quarta-feira, 24 de abril de 2013

O SANTA CLARA PODE SER DESPEJADO, SE NÃO PAGAR O TERRENO DE NOVO, DEPOIS DE MAIS DE 15 ANOS


Os moradores estão sendo obrigados a pagar de novo pelos terrenos onde moram. Porque, agora, depois de mais de 15 anos, o dono da empresa imobiliária SIMA, diz que os pagamentos feitos ao seu ex-vendedor, Raimundo Nonato Píres, não são válidos, porque ele constatou que o corretor estava roubando o dinheiro e não repassava pra empresa. "Ele é um estelionatário com vários processos". Relatou Rocha.

(Rocha Neto; Vilma Sampaio)
O ex-presidente do Moto Club (2011) e ex-candidato a vice-prefeito e não foi eleito em Matões do Norte pelo PSD na coligação Liberdade para todos, da candidata a prefeita Vilma Sampaio (PTB) - 2012;  diz que a comunidade foi avisada das práticas de Píres, mas os moradores alegam que não sabiam de nada, por isso continuou confiando, que o vendedor, ainda era autorizado pela empresa. "A quem ele comunicou sobre o afastamento de Píres?" perguntou dona Telma Maria. "Coloquei nota no jornal, na época" Disse Rocha Neto. "Nada disso." reclamou o povo em massa.

O político e empresário da família Rocha é categórico ao afirmar que os moradores que não pagaram diretamente para empresa dele, via banco, vão ter de pagar de novo, e mais caro. "Mas como que eles vão pagar de novo, se não pagaram pra empresa?". Rocha Neto está convicto de que com essa alegação vai ganhar a causa na justiça. Desafia toda a imprensa, Ministério Público e polícia. "Eu não tenho medo de morrer não meu amigo."

Marcelo Portela, diz que essa não é uma alegação que serve para os moradores do Santa Clara, pois os mesmos, pagaram de "Boa fé, para alguém que trabalhava para o senhor". Disse que se alguém tem de ser penalizado, esse alguém é o vendedor estelionatário Píres, que fazia parte da empresa de Rocha Neto.

O empresário encerra dizendo que não é ele que vai fazer filantropia pra pobre "Mas não sou eu que vai fazer filantropia meu amigo".

Acompanhe toda a confusão onde Rocha Neto humilha um morador 'carroceiro'


Sem comentários:

Publicar um comentário