terça-feira, 14 de maio de 2013

GRUPO PASSO LIVRE realizará MESA DE DIALOGO dia 16 de maio, na Unidade Integrada Henrique de La Roque


No dia 17 de Maio o movimento LGBT em todo o mundo comemora o Dia de Combate à Homofobia, pois entre 1948 e 1990, a Organização Mundial da Saúde (OMS) classificava a homossexualidade como transtorno mental. À época, era usado o termo “homossexualismo”, cujo sufixo “ismo” significa doença. Em 17 de maio de 1990, a Assembleia Geral da OMS aprovou a retirada do código 302.0 (homossexualismo) da Classificação Internacional de Doenças, declarando que “a homossexualidade não constitui doença, nem distúrbio”. 

A partir de então o movimento LGBT tem zelado pelo uso do termo “homossexualidade” em vez de “homossexualismo”. Nesta data simbólica, organizam-se eventos em vários países para chamar atenção dos governos e da opinião pública para a situação de opressão, marginalização, discriminação e exclusão social em que vivem os grupos LGBT na maior parte dos países.


Nesse sentido o Grupo Passo Livre, ONG LGBT com sede e foro em Paço do Lumiar, ira realizará MESA DE DIALOGO com o tema: POLITICAS PÚBLICAS PARA O ENFRENTAMENTO DA HOMOFOBIA, a ser realizado no dia 16 de maio, na Unidade Integrada Henrique de La Roque (Maiobão), das 08:00hs ao 12:00 hs. 

8 comentários:

  1. QUE QUALHIRAGEM É ESSA!!!SÓ O QUE FALTAVA SERÁ QUE ESSE PESSOAL QUE TRANSFOSMAR AGORA TUDO MUNDO EM QUALHIRA TAMBÉM.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vá lá participar pra você aprender a ser homem de verdade, esse encontro també serve pra isso, onde foi que você viu que alguém é homossexual ou heterossexual por que foi obrigado? Reflita!

      Eliminar
    2. Q comentário infeliz, é uma divulgação, não sou eu quem tá falando, meu DEus, pidedade deste cidadão!

      Eliminar
  2. O que a atual administração pretende fazer por essa classe? será que ele irá ajudar como a Bia Venâncio?

    ResponderEliminar
  3. mais o ser humano tudo que ele pensa e que acha que é correto ele quer apoiar, mais para os desobedientes tem o preço. Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor. Romanos 6:23


    Levítico 18:22

    ResponderEliminar
  4. Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é; Levítico 18:22

    ResponderEliminar
  5. Nova doença mata homossexuais
    | Imprimir | Email
    1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Cassificação 0.00 (0 Votos)
    CATEGORIA SOCIEDADE PUBLICADO AOS 22 JUNHO 2012



    Boston - A comunidade científica está preocupada com a propagação de uma bactéria resistente a antibióticos e capaz de provocar pneumonia letal. Trata-se de uma nova forma de MRSA, um tipo de Staphylococcus aureus imune às drogas mais usadas. Um estudo publicado na revista "Annals of Internal Medicine", baseado em registros de hospitais das cidades de São Francisco e Boston, analisa a possibilidade de um surto entre a comunidade gay nos Estados Unidos se espalhar pelo restante da população.


    Fonte: Globo


    Conhecida como MRSA USA300, a variante da bactéria já foi identificada no Brasil. A infecção ocorre principalmente quando existem lesões na pele. Mas pesquisadores sugerem que o sexo anal, que pode causar lesões na mucosa, seria uma via mais eficiente de transmissão, o que explicaria os casos identificados entre homossexuais nos EUA.


    - A MRSA tem pelo menos 12 variantes principais. Há três anos, conseguimos justamente USA300 no nosso laboratório - conta a microbiologista Agnes Marie Sá Figueiredo, diretora do Instituto de Microbiologia da UFRJ. - Se conseguimos identificá-la sem procurar muito, certamente devem existir outros casos pelo país. Mas para saber isso com precisão, teríamos que fazer um levantamento mais amplo.


    No passado, a MRSA era comum apenas em infecções hospitalares, mas desde os anos 90 passou a ser registrada também fora dos hospitais. A bactéria é encontrada, por exemplo, na pele e na narina de algumas pessoas sem causar doença..


    Os homossexuais, devido a prática constante de sexo anal, são os mais visados desta nossa doença que tammbém pode provocar infecções graves no sangue e no coração, além de pneumonia com necrose no tecido dos pulmões. Em 2005, cerca de 19 mil pessoas morreram nos EUA por infecções causadas pela MRSA


    No bairro de Castro, em São Francisco, que tem uma das maiores comunidades gays dos EUA, um em cada 588 residentes estaria contaminado pela variação da bactéria, segundo o estudo. No restante da cidade, o índice cai para uma em 3.800 pessoas.


    - Como a bactéria se espalha de forma casual, ela pode se tornar uma ameaça à toda a população. - diz o médico Bihn Diep, do Hospital Geral de São Francisco,e um dos autores da pesquisa.


    Hospitais eram o foco inicial


    Agnes diz que os homossexuais das duas cidades americanas podem estar entre os mais afetados pelas infecções por causa de uma possível associação com a Aids. Os cientistas salientam que a MRSA USA300 é uma nova SIDA e por isso temos que conhecer mais sobre essa bactéria e como ela se dissemina - conta Agnes. - Não podemos fazer qualquer controle sem conhecermos o problema.

    ResponderEliminar
  6. olha o que vcs homossexuais fazem com suas vidas com seus atos sexuais incorretos, encontram sua própria cova, o índice de mortos no estados unidos foi considerado. então assumam que seus atos são imundo e imoral, vivam a vida mais de maneira correta.

    ResponderEliminar