segunda-feira, 14 de outubro de 2013

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO CONJ. MAIOBÃO REALIZA AUDIÊNCIA PÚBLICA SOBRE A VIOLÊNCIA NO BAIRRO E ADJACÊNCIAS


A Associação de Moradores do Conj. Maiobão realizou na quinta-feira [10], uma Audiência Pública para tratar sobre a segurança, no Maiobão e bairros adjacentes. Representantes dos poderes, sociedade civil, e demais órgãos  todos engajados em achar uma solução para essa grande problemática - Segurança. A mesa foi composta pelo Capitão André; Maria do Carmo-Sec. Adj. Des. Social; Aspirante Josimar - Bombeiro; Pedro Adriano - Repres.Sec. de Segurança do Governo do Estado; Luís Inocêncio -Conselho Tutelar; Carlos Alberto-Sociedade Civil. Genival Pereira-Repres. Prefeitura; Pres. da Câmara - Leonardo Bruno.

Uma recorrente onda de violência no município, vem tornando a comunidade refém dos bandidos. Como resposta, o Governo do Estado, através de seus representantes, relatou a falta de contingente policial. Ou seja, a comunidade cresceu, mas o número de policiais, não. A PM aguarda pela realização de concurso, para que novos policiais sejam colocados nas ruas, para a defesa da população. Na audiência, a população, em resumo, externou que tem esperança, de que com a ajuda de todos, a segurança voltará a reinar no Maiobão e adjacências.

Um documento foi assinado, para certificar que todas as reivindicações da população sejam postas em prática.  As polícias; Militar e Civil, alertaram para a importância de se fazer o Boletim de Ocorrência, pois é através dele, que o governo terá os índices de criminalidade na localidade. Ao chegar a esse ponto, os moradores cobraram o funcionamento da Delegacia, também a noite, pois a população tem de se deslocar para outros bairros, quando deseja fazer o B.O. 

"Todos nós estamos carecas de saber que a violência em Paço chegou ao limite. Quero saber se a Delegacia do Maiobão vai abrir ou não? Porque o 190 e o 193 não funcionam? Sobre a prefeitura quero saber se tem estudo para a criação da Guarda Municipal? Queremos respostas concretas!" relatou o advogado Eduardo Cruz. 

Com relação a comunicação com a polícia o Capitão André, deixou os telefones das viaturas; Maiobão: (98) 8815-8303/ Paranã: 8865-0523. Representantes da educação relataram o drama dos estudantes, e dos profissionais dessa área, que correm perigo, pois os traficantes estão de olho nos jovens. Os marginais estão com frequência nas proximidades. Foi citado o caso das escolas que ficam próximas ao Centro Comercial, o apelidado de Carandiru, devido o comércio de entorpecentes na localidade. 

Leonardo Bruno, relatou que esse assunto - Segurança, é recorrente na Câmara Municipal, inclusive com audiências com a presença do Major Araújo. Na última que ocorreu, o major falou que: "Uma grande ação emblemática será um trabalho social feito no Centro Comercial do Maiobão"



O certo é que, se cada um fizer a sua parte, cada poder atuar com responsabilidade, em sua área, a população sairá ganhando, pois voltará a ter paz, pois quem nunca foi assaltado, com certeza, conhece relatos de quem já foi. Iniciativas como essa, são importantes, para que se faça a democracia em Paço do Lumiar. Graça Privado-Sec.Adj de Cultura; Ana; Kátia Teixiera e demais integrantes da Associação de Moradores do Maiobão estão de parabéns, por lutarem por uma vida melhor para o nosso povo de Paço do Lumiar.




Sem comentários:

Publicar um comentário