sábado, 12 de janeiro de 2013

Com PIB mais baixo, trabalhador que ganha mínimo receberá menos


Salário é reajustado com base na inflação e no PIB de dois anos antes.A perda entre 2013 e 2015 pode chegar a R$ 245,31.

Alexandro MartelloDo G1, em Brasília
87 comentários
Com um crescimento menor do PIB previsto para os próximos anos, a estimativa é que o salário mínimo, que serve de referência para cerca de de 45 milhões de trabalhadores, também tenha reajustes mais baixos nos próximos anos. Entre 2013 e 2015, o trabalhador deixará de receber cerca de R$ 245, em comparação com o que era previsto no final de 2011, de acordo com cálculos feitos pelo G1.
Isso acontece porque, pelo formato escolhido pelo governo, o salário mínimo é reajustado com base na inflação (calculada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor, o INPC) e no crescimento da economia (o PIB) de dois anos antes. Como o crescimento do PIB de 2012 deve ficar bem abaixo do previsto daquele ano, o salário mínimo de 2014 será influenciado negativamente. Para 2013, o salário mínimo foi fixado em R$ 678.
A perda entre 2013 e 2015 pode chegar a R$ 245,31 para o trabalhador.
Veja, a seguir, os cálculos feitos com base nas previsões do mercado (as melhores disponíveis) para o PIB e INPC de um ano atrás, em dezembro de 2011, e as expectativas para os mesmos indicadores feitas em igual mês de 2012.
Correção do salário mínimo ano a ano
No fim de dezembro de 2011, o mercado financeiro, por exemplo, previa uma taxa de crescimento de 2,87% para o PIB daquele ano (utilizado na correção do salário mínimo de 2013), além de um INPC de 5,39% para 2012. Somando os dois, a correção do mínimo, em 2013, seria de 8,26%, o que levaria o valor dos R$ 622 de 2012 para R$ 673,37 em 2013. 
Um ano depois, no fim de 2012, porém, as contas mudaram. O PIB, antes estimado em 2,87% pelo mercado, acabou ficando em 2,73% em 2011 (de acordo com números oficiais do IBGE). E o INPC deste ano, antes previsto em 5,41%, passou para 6,1%. Com isso, o salário mínimo de 2013 ficou um pouco maior: de R$ 678. Um ganho anual de R$ 60,19 (considerando o décimo terceiro salário). O valor será mais alto, porém, para compensar um crescimento maior da inflação. O aumento real (acima do crescimento dos preços), portanto, será menor.
Para 2014, entretanto, o cenário muda. Há um ano, o mercado finaneiro previa que o salário mínimo avançaria 8,1% em 2014, para R$ 727,91. Em dezembro deste ano, por conta do PIB mais baixo de 2012, já se prevê uma correção menor: de 6,31%, para R$ 718,90. Uma "perda" mensal de R$ 9,01. Considerando novamente o décimo terceiro salário, o trabalhador deixaria de receber, em 2014, R$ 117,13.
Em 2015, o mesmo acontece. Em dezembro de 2011 (levando em conta o cenário previsto para o PIB e INPC), a estimativa do mercado era de uma correção de 8,95% para o mínimo em 2015, para R$ 793,05. Com as novas previsões de crescimento e inflação, feitas em dezembro último, a correção deverá ser de 8,3%, para R$ 778,56. Uma perda mensal de R$ 14,49 em 2015, ou de R$ 188,37 em todo ano, considerando o décimo terceiro salário.
