sábado, 3 de novembro de 2012

ENEM 2012. MANUAL DE SOBREVIVÊNCIA na MIRA

Para ver MAIOR click na foto.


Confira a coluna ESTADO MAIOR do jornal O ESTADO DO MARANHÃO


Transição delicada


Não será tão complicado como alguns estão imaginando o trabalho de transição na Prefeitura de São Luís. A dificuldade está no fato de o prefeito João Castelo (PSDB) não haver nomeado uma comissão especial para se entender diretamente, de igual para igual, com a comissão formada pelo prefeito eleito Edivaldo Júnior (PTC) para obter informações que lhe deem uma ideia geral de como estão a administração e as finanças do Município. Num gesto demonstrativo de que queria uma transição de alto nível, o prefeito eleito nomeou uma comissão presidida por ninguém menos que o vice-prefeito eleito Roberto Rocha (PSB). O prefeito João Castelo, no entanto, não colocou a transição no mesmo patamar e, sem nomear comissão, optou por orientar seus secretários a liberarem as informações que forem solicitadas pelos representantes da futura administração. Uma fonte ligada ao prefeito eleito disse à coluna que a maior preocupação de Edivaldo Júnior é com empréstimos e recursos federais liberados recentemente para a Prefeitura de São Luís, para financiar obras de grande porte, como o recapeamento asfáltico da cidade, prolongamento da Avenida Litorânea e o VLT. Principalmente depois que o prefeito João Castelo avisou que tocará essas obras, em ritmo acelerado, até o último dia da sua gestão. João Castelo tem dito que acha normal a transição, mas não admitirá qualquer gesto que possa caracterizar tentativa de interferência na sua gestão, avisando que será prefeito em toda a sua plenitude até o dia 31 de dezembro. Por seu turno, Edivaldo Júnior também deixou claro que não pretende ir além do acesso a informações, que para ele são da maior importância para balizar os seus primeiros tempos no comando da Prefeitura. Vale aguardar o desfecho dessa transição.

De volta


Já em Brasília ontem, por volta das 18h, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) demonstrava disposição para voltar ao trabalho o mais rapidamente possível. Previu seu retornou à rotina ministerial para terça ou quarta-feira. O que deve acontecer também no campo político, agora com mais intensidade, com foco em 2014.

Vapt, vupt


Tão logo teve confirmada sua alta, o ministro Edison Lobão não perdeu tempo. Organizou seus pertences, deixou o Hospital Albert Einstein por volta das 10h, seguiu direto para o aeroporto onde embarcou para Brasília por volta das 11h. Feliz da vida, chegou em casa no início da tarde.

Contatos


O presidente do Senado, José Sarney (PMDB), foi ao Hospital Albert Einstein acompanhar a alta do ministro Edison Lobão. Durante todo o período de internação do ministro, Sarney manteve contatos diários com os médicos que o atenderam. Ontem, fez questão de abraçar o amigo, colega de partido e parceiro político.

Que rumo?


Há no meio cultural forte expectativa em relação à política do prefeito eleito Edivaldo Júnior para a área. Durante a campanha, adversários dele o acusaram de, por ser evangélico, não gostar de festejos juninos nem de carnaval, o que ele negou com veemência. Para alguns, a escolha do presidente da Fundação Cultural do Município vai indicar a linha de ação. Tchan, tchaaaaan.

Ninho I


Não é das melhores a relação do prefeito João Castelo com o PSDB. Nos bastidores do partido, há até quem diga que a decisão de se aposentar da política tem a ver também com o desgaste de Castelo com a cúpula nacional do partido. O presidente estadual do PSDB, deputado federal Carlos Brandão, trabalha para colocar panos quentes e manter Castelo no partido.

Ninho II


A avaliação dos tucanos é simples: sem João Castelo, o PSDB maranhense ficará sem uma referência estadual de peso. Nesse caso, o epicentro do partido passará a ser Imperatriz, já que o tucano com maior poder de fogo passará a ser o prefeito Sebastião Madeira. O problema é que, mesmo tucano de carteirinha e com bom trânsito na cúpula, também não anda muito satisfeito.

Joguinho


A turma inconformada do PT resolveu criar um factoide pós-campanha para tentar barganhar espaço na administração de Edivaldo Júnior. O vice-presidente Augusto Lobato, minoria no partido, resolveu simplesmente pedir que a Executiva decida romper a aliança com o PMDB. Mas, na prática, Lobato quer mesmo é autorização para tentar espaço no futuro governo municipal.

Um grupo


Grupo formado por Isaias Pereirinha (PSL), Astro de Ogum (PMN) e Chico Carvalho (PSL) acredita poder mobilizar 22 vereadores. Mas só vai definir o candidato que disputará a presidência da Casa às vésperas da posse do novo parlamento municipal. Agora no comando interino da Câmara, Astro passa a ser o operador do grupo até a volta de Pereirinha.

