sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

VER.JORGE MARU PEDE AJUDA AO EXECUTIVO PARA A FEIRA DO PEIXE DA AV-10 DO MAIOBÃO (CÂMARA II SESSÃO - 12/02/2013)


(condições precárias da feira)
O vereador Jorge Maru pediu ao Executivo para olhar com carinho para os pais e mães de famílias que sobrevivem daquela atividade – venda de peixes. Relatou a ausência de condições de trabalho na localidade, e pela perda de clientes devido à sujeira no local. “Eu mesmo deixei de comprar no local devido à falta de higiene, comprava muito, mas não vou mais por isso” disse Miau.








(MA entre Paço do Lumiar e São José de Ribamar)
O parlamentar do PRB também alertou para o perigo e a demora que as pessoas levam para atravessar a avenida, devido os carros. Alguns em alta velocidade, ou então engarrafados demais. O supermercado é uma das razões para o fluxo intenso de pessoas e funcionários da empresa.










(esgoto aberto na rua próxima)
O vereador Marcelo Portela disse que o recolhimento daqueles restos de alimentos é essencial para a saúde da população. “Tem resto de peixe, de carne, isso pode deixar nossa população doente”. Ressalvou sobre a falta de trafegabilidade na Rua 101; parte de fora da feira do Maiobão. “Aquela rua po
deria ser interditada pela prefeitura no fim de semana, pois o tráfego de carros é muito intenso, pode ocasionar acidentes”.







Resposta do Executivo  
                       
O vereador Campelo disse que o prefeito Josemar Sobreiro é ciente dessa situação. Falou que haverá uma audiência, tanto pra resolver essa problemática do trânsito, como da poluição visual “não temos entrada no Maiobão. Tem muitas barracas, vamos conseguir uma forma para não prejudicar os trabalhadores com essa mudança”. O líder de governo na Câmara relatou ainda que as pessoas chegam a demorar meia hora ou mais pra atravessar a rua, naquelas localidades. “Vamos formalizar também a Secretaria de Trânsito de Paço do Lumiar, e vamos propor também uma parceria com São José de Ribamar”. Essa parceria é devido à proximidade das fronteiras dos municípios.

Confira!



CONTRATAÇÃO POR TEMPO DETERMINADO com vereadores: ALDERICO CAMPOS, LEONARDO BRUNO E WELLINGTON SOUSA (CÂMARA II SESSÃO - 12/02/2013)



Alderico comparou o projeto de lei, com a "manobra política" segundo Leonardo Bruno feita na administração da ex-prefeita cassada Bia Venâncio. Wellington Sousa deu seu parecer, falando como advogado e julgou o projeto legal. "O projeto a qual você se refere, constava até a quantidade de funcionários". Mesmo entendo a diferença, Alderico Campos votou contra o projeto.

Relembre o caso sobre o Projeto de Lei para a educação na gestão Bia Venâncio. O então vereador Thiago Aroso disse: "Esse Projeto de Lei tem o intuito de suprir uma necessidade que o concurso público infelizmente não atendeu. Isso estava prejudicando o Ensino Infantil e o Fundamental de Paço".

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

CÂMARA DE PAÇO DO LUMIAR REIVINDICA MELHOR ATENDIMENTO DA CAEMA NO MUNICÍPIO


Parece até piada, mas o povo de Paço do Lumiar já até se acostumou a saber a hora exata que tem água nas torneiras, e se programa para fazer as atividades domésticas. Tem dia que nem vem. "Olha, chegou água!", dizem as mães de família alegres com a 'novidade'. 

O vereador Campelo, líder do governo na Câmara, relatou a agonia vivida pelo Novo Horizonte. "Levaram a bomba a um mês, e ainda não tive resposta".

A mesma situação aflige Itapera e Pirâmide. "As comunidades chegam a ficar até 3 dias sem abastecimento, tem de contratar serviço particular, recorrendo a poços e muito balde d´água" reivindicou o vereador mais jovem de Paço do Lumiar, André Costa.

