domingo, 17 de fevereiro de 2013

NASCE RESIDENCIAL SILVIA CANTANHEDE EM PAÇO DO LUMIAR - 150 CASAS


Paço do Lumiar ganhou mais uma comunidade - Silvia Cantanhede. Uma luta da instituição União por Moradia. O evento foi realizado na Quadra Poliesportiva do novo residencial. Estiveram presentes o deputado Bira do Pindaré, o prefeito de Paço do Lumiar, Josemar Sobreiro, o ex-prefeito Raimundo Filho e o vereador Marcelo Portela. Além de representantes da Superintendência da Caixa Econômica Federal, dos movimentos sociais/negro. 

De acordo com Creusamar de Pinho, coordenadora da União por Moradia Popular cada, casa custou R$ 36 mil, apenas com recursos do Governo Federal – concedidos pela CAIXA. As unidades habitacionais foram construídas através do Projeto Minha Casa, Minha Vida Entidade e pelo modelo de autogestão (quando os próprios moradores ajudam nas obras). 

ex-prefeito de Paço do Lumiar, Raimundo Filho parabenizou e falou da extrema relevância da aquisição de uma casa própria. “Eu que estive desde o começo do projeto acompanhando, junto com a entidade, pra nós é um momento especial. Foi uma luta a entrega dessas 150 casa”. Relatou.

O ver.Marcelo Portela, militante nessa causa da moradia no município disse que "uma das maiores dificuldades enfrentadas hoje em Paço do Lumiar é a questão da moradia. Mais de 30 comunidades correm o risco de serem despejadas, de modo forçado. Lutaremos pra que nunca mais uma casa vehna a cair em Paço do Lumiar. O parlamentar, aproveitou a presença do ex-prefeito Raimundo para parabenizá-lo pela sua garra. 

Falou sobre o questionamento da população sobre a administração de 90 dias. "O segredo é que um político que quer trabalhar, quando chega o dinheiro, ele aplica.” Comentou sobre a homenagem. O nome dado ao residencial. "A companheira Silvia, mostrou o valor da luta. Merece ter seu nome exaltado. Todo mundo que luta pelo bem estar do povo, tem de ter seu nome exaltado. Essa luta teve frutos". Finalizou Marcelo.

O prefeito Josemar Sobreiro relembrou seus momentos difíceis, assim que chegou ao bairro  Maiobão, logo após sua construção. "Há 30 anos atrás eu fiquei apreensivo, preocupado fui sorteado com 11.000 pessoas concorrendo . Vocês tem a chave, não estavam aflito como eu". Disse que há 30 anos já tinha déficit popular no Maranhão, e que muitos falavam que o residencial não passava de um engodo, de uma mentira.

O deputado Bira do Pindaré ressaltou a importância das casas para os moradores de Paço do Lumiar e lembrou que não houve contrapartida do Governo Estadual e nem da Prefeitura Municipal (Gestão Bia Venâncio). “As casas só estão de pé graças à luta da União por Moradia Popular e do trabalho dos moradores. Foram 2 anos de espera e batalhas, comemorou o parlamentar.

“O modelo de autogestão diminui o custo das casas. Uma casa dessas no mercado comum custaria mais de R$100 mil. O governo Federal financia as casas quando concede um crédito especial para os movimentos sociais por intermédio do Minha Casa, Minha Vida Entidade”, destacou Creusamar.

Sem comentários:

Publicar um comentário