, algo bem pior poderia ter acontecido comigo’, relatou o jornalista ao Atual7.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

NOTA: Devido a irregularidades na gestão anterior,MS bloqueia PSF e PSB em Paço do Lumiar

A Prefeitura de Paço do Lumiar por meio da Secretaria Municipal de Saúde informa, que o Ministério da Saúde bloqueou no mês anterior(junho/2013), 17 das 21 equipes do Programa Saúde da Família (PSF) e mais, 8 equipes do Programa de Saúde Bucal (PSB), em virtude de auditoria realizada em 2012, onde ficou constatada várias irregularidades da gestão anterior.
 A Semus informa ainda, que apesar do bloqueio será mantida todas as equipes e Unidades Básicas de Saúde em funcionamento.

 Prefeitura de Paço do Lumiar - "Um Paço para o Futuro"

Cai Mohamed Mursi. A curta vida da presidência islâmica no Egito


As forças armadas egípcias deram um ultimato ao ditador. Ou ele atenderia as reivindicações do povo, ou eles interveriam no país, e foi o que aconteceu. Segundo informações ao vivo, da Record News, o movimento foi iniciado por jovens apartidários que estavam insatisfeitos com a tentativa de acumulo de poder de Mursi, e o declínio da qualidade de vida da população.
 
Mohamed Mursi, Foi o primeiro presidente eleito democraticamente despois da queda de Hosni Mubarak. A constituição está suspença temporariamente. O país será comandado por um governo Tecnocrata até então, com risco ainda de uma guerra civil, pois Mursi ainda tem o apoio de alguns populares.
 
O que mais é mais importante, é que a juventude está fazendo a diferença no mundo, quando julga necessário, nesse caso, foi extrematente importante a atitude dos jovens sem partido, enfrentar tal poder.
 
Saiba mais:
 
Mohamed Mursi, durante a campanha de 2012 Foto: AP
Mohamed Mursi, durante a campanha de 2012
Foto: AP


Mohamed Mursi, presidente deposto nesta quarta-feira, surpreendeu em 2012 ao superar sua falta de carisma graças à imensa rede militante da Irmandade Muçulmana, ao lado da qual disputou e venceu as eleições presidenciais, derrotando Ahmad Shafiq, remanescente da era Mubarak.

Mursi era chamado de "estepe" por ter substituído o candidato inicial dos muçulmanos, Jairat al-Shater, excluído por uma antiga condenação estabelecida na época tempo de Mubarak. Pouco impressionado pelo apelido tão pouco lisonjeiro, Mursi se vangloriava por dirigir o Partido da Justiça e a Liberdade (PLJ), vitrine política da Irmandade Muçulmana e o mais poderoso do país, com quase metade dos assentos do novo Parlamento de então. Era uma posição de poder que suscitaba preocupação em seus rivais, que se opunham à ideia de islamitas nos poderes Executivo e Legislativo.


Mursi nasceu em Charqiya, no delta do Nilo. Formado em engenharia pela Universidade do Cairo em 1975, se doutorou, em 1982, pela Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos. Militante de um grupo anti-Israel, o Comitê de Resistência ao Sionismo, dedicou a maior parte de suas atividades à Irmandade Muçulmana. Em 2012 aos 60 anos, se indicara como o "único candidato com programa islamita", defensor de um "projeto de renascimento" baseado nos princípios do Islã. Na campanha, disse que desejava relações "mais equilibradas" com os Estados Unidos e ameaçava revisar o tratado de paz com Israel se os Estados Unidos bloqueassen sua ajuda ao Egito.

Pouco carismático, com olhar tímido nos cartazes e postura defensiva em suas primeiras aparições públicas, Mursi não tinha o perfil de favorito para muitos especialistas. Mas, ao longo da campanha, foi adquirindo segurança e se beneficiou, além disso, da rede de militantes da Irmandade Muçulmana. Nos últimos atos públicos antes de sua eleição no Cairo, milhares de participantes gritavam o nome de Mursi com o hino de um clube de futebol de fundo e utilizando o lema "Queremos Mursi como presidente!".