Marcelo Portela, vereador do PHS, diz que "a população sofre com a irresponsabilidade da Caema". O parlamentar lembrou ainda, que na gestão do ex-prefeito Raimundo Filho, a companhia fazia buracos nas ruas e não consertava, e nem repassava recursos para que a administração municipal o fizesse. "Aconteceu num esgoto da Av. 12, que está constantemente estourado. Fizeram uma cratera e deixaram lá".

De uma coisa temos certeza: O povo merece respeito!

Flávio Dino (PCdoB) acusa a família Sarney de promover campanha de Carnaval contra o prefeito de São Luís.

ESTADO MAIOR - 14/02/2013

O dono do prefeito


Ensaio... Flávio Dino (PCdoB) acusa a família Sarney de promover campanha de Carnaval contra o prefeito de São Luís. Segundo Dino, funcionários de Roseana Sarney (PMDB) alardeiam que Edivaldo Holanda (PTC), que é evangélico, seria contra a festa popular. ...geral O presidente da Embratur diz que as críticas são uma prévia da estratégia dos adversários para a eleição estadual: "Querem promover a guerra santa". As duas notas foram publicadas na coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, e traduzem fielmente a falta de decência política do chefão do PCdoB no Maranhão. Primeiro porque se arvora de defensor do prefeito Edivaldo Júnior, como se ele fosse um coitado incapaz de formar juízo a respeito dos desdobramentos de algum dos seus atos. A verdade: o prefeito deixou São Luís no período carnavalesco, e o fez porque o Carnaval é incompatível com a fé que professa. Logo, o prefeito permite que a religião influencie sua postura em relação a manifestações populares pagãs, como o Carnaval. E naturalmente sugere a indagação: como agirá nas festas juninas, motivadas por dois santos - São João e São Pedro - e que misturam elementos das três raízes culturais do Maranhão? Tais indagações são feitas sem qualquer intenção de declarar "guerra santa" ao prefeito, porque todos os questionamentos e cobranças perderão sentido se o prefeito assumir publicamente sua incompatibilidade com as festas populares ou se será um chefe de poder que não alimentará restrições a essa ou aquela manifestação cultural. Se tem alguém interessado em inventar uma "guerra santa" como estratégia para 2014, este é o neocomunista-cristão Flávio Dino, que tenta mostrar ao mundo que defende o prefeito, fala pelo prefeito, decide pelo prefeito e responde pelo prefeito. E até onde se sabe, na maioria das vezes sem ser autorizado.

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A CÂMARA DE 2000 PRA CÁ, E A AVALIAÇÃO DA POSTURA DOS PARLAMENTARES PELO POVO, NA INTERNET



De 2ooo pra cá muitas águas rolaram em Paço do Lumiar. Muita gente foi e não teve mais força política pra voltar. Salve, a ver. Orlete Mafra que está na ativa desde então. Frank Fonseca foi o mais bem votado naquele ano, obtendo 825 votos. Fato que não acontece mais hoje em dia. Isso porque o município cresceu. Evoluiu. O povo parece que está mais atento para o cenário político. Pra ser bem votado hoje em dia, tem de passar dos 1.000 votos, e não brincar em campanha. Será? Miau brincou, e foi eleito com 395 votos, deixando muitos veteranos indignados.

O fato é que muitos que não estão mais aí, mereceram estar fora. O povo não gosta de ser enganado, passado pra trás. Acabou esse tempo. Se não mostrar serviço, o povo dá o troco. Há muitos relatos da população dizendo que depois de eleito, o parlamentar 'se acha' e esnoba quem o colocou lá. Que pena desses, não sabendo que mais cedo, ou mais tarde, vai bater a porta daquele humilde eleitor de novo.

Revendo a história de Paço há 12 anos, e olhando pra mais 4 que virão por ai, observamos que muitas promessas caíram por água abaixo. Um novo ciclo se inicia. O mundo não acabou, então vamos esperar o melhor para o nosso município. Tá na boca do povo, a palavra ESPERANÇA. Vamos aguardar.