Ao todo, considerando o período de 2013 a 2015, o trabalhador deixará de receber R$ 245,31. Esses valores, porém, são apenas estimativas. Dependem da confirmação das previsões, que mudam semanalmente. A tendência atual das estimativas do mercado financeiro é de recuo do PIB nos próximos anos, por conta da crise, mas de crescimento maior do INPC. Assim, o salário mínimo ainda continuaria crescendo, mas de forma menos intensa e para compensar, principalmente, o crescimento da inflação – implicando uma menor alta real.
Estimativas do governo
O governo, geralmente, tem previsões maiores para o PIB que o mercado financeiro – que nos últimos anos acabaram não se concretizando. No fim de 2011, por exemplo, o Ministério da Fazenda apostava em uma alta do PIB acima de 4,5% em 2012. Atualmente, não divulga previsões oficiais, mas já admite internamente que não deverá ficar muito acima de 1%.
Em setembro de 2011, na proposta de orçamento federal de 2012, o governo previa um reajuste do salário mínimo para R$ 676,18 em 2013. Em 2014 e 2015, respectivamente, o salário mínimo subiria para R$ 741,94 e R$ 817,97, respectivamente, de acordo com a estimativa feita há pouco mais de um ano pelo governo federal. A expectativa do Ministério da Fazenda, responsável pelas previsões sobre o PIB que constam no orçamento, era de que o PIB avançasse 5% em 2012, e 5,5% ao ano entre 2013 e 2015.
A última estimativa oficial do governo para o crescimento do salário mínimo ano a ano, até 2015, foi divulgada em abril deste ano, na proposta da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2013. Naquele momento, o governo previa um mínimo de R$ 667,75 para este ano. Para 2014 e 2015, respectivamente, a estimativa do governo para o salário mínimo é de R$ 729,20 e de R$ 803,93. Uma nova estimativa do governo para o salário mínimo nos próximos anos deverá ser divulgada somente em abril de 2013, na proposta de LDO de 2014.
Impacto da crise financeira
A explicação para a correção menor do salário mínimo é que a crise, que foi "inaugurada" com o anúncio de concordata do banco norte-americano Lehman Brothers, em setembro de 2008, tem derrubado para baixo as previsões de crescimento da economia brasileira.
Em 2010, houve uma melhora, quando o Brasil chegou a apresentar uma forte taxa de expansão do PIB, da ordem de 7,5%. Em 2011, porém, a crise voltou a atingir os mercados, com dificuldades nas dívidas da Grécia, Itália, Espanha, e em bancos da região. Em agosto do ano retrasado, os Estados Unidos perderam a classificação "AAA" pela Standard & Poors, aumentando mais a tensão nos mercados. Desde então, o cenário de baixo crescimento ainda permanece.
"Essa desaceleração do PIB vai afetar um pouco o salário minimo. O crescimento do salário mínimo foi bom, mas hoje tem uma regra hoje que foi aprovada de comum acordo com as centrais sindicais (PIB mais INPC). O salário mínimo vai continuar com crescimento real, mas o crescimento vai ser muito menor do que se esperava. O PIB de 2012 foi pequeno. O reajuste do mínimo em 2014 [que usa o PIB de 2012 como parâmetro] vai ser realmente baixo", confirmou o economista do IPEA, Mansueto Almeida.
Para ele, porém, o salário minimo ter uma correção menor "não vai ser muito problemático". "A preocupação maior é com o mercado de trabalho. Se o PIB não começar a reagir mais forte, as empresas podem começar a despedir trabalhadores e os salários podem ter perdas reais [crescimento abaixo da inflação]", declarou Almeida.