Mas esse gritou mudou gradativamente ao longo do primeiro ano de governo do primeiro presidente eleito democraticamente na história do Egito. A jovem democracia egípcia seguiu saindo às ruas em protestos enquanto via seu líder tomar decisões polêmicas fortalecendo o próprio poder. Setores cristãos, liberais, laicos e mesmo alguns grupos árabes sentiram-se oprimidos pela conduta do governo, considerada excessivamente islâmica e escassamente democrática.

‎#A JUVENTUDE TEM DE ESTAR NO PODER. PRA QUE TUDO MUDE!


A nossa grande saída pra esse país mudar, é a juventude se preparar pra ocupar os cargos que cuidam do povo. 

Temos de por pra fora de uma vez por todas, esses senhores que usam a política para enriquecer cada vez mais. Vamos renovar, é essa a palavra de ordem. Precisamos de outras cabeças, pra que a geração seguinte possa ter uma vida diferente da nossa, onde somos humilhados; sem estudo, sem saúde e vivendo na lama. 

E tudo isso, acontece, porque pessoas com as 'velhas práticas', ainda tem o poder nas mãos. Tudo o que eu pensei que nunca iria acontecer, hoje vejo nas ruas. O povo querendo mudança, e dizendo que a merece.

A próxima geração, com certeza, estará melhor do que estamos hoje. Porque até lá, vamos lutar incansavelmente por um país que valoriza as pessoas, e que não direcione todos os nossos recursos, para beneficiar, quem não se importa com os nossos irmãos que sofrem, sem nada.

Somos uma nação unida e com poder, agora, mas do que nunca, nos demos conta disso!

Por Clayton Collins!


Messi se irrita com tratamento da polícia peruana a seus irmãos e ao pai de Neymar

Messi se despediu dos torcedores, mas sem nenhum sorriso no rosto após ver os problemas fora de campo Foto: Cris Bouroncle / AFP
Extra
Tamanho do texto A A A
Sempre tranquilo em campo e fora dele, o atacante Lionel Messi mostrou uma faceta desconhecida do mundo após o jogo beneficente promovido por ele no Peru. Após o “Duelo de Gigantes”, na qual jogaram os amigos do argentino contra o resto do mundo, o craque saiu irritado do Estádio Nacional de Lima devido ao tratamento dado pela polícia local aos seus irmãos, ao pai de Neymar e aos filhos de Mario Yepes.
De acordo com o canal de TV peruano “RPP Noticias”, ao ser substituído aos 20 minutos do segundo tempo, Messi foi escoltado pela polícia peruana, mas nem quis ficar no banco de reservas por causa do seu incômodo. Ele foi para o vestiário do estádio, não tomou banho e apenas trocou de roupa para sair do local.
Messi abraçou Neymar antes do jogo
Messi abraçou Neymar antes do jogo Foto: Cris Bouroncle / AFP

A confusão começou quando o técnico Fabio Capello pediu para que os familiares deixassem o banco de reservas e fossem para outro lugar. No entanto, o que causou revolta foi a forma como eles foram retirados do estádio. Segundo o canal de TV, os irmãos de Messi reclamaram da forma como estavam sendo tratados, e os policiais agiram com mais rigor.
Ao perceber a situação, Messi pediu para sair e foi embora, ao lado dos familiares. O jogo terminou com a vitória da equipe dele por 8 a 5.
Messi deixou o campo irritado com as atitudes dos policiais peruanos


Leia mais: http://extra.globo.com/esporte/messi-se-irrita-com-tratamento-da-policia-peruana-seus-irmaos-ao-pai-de-neymar-8897067.html#ixzz2Y0JrnvqR

(AFF!) Renato Cunha renuncia a presidência do PV de Paço do Lumiar.

Quando li essa matéria patética deu vontade de rir. Na verdade este senhor está interessado numa legenda que facilite a sua eleição em Paço, não tem nada haver com estar ou não do lado do prefeito. Até porque não se vê vantagem, tendo em vista que o povo nem o escuta mais. Em meio a milhares de vaias, o outrora liderança, hoje não passa de chacota. 