Relembre as figuras políticas que continuam, e as que sumiram do mapa, de 2000 pra cá

Eleições de 2000

Nome:FRANKVALDO CRUZ DA FONSECA
Partido:PDT
Idade:27
Quantidade de Votos:825
Nome:JOÃO BARBOSA BATISTA DE ARAUJO
Partido:PDT
Idade:49
Quantidade de Votos:683
Nome:JOSÉ ARNALDO DOS REIS SOUSA
Partido:PMDB
Idade:36
Quantidade de Votos:547
Nome:JOSÉ CARLOS COSTA PEREIRA
Partido:PSDB
Sexo:Masculino
Idade:48
Quantidade de Votos:343
Nome:JOSÉ FRANCISCO SOUZA DINIZ
Partido:PSDB
Sexo:Masculino
Idade:45
Quantidade de Votos:302
Nome:ORLETE MAFRA FURTADO
Partido:PT do B
Idade:47
Quantidade de Votos:321
2004

Surgem os Campos liderando, só perdendo a primeira posição nas eleições de 2012 para o ver.Leonardo Bruno que em sua primeira disputa obteve 1.190 votos, batendo o record no município. Nesse ano muitas figuras surgem, e ficam, outras não. Silvana do povo, não conseguiu mais voltar ao legislativo. Thiago Aroso ficou na suplência na eleição seguinte, 2008. Antônio Cachorro teve problemas com a justiça. Após o termino do mandato, Fred Campos, lança Alderico Campos na vida pública. Jorge Brito é eleito, voltando ao legislativo somente este ano de 2013. Gonzaga só perde em votação pra Fred, mas não se elege.

Resultado das eleições de 2004


2008

Jorge Maru e José Itaparandi perpetuaram-se até então, mostrando força e amadurecimento político. Júnior do Mojó acabou seu mandato de forma trágica, seguido também por Thiago Aroso que o substituiu. Dr. Wilson saiu de uma campanha tumultuada, ao que parece, com uma boa imagem, perante a população. Muitos diziam até que ele seria um melhor candidato a prefeito, em detrimento a AlmeidaFernando Muniz, enfim, foi eleito. Em seu mandato falou por poucas vezes na Câmara. Zé Gomes, por problemas em sua prestação de contas não pôde concorrer em 2012, colocando sua esposa, que não obteve êxito. Nesse período os únicos vereadores de oposição ao governo Bia Venâncio, eram: ItaparandiOrlete e Fernando Muniz.

Resultado das eleições de 2008


2012

A Câmara quase que se renova por inteiro. O grupo de Josemar Sobreiro ganha força, e o povo fica ao seu lado. diversos partidos se unem a sua causa. Consegue eleger-se prefeito com 23.133.000 votos, e transferir popularidade a todos ao seu lado. Inclusive dando respaldo para a eleição do ver.Leonardo Bruno, a presidencia da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar. Dos vereadores que apoiavam a antiga gestão, apenas ficaram; CharutoJorge Maru e Alderico Campos, onde a relação com o grupo da prefeita foi cheia rompimentos. De agora, em diante, a história do município continuará sendo escrita. Vamos torcer pelo bem da nossa gente.

Resultado das eleições de 2012



Coincidência ou não, os 3 vereadores que apoiavam a gestão da ex-prefeita cassada Bia Venâncio, são avaliados negativamente pela população, segundo comentários nesse blog e no Facebook.




O público sempre comenta, de uma forma, ou de outra, e julga a seu critério, quem merece ou não confiança e elogios pelos seus trabalhos. Ao divulgar a imagem dos parlamentares, o público reage positiva, ou negativamente. E foi esse o critério utilizado aqui - os comentários.

Alguns vereadores que não foram citados, foi devido a pouca valorização na divulgação de sua atuação na Câmara pelas redes sociais. Os que aqui apareceram, são os que mais geram comentários em publicações do blog Paço em Foco.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

Bento XVI planejava renunciar havia alguns meses, diz seu irmão


Georg Ratzinger fez revelação por telefone para uma agência de notícia internacional.


