terça-feira, 12 de março de 2013

Setres visita grupo de mulheres artesãs e as instalações do SINE de Paço do Lumiar


Na manhã desta segunda-feira (11), o bairro do Maiobão recebeu a visita do secretário do Trabalho e Economia Solidária, José Antônio Heluy, que, acompanhado do prefeito Josemar Sobreiro e da secretária de Desenvolvimento Social, Ivone Oliveira, participaram de um café da manhã com as artesãs da Associação de Mulheres de Paço do Lumiar. A comitiva visitou ainda, as instalações da Casa do Trabalhador e SINE de Paço do Lumiar, e o antigo Centro Comercial do Maiobão.
Durante a visita, o secretário de Trabalho conheceu as atividades desenvolvidas pelo grupo de mulheres.  A associação existe há 9 anos e oferece às mulheres do município, cursos de corte e costura e artesanato, onde são responsáveis pela  produção de bijuterias, bolsas e objetos de decoração em biscuit. Para a presidente da Associação, Rosimary Almeida, a presença dos gestores na associação mostra o interesse pela causa da economia solidária.
A Setres anunciou o início de uma grande parceria entre governo do estado e o município para fortalecer os grupos de artesãos luminenses, e a revitalização do SINE, que se encontra fechado. A previsão da Secretaria é de que nos próximos meses, aumente a oferta dos cursos de qualificação profissional para Paço do Lumiar, assim como, os serviços de emissão carteiras de trabalho eletrônicas.
O prefeito Josemar falou com entusiasmo desse apoio do Governo do Estado. “Essa parceria solucionará os problemas causados pela ociosidade dos nossos jovens, que terão a oportunidade de fazer cursos de capacitação e treinamento para o mercado de trabalho, e também, incentivará o artesãos com alternativas inovadoras de geração de trabalho, renda e inclusão social  ”, assegurou o prefeito.
Em seguida, a comitiva foi até o Centro Comercial do Maiobão, área que hoje serve de ponto de venda de drogas e  moradia para várias famílias. O prefeito conversou com alguns dos poucos comerciantes da área, que solicitaram a revitalização, em caráter emergencial do local.
Um estudo da área será desenvolvido pela Prefeitura, onde será feito o levantamento do número de famílias residentes no local, para que seja traçado um plano de reestruturação do espaço.

Sem comentários:

Enviar um comentário