O senhor Renato, percebeu a rejeição da governadora frente ao turbilhão de protestos a seu governo e pensou: TÔ FORA DESSA! 

Confira a matéria na íntegra do blog do RILTON SILVA


Renato Cunha
Nossa equipe de redação obteve informações que oSr. Renato Cunha acaba de renunciar a presidência do PV em Paço do Lumiar por motivos de saúde e por divergências políticas. O certo é que ogolpe da Governadora Roseana Sarney no município de Paço e a tendência do Sr. Adriano  Sarney em posicionar-se como oposição ao Professor Josemar Sobreiromotivaram a renuncia do Sr. Renato Cunha que tem demostrado compromisso com a população do município e hipoteca apoio à administração municipal.


O novo presidente do PV que será escolhido pelo Sr. Adriano Sarney nos próximos dias deverá ser oposicionista, e será possivelmente adversário do prefeito da cidade nas próximas eleições municipais. É esperar pra conferir!

‎#O PAÇO ESTÁ VIRANDO UM BURACO SÓ, E O PREFEITO SÓ QUER DANÇAR!


Desse jeito quem vai acabar dançando é o povo. Vocês lembram de ter votado neste senhor por esse motivo? Acho que se o povo tivesse votado em alguém que fosse trazer as melhores bandas do Brasil pra Paço do Lumiar, o candidato ideal, seria o MARAFOLIA!

Esses gestores não tem FOCO. Vamos resolver logo nossos problemas básicos, depois, claro, poderemos nos divertir bastante. Nem escolas de qualidade o povo tem. O que será dessa geração que está surgindo?

Nosso município não tem mercado de trabalho, a não ser as roças, aliás nem essas, devido a poluição. O discurso de políticos com essa visão medíocre, continua sendo o mesmo de antes. O que mudou, foi o povo. Que nunca dormiu, e sim, não estava consciente do poder que tem.

VAMOS ACORDAR JUVENTUDE! Temos muito o que fazer por nós, mas ainda, pela geração que depende da nossa garra, pra ter um futuro melhor do que o que estamos tendo.

Por Clayton Collins! acesse: www.pacoemfoco.com.br


terça-feira, 2 de julho de 2013

CAE aprova empréstimo de US$ 661,9 milhões para o Maranhão


dinheiro
A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) aprovou, nesta terça-feira (2), pedido do governo do Maranhão para que o estado seja autorizado a contratar operação de crédito externo com o Bank of America no valor de US$ 661,9 milhões.
Os recursos se destinam à quitação de resíduos das dívidas constituídas pelo estado em razão das leis federais 8.727/1993 e 9.496/1997, que estabeleceram critérios para a consolidação, a assunção e o refinanciamento, pela União, da dívida pública mobiliária de responsabilidade dos estados e do Distrito Federal.
Segundo a Secretaria do Tesouro Nacional, o refinanciamento desses resíduos será feito “a taxas mais atrativas, o que permitirá ao estado uma melhoria de sua trajetória fiscal, possibilitando investir recursos em áreas estratégicas, de forma a promover um melhor desenvolvimento econômico”.
A matéria será enviada ao Plenário, com requerimento para deliberação em regime de urgência.

segunda-feira, 1 de julho de 2013

#PREFEITO DE PAÇO - JOSEMAR SOBREIRO É VAIADO EM PRAÇA PÚBLICA DURANTE SHOW DE FURACÃO DO FORRÓ!

Prefeitura divulga resultado final do seletivo

 Publicado em Domingo, 30 Junho 2013 06:40

concurso
A Comissão organizadora do Seletivo Simplificado da Prefeitura de Paço do Lumiar, divulga o resultado final dos recursos contra o gabarito da provas. Confira relação definitiva dos aprovados, também, na Secretaria Municipal de Educação (Semed) e Centro Social Urbano do Maiobão (C.S.U.).

#ARRAIAL DO ERASMO DIAS AGITOU A JUVENTUDE! [Clayton Collins via FACEBOOK]


Os alunos da Escola Erasmo Dias se divertiram bastante, no seu arraial que acontece todo ano. Comidas típicas, música e muita diversão marcaram a manhã de quinta-feira (27/06).