Bia Venâncio obteve liberação para retirar tornozeleira


Desde setembro, ela estava sendo monitorada por uma tornozeleira colocada pela PF.

Imirante
12/01/2013 12h53
Foto: Reprodução TV Mirante
SÃO LUÍS - A ex-prefeita do município de Paço do Lumiar, Bia Venâncio, obteve na justiça federal a liberação para a retirada da tornozeleira eletrônica que usava por determinação judicial, nessa sexta-feira (12). Desde setembro do ano passado, ela estava sendo monitorada por uma tornozeleira colocada na perna direita pela Polícia Federal (PF), por causa da investigação de um desvio de R$ 15.000.000 da Prefeitura de Paço do Lumiar.
A retirada da tornozeleira eletrônica, que a impedia de ter acesso ao prédio da Prefeitura de Paço do Lumiar e de sair da cidade sem autorização, foi feita por policiais federais. O outros investigados aguardam decisão judicial para retirar a tornozeleira.
Histórico
Além de Bia Venâncio, o filho dela Tiago Arôso, três secretários municipais e vários empresários também usaram tornozeleira. O ex-vereador de Paço de Lumiar, Júnior do Mojó - que já está preso por envolvimento no assassinato do empresário Marggion Andrade -, também, foi apontado pela polícia como integrante do esquema.
Segundo a PF, eles são suspeitos de desvio de verbas e de fraudes em licitações. Os desvios seriam referentes a recursos federais destinados a educação.
Na época, a prefeita se disse inocente das acusações. A determinação de monitorar os suspeitos 24 horas por meio da tornozeleira eletrônica foi uma determinação da Justiça Federal.
A fraude
De acordo com as investigações da Controladoria Geral da União (CGU), a quadrilha atuava na prefeitura de Paço do Lumiar fraudando licitações e desviando recursos públicos federais da educação, por meio de empresas fantasmas e vários tipos de documentos falsificados.
As investigações apontaram para o desvio de cerca de R$ 15.000.000, provenientes do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar (PNATE).

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

52° ANIVERSÁRIO DE PAÇO DO LUMIAR


CONHEÇA AS BELEZAS DE PAÇO DO LUMIAR

VER.SILVIA INÁCIO rebate críticas de que ela NÃO PASSA DE UMA MULHER DE POLÍTICO

Com a frase "de mulher pra mulher, só não é a Marisa" Silvia diz que vai representar as mulheres com orgulho na Câmara Municipal de de Paço do Lumiar.


Ela recebeu muitas críticas por ser esposa do ex-candidato a prefeito, Inácio Ferreira, disseram que ela não era política. Na entrevista a TV BNC, a parlamentar diz que é sim política e faz parte de uma família de pessoas públicas, inclusive seu pai, já falecido. Criticavam seu marido "Você vai colocar sua esposa pra ser candidata?"

Sobre sua campanha, diz que está muito feliz, e que foi uma campanha aguerrida, difícil, mas que ficou muito satisfeita. "Agradeço a Deus, ao povo e ao meu esposo, Inácio Ferreira. Meu objetivo é ficar presente nas comunidades."

A vereadora falou que vai lutar por uma melhor qualidade de vida, como saneamento básico, creche, hospitais..."Vou fazer projetos pra reivindicar melhorias para o nosso município. Mas quem vai executar é o prefeito." 

Confira o resultado das eleições de 2008, onde Inácio Ferreira, marido de Sílvia Inácio concorreu a prefeitura de Paço do Lumiar, superando os Fonsecas.


1º BIA VENÂNCIO - PDT 12.792 votos; (ELEITA)
2º JOSEMAR SOBREIRO - PSDB 11.002 votos
3º CARMEM AROSO - PMDB, 10.564 votos
4º INÁCIO FERREIRA - PRB 2.515 votos
5º FRANK FONSECA - PTN 2.054 votos 
6º PROF. SOCORRO - PSOL 287 votos

Historicamente


Inácio Ferreira mesmo sendo 4° colocado, conseguiu mostrar força, conseguindo superar o representante da família Fonseca, Frank, que ficou como 5° colocado. Isso demonstrou o declínio dos Fonsecas e dos Arosos; Isso porque o povo não considerava a candidata Bia Venâncio, totalmente Aroso. Ela se mostrou combatente dos mesmos, apesar de ter sido esposa do ex-prefeito Amadeu. Bia era chamada de Aroso por Carmem e Gilberto no intuito de chateá-la, pois ela é oriunda do município de Anajatuba; de família pobre, não sendo bem aceita pela família abastada. Mas isso é assunto pra outra matéria...