Georg Ratzinger, irmão do papa Bento XVI, disse ontem (11) à France Presse que sabia, "havia alguns meses", que o pontífice planejava renunciar ao cargo, por conta de sua idade avançada.
“Sei faz alguns meses que ele planejava", disse Ratzinger. "Ele ficará em Roma", declarou.
"Considero que esta decisão é justa", indicou ainda Georg, que considera "globalmente positivo" que o papa abra caminho para alguém mais jovem no comando da Igreja Católica.
Mais cedo, Georg Ratzinger havia confirmado que a renúncia se deve a motivos de saúde e à idade avançada.
"A idade oprime", disse o também religioso Georg Ratzinger, de 89 anos de idade, em declaração à agência alemã de notícias 'DPA'. Ele ainda comentou que o médico do pontífice aconselhou ao papa que não faça mais viagens transatlânticas. No entanto, o Vaticano negou que uma doença tenha sido o motivo da renúncia.
O irmão mais velho do papa afirmou também que o sumo pontífice tem cada vez mais dificuldades para andar, o que complica sua vida pública, e ressaltou que seu "irmão quer mais tranquilidade a esta idade".
O papa fica cansado cada vez mais rápido, explicou Georg Ratzinger, que qualificou de "processo natural" a anunciada renúncia de Bento XVI e reconheceu que já conhecia de antemão a decisão anunciada ontem.
Aposentado da vida ativa, Georg Ratzinger foi professor de música da catedral de Regensburg e diretor do coro infantil da catedral.
Em setembro de 2011, ele publicou o livro 'Meu irmão, o papa', escrito em colaboração com o jornalista Michael Heseman, no qual conta, entre outras coisas, a vida religiosa da família, rigorosamente católica, e a oposição radical do pai a que os dois irmãos se alistassem nas juventudes hitleristas.

DANIELA MERCURY LEVA SOCO NA CARA!

Carnaval em Paço do Lumiar


Por Daniel Matos IMIRANTE

Prefeito Josemar, ladeado pelo vice, Marconi Lopes, pela primeira-dama, Ivone Oliveira, o Secretário de Cultura, Fernando Muniz e o vocalista da banda Reprise
Prefeito Josemar, ladeado pelo vice, Marconi Lopes, pela primeira-dama, Ivone Oliveira, o Secretário de Cultura, Fernando Muniz e o vocalista da banda Reprise
O prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro, o vice, Marconi Lopes, e o Secretário Municipal de Cultura, Fernando Muniz, fizeram, sábado, a abertura do Carnaval luminense, no Viva Maiobão. Na primeira noite do Circuito Maiobão, milhares de pessoas se divertiram ao som das Bandas Puxa o Fole, Reprise e QSamba.
Josemar deixou sua mensagem aos foliões, para que, todos se divirtam com muita tranquilidade, alegria e sem excessos, pois o primeiro carnaval da sua gestão é do povo para  o povo, e que seja uma festa de muita  harmonia. Este é o carnaval do resgate e valorização da na nossa cultura”, frisou.
Milhares se pessoas se divertem no Circuito Maiobão
Milhares se pessoas se divertem no Circuito Maiobão
Ontem teve início o Carnaval do Circuito Iguaíba, a partir das 18h, com a apresentação de blocos locais e shows das bandas Puxa o Fole, Eskema de Playboy e Krakelê, na praça central.
Abaixo, a programação completa:
carna paço3