Fui muito bem recebido pelos estudantes, o que não aconteceu o mesmo com a senhora diretora da escola, que não é nem um pouco popular entre os alunos. É...mas educação não ficou pra todos!

Confira como foi:

#ARRAIAL DA ESCOLA PE.MAURÍCIO FOI UM SUCESSO EM PAÇO DO LUMIAR [Clayton Collins via FACEBOOK]

(29/06)
As organizadoras Graça Privado, Sec.Adj. de Cultura de Paço do Lumiar; Dona Ana, responsável pela Associação de Moradores do Maiobão e as demais contribuidoras, estão de parabéns por mais um arraial bonito e de muito sucesso. Sem violência e com a participação da população, que dançou ao ritmo das melhores manifestações folclóricas de Paço e do Maranhão em geral.

As comidas tipicas estavam deliciosas, e com um gostinho da nossa terra querida. Um evento com tanta beleza e organização merece os nossos aplausos, sempre!

Click aqui: CONFIRA AS FOTOS DO EVENTOS:

Aprovação a gestão Dilma tem maior queda e vai a 30%, aponta Datafolha

29/06/2013 07h54 - Atualizado em 29/06/2013 11h25

Há três semanas, antes do começo dos protestos, aprovação era de 57%.
Pesquisa divulgada pelo jornal 'Folha de S.Paulo' ouviu 4.717 pessoas.

Do G1, em Brasília
A aprovação do governo da presidente Dilma Rousseff caiu para 30%, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (29) pelo jornal "Folha de S.Paulo". O número de eleitores que consideram o governo bom ou ótimo caiu 27 pontos percentuais desde o início dos protestos no país. Há três semanas, a aprovação era de 57%. De acordo com o instituto, é a maior queda de popularidade registrada desde o início da gestão Dilma.
A pesquisa foi realizada na quinta (27) e sexta (28) com 4.717 pessoas, em 196 municípios. A margem de erro é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. É a segunda vez desde que a presidente assumiu o cargo, em 2011, que sua avaliação cai acima da margem de erro da pesquisa. Em março, o índice de aprovação do governo atingiu 65%.

O percentual de pessoas que consideram a gestão Dilma ruim ou péssima passou de 9% para 25%, segundo a pesquisa. A nota média da presidente, numa escala de 0 a 10, caiu de 7,1 para 5,8.
Os entrevistados pelo Instituto Datafolha também avaliaram o desempenho da presidente em relação aos protestos. O levantamento apontou que, para 32%, a postura de Dilma foi ótima ou boa. Outros 38% julgaram como regular e 26% avaliaram como ruim ou péssima.
Diante das manifestações em centenas de cidades brasileiras, a presidente Dilma Rousseff fez um pronunciamento na TV no dia 21 de junho e propôs aos 27 governadores e aos 26 prefeitos de capitais convidados por ela para reunião no Palácio do Planalto, no dia 24, a adoção de cinco pactos nacionais: por responsabilidade fiscal, reforma política, saúde, transporte, e educação.
Plebiscito
A pesquisa Datafolha mostra ainda que 68% dos entrevistados apoiam a ideia de um plebiscito para consultar a população sobre questões ligadas à reforma política. Outros 19% disseram que Dilma agiu mal ao propor a ideia, e 14% não souberam responder.
O instituto diz ainda que 73% dos pesquisados são favoráveis à criação de uma constituinte para elaborar uma reforma política. Sobre esse tema, 15% mostraram-se contrários à proposta.

Economia
O Datafolha também avaliou a expectativa dos entrevistados em relação à inflação: 54% acham que o índice vá aumentar. No último levantamento, 51% afirmaram acreditar no aumento. Para 44% o desemprego vai crescer, enquanto na pesquisa anterior o índice era de 36%. Segundo o instituto, 38% acreditam que o poder de compra do salário vai cair, aumento de 11 pontos percentuais em relação ao último levantamento.

