sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

O LEGISLATIVO LUMINENSE, DE 2000 PRA CÁ


De 2ooo pra cá muitas águas rolaram em Paço do Lumiar. Muita gente foi e não teve mais força política pra voltar. Salve, a ver. Orlete Mafra que está na ativa desde então. Frank Fonseca foi o mais bem votado naquele ano, obtendo 825 votos. Fato que não acontece mais hoje em dia. Isso porque o município cresceu. Evoluiu. O povo parece que está mais atento para o cenário político. Pra ser bem votado hoje em dia, tem de passar dos 1.000 votos, e não brincar em campanha. Será? Miau brincou, e foi eleito com 395 votos, deixando muitos veteranos indignados.

O fato é que muitos que não estão mais aí, mereceram estar fora. O povo não gosta de ser enganado, passado pra trás. Acabou esse tempo. Se não mostrar serviço, o povo dá o troco. Há muitos relatos da população dizendo que depois de eleito, o parlamentar 'se acha' e esnoba quem o colocou lá. Que pena desses, não sabendo que mais cedo, ou mais tarde, vai bater a porta daquele humilde eleitor de novo.

Revendo a história de Paço há 12 anos, e olhando pra mais 4 que virão por ai, observamos que muitas promessas caíram por água abaixo. Um novo ciclo se inicia. O mundo não acabou, então vamos esperar o melhor para o nosso município. Tá na boca do povo, a palavra ESPERANÇA. Vamos aguardar.

Relembre as figuras políticas que continuam, e as que sumiram do mapa, de 2000 pra cá

Eleições de 2000

Nome:FRANKVALDO CRUZ DA FONSECA
Partido:PDT
Idade:27
Quantidade de Votos:825
Nome:JOÃO BARBOSA BATISTA DE ARAUJO
Partido:PDT
Idade:49
Quantidade de Votos:683
Nome:JOSÉ ARNALDO DOS REIS SOUSA
Partido:PMDB
Idade:36
Quantidade de Votos:547
Nome:JOSÉ CARLOS COSTA PEREIRA
Partido:PSDB
Sexo:Masculino
Idade:48
Quantidade de Votos:343
Nome:JOSÉ FRANCISCO SOUZA DINIZ
Partido:PSDB
Sexo:Masculino
Idade:45
Quantidade de Votos:302
Nome:ORLETE MAFRA FURTADO
Partido:PT do B
Idade:47
Quantidade de Votos:321
2004

Surgem os Campos liderando, só perdendo a primeira posição nas eleições de 2012 para o ver.Leonardo Bruno que em sua primeira disputa obteve 1.190 votos, batendo o record no município. Nesse ano muitas figuras surgem, e ficam, outras não. Silvana do povo, não conseguiu mais voltar ao legislativo. Thiago Aroso ficou na suplência na eleição seguinte, 2008. Antônio Cachorro teve problemas com a justiça. Após o termino do mandato, Fred Campos, lança Alderico Campos na vida pública. Jorge Brito é eleito, voltando ao legislativo somente este ano de 2013. Gonzaga só perde em votação pra Fred, mas não se elege.

Resultado das eleições de 2004


2008

Jorge Maru e José Itaparandi perpetuaram-se até então, mostrando força e amadurecimento político. Júnior do Mojó acabou seu mandato de forma trágica, seguido também por Thiago Aroso que o substituiu. Dr. Wilson saiu de uma campanha tumultuada, ao que parece, com uma boa imagem, perante a população. Muitos diziam até que ele seria um melhor candidato a prefeito, em detrimento a Almeida. Fernando Muniz, enfim, foi eleito. Em seu mandato falou por poucas vezes na Câmara. Zé Gomes, por problemas em sua prestação de contas não pôde concorrer em 2012, colocando sua esposa, que não obteve êxito. Nesse período os únicos vereadores de oposição ao governo Bia Venâncio, eram: Itaparandi, Orlete e Fernando Muniz.

Resultado das eleições de 2008


2012

A Câmara quase que se renova por inteiro. O grupo de Josemar Sobreiro ganha força, e o povo fica ao seu lado. diversos partidos se unem a sua causa. Consegue eleger-se prefeito com 23.133.000 votos, e transferir popularidade a todos ao seu lado. Inclusive dando respaldo para a eleição do ver.Leonardo Bruno, a presidencia da Câmara de Vereadores de Paço do Lumiar. Dos vereadores que apoiavam a antiga gestão, apenas ficaram; Charuto, Jorge Maru e Alderico Campos, onde a relação com o grupo da prefeita foi cheia rompimentos. De agora, em diante, a história do município continuará sendo escrita. Vamos torcer pelo bem da nossa gente.

Resultado das eleições de 2012


2 comentários:

  1. Achei muito interessante sua análise sobre os vereadores que passaram pela Câmara de Vereadores, mas gostaria de colaborar com sua permissão com algumas informações que foram ocultadas ou talvez esquecidas.
    A vereadora Orlete iniciou a sua carreira politica pelo PTdoB do senhor Lourival Mendes que hoje é deputado federal, a quem lhe devia diversos favores, inclusive de ter conseguido coloca-la numa coligação para que obtivesse seu primeiro mandato de vereadora de nosso município, o seu partido estava na coligação de Mábenes mas fez uma negociação com a participação do próprio Lourival na casa da senhora Bia Venâncio em 2000 para que ela tivesse ¨ condições ¨ para ser vencedora em troca daria apoio na Câmara caso seu candidato fosse vitorioso (Bia não candidatou-se e laçou Gigi como substituto), pois teve seu registro de candidatura cassado, cometendo assim seu primeiro ato de traição. Após as eleições, foi para os braços de Mábenes e elegendo Frank Fonseca como presidente da Câmara de Vereadores. Após um período de boa convivência, ela começa a ficar insatisfeita com o prefeito e dá um golpe de mestre: pediu que incluísse seu nome na chapa de Frank que estaria disputando a releição para a eleição da Mesa Diretora e vota em Zé Gomes (candidato da oposição), que saiu vitorioso. A partir daí começou o inferno astral dos Fonsecas, que não tiveram paz alguma alguma para governar, pois os vereadores recebiam todas as orientações do senhor Gilberto Aroso que depois de um certo tempo assumiu o comando da cidade. A trajetória dela contem alguns fatos inusitados, como por exemplo, em 2004 mesmo apoiando Gilberto teve encontro nas caladas da noite com Josemar. E em 2008 também apoiando Carmem Aroso, apoiou por debaixo dos panos Bia Venâncio, tanto é verdade que logo assim que Bia assumiu, alias, antes que tomasse posse do cargo já estava de mãos dadas com a senhora Bia Venâncio. Quem sabe agora ela possa se regenerar, pois ao que me parece apoio do inicio ao fim Josemar, não sabemos ate quando, ou talvez, enquanto seus interesse estiverem sendo atendidos. Quando afirma sobre Charuto, Jorge Maru e Alderico, realmente houveram alguns altos e baixos, mas Charuto sempre foi fiel a Bia e nunca tentou extorqui-la, diferente dos dois últimos, mas que sempre estiveram a sombra do governo porque não sabem e nunca foram oposição. Resta saber se Josemar no futuro, quando Alderico estiver com suas articulações não chamá-lo para uma conversa ao pé de ouvido. Aí seria o fim da picada, e uma traição ao seu discurso de que combateria aqueles que contribuíram com a corrupção em nossa cidade.

    ResponderEliminar
  2. Contribuição aceita. Não ocultei, nem esqueci. Apenas não vivi politicamente essa época. Fiz uma pesquisa até pra entender um pouco o cenário de Paço. Grato

    ResponderEliminar