Confira na íntegra a entrevista da Ver.Silvia Inácio



NEM TODAS CHEGARAM LÁ

As esposas dos ex-vereadores Zé Gomes e Almeida não conseguiram uma vaga na Câmara Municipal de Paço do Lumiar.


Mary Gomes, esposa do ex-vereador ZÉ Gomes, ficou na suplência com 513 votos . Historicamente, o ex-parlamentar perdeu força política no município. Pois em 2004, o mesmo elegeu-se com 829 votos. Reelegendo-se em 2008 com mais de mil votos - 1.079, sendo o segundo vereador mais bem votado, abaixo apenas de Alderico Campos. Zé Gomes teve problemas em sua prestação de contas não podendo concorrer. A transferência de votos não aconteceu. A esposa do ex-vereador conseguiu menos da metade dos votos de 2008, a perda foi de 566 eleitores.


Neide Almeidaesposa do ex-vereador ALMEIDA obteve 305 votos nestas eleições (2012). Em 2004 o ex-vereador e candidato a prefeito de Paço do Lumiar pelo PSDB, elegeu-se com 363. Reelegendo-se em 2008 com o acréscimo de 187 votos, exatos 550. Nestas eleições o vereador não transferiu votos, e teve uma baixa de 245 eleitores. Em ambas as eleições foi o último vereador eleito.  





É...nem todo mundo é a Dilma

popularidade de Dilma supera a de Lula e a de FHC

  • No parlatório, ex-presidente Lula passa a faixa presidencial para Dilma Rousseff
    No parlatório, ex-presidente Lula passa a faixa presidencial para Dilma Rousseff
A avaliação positiva da presidente Dilma Rousseff é maior do que a dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB) nas terceiras pesquisas de popularidade CNI/Ibope das suas gestões. Enquanto 71% aprovaram Dilma Rousseff à frente do governo neste mês, 69% aprovaram a maneira de governar de Lula na terceira pesquisa do seu primeiro mandato. Em relação a FHC, 57% o aprovaram como presidente em setembro de 1995.

A avaliação do governo Dilma também supera a das gestões dos ex-presidentes. Enquanto o governo da presidente Dilma foi avaliado como ótimo ou bom por 51% dos entrevistados em setembro, em setembro do primeiro ano do governo Lula, o percentual foi de 43%. No mesmo período do primeiro ano de FHC, sua gestão recebeu aprovação de 40%.

O gerente-executivo de pesquisa da Confederação Nacional da Indústria, Renato da Fonseca, destacou que a presidente Dilma herdou a popularidade de Lula. Na última pesquisa de popularidade do seu governo, em dezembro de 2010, Lula atingiu 87% de aprovação pessoal.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Ministério da Saúde libera mais de 1 milhão para Paço do Lumiar.

Foram liberados R$ 67,7 milhões ao estado para serem investidos na Rede de Atenção às Urgências e Emergências.


O Ministério da Saúde liberou R$ 67,7 milhões para que seja investido na melhoria da Rede de Urgência do Maranhão (MA). Deste total, R$ 9,4 milhõesserão aplicados de imediato. O investimento integra a primeira etapa do Plano de Ação da Rede de Atenção às Urgências e Emergências do estado (RUE), definido pela Portaria 3.101. A medida tem objetivo de potencializar a organização do setor de urgência para qualificar o atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

Com este novo recurso, assegurado pelo Ministério da Saúde, estado e municípios poderão melhorar a manutenção de diversos setores como o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU 192) e a habilitação e a qualificação das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs 24 horas). Está previsto ainda o custeio de salas de estabilização, além de leitos clínicos e de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

ESTRUTURA – Do total de investimentos do Ministério da Saúde no Maranhão, R$ 51,5 milhões serão direcionados para habilitar 325 novos leitos, sendo 208 leitos para retaguarda, 60 para longa permanência, 20 de UTI adulto Tipo II, 17 de UTI pediátrico Tipo II, 10 leitos de UTI coronariana e 10 para Acidente Vascular Cerebral (AVC). O recurso prevê ainda a qualificação de 155 leitos no Estado.