domingo, 10 de fevereiro de 2013

DEP. MAX BARROS LUTA PARA QUE AS PESSOAS TENHAM PROPRIEDADE SOBRE SUAS TERRAS



ESTADO MAIOR - 11/02/2013

Hora de titular


Eleito na semana passada, por unanimidade, 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Max Barros (PMDB), definiu uma série de metas legislativas que pretende alcançar nos próximos dois anos, destacando entre elas uma pela qual já vem lutando há anos: a regularização fundiária em São Luís, um problema que, em sua opinião, é grave e envolve milhares de pessoas. Max Barros disse que entre suas prioridades para início do período legislativo está a retomada do projeto que dará a titulação de terras para moradores de São Luís. Lembrou que o primeiro passo para resolver de vez essa situação de irregularidade fundiária já foi dado com a aprovação de uma emenda à Constituição Federal, e que em outros estados, cujas capitais também ficam em ilhas oceânicas, portanto ocupando as chamadas "terras de marinha", a situação já foi resolvida. São Luís, que foi o motivo primeiro de uma longa guerra política e parlamentar que durou anos no Congresso Nacional, liderada por Max Barros, com o apoio do deputado federal Pedro Fernandes, ainda não resolveu o problema. - É um absurdo que, em São Luís, por ser uma ilha, as pessoas não tenham propriedade de suas terras. Essa emenda beneficiou São Luís, Florianópolis e Vitória. Em Santa Catarina, a questão está resolvida. O único problema que ainda existe é em São Luís. Então quero retomar junto com os deputados, para que possamos resolver essa questão que é muito importante, tanto do ponto de vista da cidadania, como da economia, para não pagar mais uma taxa desnecessária que outros municípios e estados não pagam - disse. Vale aguardar as ações pelo desfecho que todos esperam.

Conheça as regras do Programa de Estágio Viva Primeiro Emprego


Divulgação/ Sectec

09/02/2013 19h28
SÃO LUÍS - O Estágio Viva Primeiro Emprego faz parte do macro Programa Maranhão Profissional, desenvolvido pelo governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Sectec), e tem por finalidade inserir no mercado de trabalho, através de estágio curricular remunerado, os alunos dos cursos técnicos oferecidos pela Universidade Virtual do Maranhão (Univima) e por entidades parceiras, para a promoção do desenvolvimento de empresas e qualificação da mão de obra local.
Para o melhor aproveitamento dessa oportunidade é necessário que os alunos e empresas selecionados fiquem atentos aos prazos de inscrição e documentação exigida, estabelecidos nos editais disponíveis no endereço eletrônicowww.primeiroemprego.ma.gov.br ou ainda no site da Sectec,www.sectec.ma.gov.br clicando no banner do programa.
As empresas devem estar em dia com suas obrigações fiscais e parafiscais, ter Alvará de Funcionamento válido, possuir inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e indicar um empregado que supervisionará o aluno durante todo o tempo de estágio. É necessário, também, que apresentem uma declaração com o número de funcionários, vídeo ou fotos da estrutura física do local e assumam o compromisso legal de pagar auxílio transporte aos estagiários do Programa, que atuem em cidades onde haja transporte urbano tarifado.
Já para os alunos são necessários o Requerimento de Estágio, fornecido pela Univima, devidamente preenchido, a declaração de frequência do curso de Qualificação Profissional ofertado pelas Instituições de Ensino participantes do Programa, cópia dos documentos pessoais RG e CPF, duas fotos 3x4 e comprovante de residência. Não são aceitos alunos que tenham carteira de trabalho assinada durante o período de estágio.
Depois de conduzidos ao estágio, os alunos recebem o encaminhamento para abertura de conta no Banco Postal, sistema simplificado de abertura de contas do Banco do Brasil através de Agências dos Correios. Nesta conta é depositada a Bolsa Estágio no valor de R$ 620 paga pelo governo do Estado a cada 30 dias, a contar do início das atividades do estagiário na empresa. Os alunos também devem entregar assinado o termo de outorga, que é entregue pela equipe técnica do Estágio Viva Primeiro Emprego no momento de apresentação dos estagiários às empresas.
Os editais para cadastro de empresas e estudantes ficarão abertos durante todo o ano de 2013. A inscrição é eletrônica, e mesmo as feitas em formulários de papel serão transportadas para a Plataforma Chance, o banco de dados do programa. Os estágios têm duração de três meses e não caracterizam vínculo empregatício.