PM DESCE O CACETE EM SÃO LUÍS VEM PRA RUA/ ACORDA MARANHÃO por CLAYTON COLLINS



A PM comandada pela Governadora Roseana Sarney, age sem pena com tremenda brutalidade com os manifestantes. O povo que outrora vota na mesma, agora é tido como vândalos, em sua totalidade. Todo esse povo que foi maltratado nesses atos populares, já estão prontos pra darem a resposta que esses governantes, que só pensam em enriquecer mais ainda as custa do povo sofrido merecem. O GIGANTE ACORDOU!

domingo, 30 de junho de 2013

Joaquim Barbosa lidera corrida presidencial entre manifestantes, aponta Datafolha

Posted on 

Ministro-Joaquim-Barbosa-e1353462747384

Joaquim Barbosa lidera corrida presidencial entre manifestantes, aponta Datafolha

Apesar de não figurar na lista de pré-candidatos ao Palácio do Planalto, o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Joaquim Barbosa, aparece como o preferido dos manifestantes paulistanos para suceder Dilma Rousseff, mostra pesquisa do Datafolha realizada nessa quinta-feira (20).
De acordo com o instituto, Barbosa foi mencionado por 30% dos entrevistados, contra 22% da ex-senadora Marina Silva, que tenta montar a Rede Sustentabilidade para concorrer ao Planalto em 2014. Dilma (PT) aparece em terceiro na lista, com 10% das menções.
O levantamento foi realizado durante os protestos de ontem na avenida Paulista, região central da cidade.
O senador Aécio Neves (PSDB-MG), com 5%, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 1%, vêm logo a seguir.
A margem de erro da pesquisa, que entrevistou 551 manifestantes, é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos. No limite, Barbosa e Marina poderiam ter 26% das preferências, mas, segundo o Datafolha, a probabilidade de que esse cenário seja real é muito pequena.
A última pesquisa nacional do Datafolha para a corrida de 2014 –finalizada no dia 7, antes da onda de manifestações que tomou conta do país– mostrava Dilma na liderança, com 51% das intenções de voto no cenário mais provável, sete pontos percentuais a menos do verificado no levantamento anterior, de março.
Marina (16%) e Aécio (14%) estavam empatados em segundo lugar.
No cenário em que o nome do presidente do Supremo aparece, ele tinha 8% (levada em conta só a população da cidade de São Paulo, o ministro atingiria 11%).
Barbosa teve ampliada a sua exposição nacional desde o ano passado devido ao julgamento do mensalão, processo que ele relatou e que resultou na condenação de 25 réus, entre eles a antiga cúpula do PT.
Seu nome ganhou força nas redes sociais como possível candidato à sucessão de Dilma. Para isso, ele teria que deixar o STF e se filiar a um partido político até o início de outubro deste ano –um ano antes das eleições.
Até agora, Barbosa não tem manifestado intenção de se candidatar à Presidência. Em dezembro, após o Datafolha mostrá-lo com até 10% das intenções de voto para a Presidência, ele reiterou ser um “ser absolutamente alheio a partidos políticos”, mas se disse lisonjeado com os números.
“A pesquisa me deixou evidentemente lisonjeado. Qual brasileiro não ficaria satisfeito em condições idênticas à minha. Ou seja, pessoa que nunca fez política, nunca militou em partido político, nem mesmo em associações, sempre dedicou a sua vida ao serviço do Estado brasileiro, da sociedade brasileira, espontaneamente se ver contemplado com números tão alvissareiros. Evidente que isso me deixou bastante lisonjeado e agradecido também àqueles que ousaram citar meu nome”, afirmou à época.
REJEIÇÃO
Além da preferência por Barbosa, que não pertence a um partido político, os números também mostram rejeição dos manifestantes aos nomes colocados até o momento para a disputa. Ao todo, 27% dos entrevistados disseram que não votariam em nenhum dos candidatos.
Esse percentual é mais de três vezes superior ao observado na pesquisa nacional do Datafolha do início do mês. Na época, 6% dos eleitores disseram que votariam em branco, nulo ou não manifestaram preferência por nenhum candidato (11% se considerados apenas os eleitores paulistanos). (RANIER BRAGON)