Outros R$ 15,6 milhões de investimento do Ministério da Saúde vão ser utilizados na ampliação e qualificação das Unidades de Pronto Atendimento 24h (UPA). O recurso possibilitará a criação de uma unidade e qualificação de outras quatro. Estas unidades são equipadas para realizar atendimentos de complexidade intermediária. As UPAs 24h conseguem resolver até 97% dos problemas dos usuários que as procuram sem necessidade de encaminhamento a um hospital. 

Além disso, R$ 600 mil serão investidos em duas salas de estabilização na região metropolitana de São Luís, que possibilitará o acolhimento e continuidade do atendimento aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).

RECURSOS DO PLANO APROVADO - ETAPA I
MUNICÍPIO
VALOR APROVADO
SÃO LUÍS
57.385.751,40
SÃO JOSÉ DE RIBAMAR
8.048.200,00
ALCÂNTARA
548.200,00
RAPOSA
548.200,00
PAÇO DO LUMIAR
1.241.000,00
TOTAL
67.771.351,40

Via UMESP

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

EX E VEREADORES DECLARAM GUERRA À ALDERICO CAMPOS




O ano mal começou e a Câmara já está pegando fogo.   A confusão do 'repasse''foi o estopim para os vereadores declararem de uma vez por todas, guerra ao ex-pres. da Câmara Alderico Campos. Possivelmente sem receber seus vencimento os vereadores juntaram-se para detonar Alderico. Desta vez, foi o caso do concurso, onde na denuncia, consta uma suposta manipulação para favorecimento de amigos e familiares do parlamentar. 

A denuncia foi feita pelos vereadores, José Itaparandi (PTB), Orlete Mafra (PTB), acompanhado pelos ex-vereadores Zé Gomes, Drº Wilson,Fernando Muniz e Almeida. O concurso  consta na classificação final realizado pelo INSTTUTO LUDUS.

Veja o documento apresentado ao MP:

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

GRAÇA PRIVADO DIZ: "Esta é a grande oportunidade dos nossos artistas serem valorizados"

Clayton Cóllins bate um papo com a nova Sec. Adjunta de Cultura de Paço do Lumiar, Graça Privado, que também é Sócia Fundadora da Associação de Moradores do Maiobão e atual Vice-presidente da instituição e espera firmemente,  ao lado do secretário Fernando Muniz e do prefeito Josemar Sobreiro, contribuir para o fortalecimento da nossa Cultura.

Qual o seu sentimento neste momento, sendo que a senhora que já participou de várias atividades ligadas a Cultura Popular, atuou como Conselheira do Viva Maiobão desde a sua inauguração, inclusive nas discussões com o Governo do Estado, quando da construção. Fale sobre essa missão de cuidar da nossa tão rica Cultura, ao lado do Sec. Fernando Muniz...

Considerando que já milito nas lutas pela comunidade, com destaque para as áreas de educação, Assistência Social e Cultura, estou feliz em poder contribuir com a administração do nosso prefeito Josemar Sobreiro, na área da Cultura. 

O que faz a nossa educadora ser tão apaixonada pelas manifestações da nossa terra?

A enorme simpatia pelo Movimento Cultural. O nosso município é um verdadeiro celeiro de talentos e manifestações culturais. Esta é a grande oportunidade dos nossos artistas serem valorizados. Atualmente coordeno um projeto de música executado pela Associação de Moradores do Maiobão, que conta com o apoio da UNESCO/Criança Esperança, com uma orquestra formada por jovens do nosso município. Denominada, Orquestra Tocando Choro. 


O que mais lhe orgulha dizer, em todos esses anos de luta pela nossa comunidade?

