quinta-feira, 20 de junho de 2013

VEM PRA RUA SÃO LUÍS - IMAGENS EXCLUSIVAS QUE VOCÊ NUNCA VAI VER EM TV NENHUMA. Confira o documentário dos PROTESTOS:


Manifestação no Centro de São Luís termina em depredação e tumulto

Durante a noite, pátio do Palácio dos Leões foi invadido, e sede da prefeitura depredada.
Imirante, com informações da Mirante AM
19/06/2013 às 22h10 - Atualizado em 20/06/2013 às 09h35
SÃO LUÍS - A manifestação "Vem pra rua", iniciada na tarde desta quarta-feira (19), em frente à Biblioteca Pública Benedito Leite, contou com a participação de 15 mil pessoas, segundo a organização do evento, que caminharam pelo Centro de São Luís e protestaram de forma pacífica. No período da noite, entretanto, houve momentos de tensão e confusão, com a polícia lançando bombas de gás lacrimogêneo, devido às agressões. Um pequeno grupo atirou foguetes, pedras e latinhas sobre a cavalaria da Polícia Militar, além de sujar com tinta o Palácio La Ravardière.
Foto: Douglas Júnior/O Estado.
Até às 21h, foram registrados diversos momentos de correria, em virtude dos atos de vandalismo, na Praça Dom Pedro II. Uma minoria depredou a sede da Prefeitura de São Luís. O pátio do Palácio dos Leões, sede do governo estadual, foi invadido. Ao fim, três prisões foram efetuadas. A equipe da TV Mirante foi, também, hostilizada e teve um carro apedrejado. Muitas pessoas deixaram a manifestação em razão do tumulto.
Foto: Douglas Júnior/O Estado.
A concentração da manifestação "Vem pra rua" começou por volta das 16h dessa quarta-feira (19), na Praça Deodoro, Centro de São Luís. Participaram do protesto alunos da rede estadual e municipal de ensino, universitários, movimentos sociais, além de pessoas da sociedade em geral.
Um pequeno grupo de partidário políticos chegou a estender bandeiras do partido, mas logo foram inibidos pelos manisfestantes, que gritaram "Ih, fora" e chegaram a queimar uma bandeira.
Foto: Liliane Cutrim/Imirante.
Sob gritos de "Vem pra rua", "Que país é esse", "Brasil vamos acordar, o professor vale mais do que Neymar" e cantando o hino nacional, manisfentantes tomaram conta da Praça Deodoro e depois seguiram para a Praça Maria Aragão, tomando conta da Rua Rio Branco, que ficou totalmente interdidata, obrigando os motoristas a desviarem pela Rua do Passeio. A multidão seguiu, então, para a frente da Prefeitura de São Luís.
Apesar de a manifestação ter terminado em tumulto, atos de violência não foram registrados no período da tarde. Outro protesto está programado para o próximo sábado (22) às 14h, na Praça Maria Aragão, onde são esperadas mais de 15 mil pessoas. Em Imperatriz, o movimento será realizado nesta quinta-feira (20), na Praça de Fátima.
No Maranhão, entre os principais objetivos dos movimentos estão relembrar os governantes das propostas ditas em campanha eleitoral; e reivindicar por transporte público, saúde pública, educação e segurança pública de qualidade. Em Imperatriz, umas das pautas da manifestação é a defesa da municipalização do serviço de transporte para que este seja completamente público.
Confira:


A história da máscara dos Anonymous: Guy Fawkes

Alexandre de Leon28/09/2012CURIOSIDADES4 Comentários
Guy Fawkes (também conhecido como Guido) foi um soldado inglês católico que participou da “Conspiração da Pólvora” (Gunpowder Plot), que tinha como objetivo explodir o parlamento britânico durante uma sessão, em 5 de novembro de 1605.
A intenção da conspiração liderada por Robert Catesby, era iniciar um levante católico contra a repressão do rei protestante Jaime I, matando-o junto de outros parlamentares protestantes, através da explosão que fora planejada. Guy Fawkes, que era um perito em explosivos, foi colocado para detonar os 36 barris de pólvora colocados sob o prédio do parlamento, mas por conta de uma informação vazada, Fawkes acabou sendo descoberto e preso, antes que o plano fosse posto em prática. E após o seu interrogatório e tortura, São Guy Fawkes foi executado na forca por traição e tentativa de assassinato.
Outros participantes da conspiração acabaram tendo o mesmo destino. Sua captura é celebrada até os dias atuais no dia 5 de novembro, na “Noite das Fogueiras” (Bonfire Night).
Na Graphic Novel V de Vingança, de Alan Moore, o personagem usa a famosa máscara de Guy Fawkes e, com isso, a tornou mundialmente famosa.E hoje é uma referência de revolução na cultura nerd/pop.
A relação, ou até mesmo inspiração dos Anonymous com o filme V de Vingança (V for Vendetta) é evidente. A máscara usada nos protestos do grupo Anonymous é igual, sem tirar nem por. A máscara usada por “V”, o personagem principal da trama, e as semelhanças não param por ai. Os ideais do filme são basicamente anarquistas, buscam igualdade e justiça numa sociedade que precisa ser reestruturada para que isso aconteça. V for Vendetta é um filme de suspense lançado em 2006. É uma adaptação da série de quadrinhos de mesmo nome, de Alan Moore e David Lloyd. O filme se passa em um futuro próximo. Natalie Portman estrela como Evey e Hugo Weaving interpreta “V”, um carismático defensor da liberdade que busca uma revolução.
Com roteiro de Andy Wachowski e Larry Wachowski, dirigido por James McTeigue, o filme é de uma qualidade inquestionável e não é de se admirar que tenha inspirado tantos movimentos revolucionários. O filme tem cheiro de chuva, porém deixa um rastro de fogo, de vontade de mudanças, de revolução por onde passa, e faz isso com a magnificência de um rei.
Da próxima vez que você ver aquele rosto misterioso com bigodes e um sorriso sutilmente sarcástico, lembre-se que por trás dela não existe apenas a inspiração vinda de um filme de ficção… Por trás dela há história, há ideias, há conceitos, e, sobretudo, pensamentos sobre liberdade e justiça.

Sem comentários:

Enviar um comentário