Que participei das discussões na construção de Políticas Públicas deste município, principalmente na área voltada às crianças e aos adolescentes, Assistência Social, Meio Ambiente, Cultura, Saúde, Plano Diretor, Segurança Alimentar e outras.

Graça Privado encerra a entrevista feliz ao poder estar diretamente ligada a cultura de Paço do Lumiar e diz que muito trabalho pela frente virá.

domingo, 6 de janeiro de 2013

FOLHA MARANHÃO PARABENIZA JOÃO VICTOR

O suplente de vereador,  João Victor assume a  Superintendência do SAAE na gestão Josemar Sobreiro. Ventilou-se que o mesmo estava na disputa pela coordenação de juventude, vinculada a sec. de Cultura do Município. Em nota, João disse: "Essa função não condiz com o meu perfil."


A Folha Maranhão escreveu sobre João Victor

Perfil do Superintendente. Nome: João Victor Mendes de Abreu Viana. Idade: 27 anos (26/10/1985). Naturalidade: São Luís/MA. Estado Civil: Casado(A). Ocupação: Empresário. Escolaridade: Superior Completo
Empresário, formado em Direito, líder comunitário. Pela segunda vez vem disputando as eleições e com um grande crescimento nas urnas. Passou de uma votação de 454 votos para 754. É suplente dos vereadores Leonardo Bruno e Wellington Sousa. É bastante educado e sempre atende bem as pessoas. Esta foi uma boa escolha do Professor Josemar. O SAAE encontra-se na sede de Paço do Lumiar. A sede do município passa por um problema há tempos onde a água vem cheia de ferrugem. Acho que essa vai ser uma das principais ações que o novo Superintendente deve ter de inicio. Resolver tal problema. Desejo boa sorte e bom trabalho na sua gestão. Tenho certeza que o Sistema está em boas mãos.
Juventude

Segundo o blog da UMESP, os nomes que disputam a vaga de coordenador de juventude, são: Adielson (AME), Rafael Marques(V.Cafeteira), Tiago Melo (Maiobão) e Rafael Neves (ex-assessor da Secretária Estadual de Juventude). Rilton Silva ainda é um mistério em torno da participação do governo Josemar.

Justiça determina municipio de Paço do Lumiar a tornar sem efeito as contratações sem concurso efetivadas por Bia Venâncio


A decisão diz que:
A investidura em cargos ou empregos públicos, consoante dispõe o art. 37, inc. II da Constituição Republicana, depende da aprovação prévia em concurso público, ressalvados os cargos em comissão declarados por lei de livre nomeação e exoneração. Essa é a regra”.

A ação foi proposta pela Promotora de Justiça Gabriela Brandão em razão da Câmara Municipal no ano eleitoral ter aprovado a Lei Municipal nº 463, de 25.05.2012 retroativa ao mês de fevereiro.

 Promotora de Justiça Gabriela Brandão
Enquanto isso, os candidatos aprovados em concurso público realizado em 2010 não foram contratados e aguardam suas nomeações. Isso porque o prazo de validade do concurso foi prorrogado pelo Decreto nº 1.484/2012 até março de 2013 (fl. 162), estando ainda em pleno vigor.

Ao prefeito Raimundo Filho e ao novo prefeito Prof. Josemar a justiça determinou as seguintes obrigações:  

1) Proibição de efetuar contratações temporárias com base na Lei Municipal nº 463/2012;

2) Tornar sem efeito as contratações feitas por Bia Venâncio, no prazo de 30 dias;

3) Nomear e dá posse a todos os candidatos aprovados dentro do número de vagas ofertadas no concurso público regido pelo Edital nº 01/2010, até 17 de março de 2013.

O descumprimento da decisão ensejará o pagamento de multa diária de R$ 500,00, a incidir na pessoa do Prefeito Municipal.


Veja o documento:


Por Edgar Ribeiro/blog