Outro grupo


Outro grupo vem se formando em torno da vereadora Rose Sales (PCdoB), que tem o apoio de boa parte dos aliados do prefeito eleito Edivaldo Júnior. O problema é que, nesse grupo, há outros dois candidatos se articulando pela presidência da Câmara. Ivaldo Rodrigues (PDT) conta com a força do acordo que levou o PDT a apoiar Edivaldo Júnior; Edmilson Jansen aposta no fato de pertencer ao partido do prefeito.

Vai?


Com a posse do deputado federal Pedro Fernandes na Secretaria Estadual de Educação, terça-feira, João Bernardo Bringel se dedicará exclusivamente à pasta do Planejamento. Nos bastidores do governo, no entanto, circulam rumores de que ele pretende deixar o cargo e retornar a Brasília, por motivos pessoais. A governadora Roseana Sarney nada sinalizou nesse sentido.

E MAIS


O ministro Gastão Vieira (Turismo) fez questão de participar, quarta-feira, da homenagem prestada pelo Governo do Estado ao ex-deputado federal Luciano Moreira.

Para lembrar: a homenagem foi dar ao novo prédio da Secretaria Estadual de Fazenda nome do ex-parlamentar, por decisão da governadora Roseana Sarney.

O prefeito de São José de Ribamar, Gil Cutrim (PMDB), já é, de longe, o franco-favorito para presidente da Federação das Associações de Municípios - Famem.

O deputado federal Pedro Fernandes está empolgado com o desafio que será comandar a Secretaria Estadual de Educação a partir de terça-feira.

A vida política do Maranhão e do país voltará à normalidade plena depois do feriadão

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

ENEM 2012. CRITICAR o GOVERNO é falta de CRIATIVIDADE e não foge do SENSO COMUM. Diz Prof. ROSANE REIS, RJ, sobre a redação


"Na redação do Enem esqueça o governo. O Enem pede pra você apresentar uma proposta de AÇÃO SOCIAL. Ele não pede pra você apresentar uma proposta de AÇÃO GOVERNAMENTAL, pede? se ela é social, ela parte da sociedade civil".  Rosane Reis


                          (Prof. Rosane Reis)

De forma bem humorada e bastante incisiva e segura, a professora carioca afirma que ter essa atitude na redação do Enem leva a pontuação mínima. Durante a aula depois de muitos questionamentos dos alunos ela resume: "Na redação do Enem, ESQUEÇA O GOVERNO". Os alunos discutem que é muito difícil ter qualquer atitude sem citar o governo. 

NEM TODOS OS PROBLEMAS SE RESOLVEM SÓ COM O DINHEIRO.




A professora explica que a solução para os problemas nem sempre é somente dinheiro. Em algumas situações a autovalorização é o que realmente conta. Citou o exemplo dos profissionais da saúde, onde os técnicos de enfermagem estão fazendo o trabalho dos enfermeiros, devido o custo mais baixo para os hospitais. "Se eu fosse contratada por um hospital, e o dono mandasse eu aplicar uma injeção delicada eu falaria que isso não era o meu papel, que existia um profissional para isso. Caso ele (dono) não gostasse eu mudaria. O profissional tem de se valorizar. Os anestesistas fazem isso, você tem de pagar na hora, eles não são reféns dos planos de saúde. Eles se uniram e se fortificaram. Eu mesma pedi exoneração do estado, porque ganhava muito pouco, e teria de trabalhar muito longe. Me valorizo, mas para que isso aconteça. Estudo, me preparo. Você só tem valor, quando se dá valor". Comentou a Rosane.



TENHA ATITUDE. FAÇA ACONTECER!



Na verdade o que ela quer dizer é pra você ter uma atitude PROTAGONISTA, e não de COADJUVANTE. Ou seja, apenas esperar que as outras pessoas tomem alguma atitude. Por a culpa no governo e cobrar dele soluções, apenas, não mostra o quão criativo você é. Que tal parar por um instante e pensar numa solução para um problema social? Além de uma avaliação, o Enem tem um caráter social muito grande, e sempre respeitando os Direitos Humanos. Ele quer que o aluno não apenas estude, mas seja um ser humano melhor. Consciente dos seus direitos e deveres, e tenha amor ao próximo e ao planeta.

Na redação não cabe: O fulano DEVERIA fazer isso. Alguém DEVERIA olhar mais pelos pobres. Esse alguém, é você. Quem deve dizer como, e qual  solução o problema deverá ter, é você. é uma ideia sua. Os temas sempre são problemas a serem resolvidos.


Caroneiros.com, exemplo de ação social, para facilitar o trânsito


Analise essa grande ideia de ação social, mediante o grande problema do excesso de carros nas grandes metrópoles, um empresário teve a ideia de criar um site, onde as pessoas poderiam deixar seus carros em casa, ou mesmo quem não tem, ir com uma pessoa de mesmo destino. Começou na faculdade e hoje já tem vários adeptos, e segue algumas importantes medidas de segurança. É o  site: CARONEIROS.COM. Este foi o exemplo de ação social dado pela professora.  Existem outros sites com a mesma finalidade.

Veja como funciona o site


Quanto mais suas soluções forem reais, e pensadas de forma lógica e aplicável, mais chances você tem de ter exito na prova. A redação é um teste de visão prática da realidade, resume o professor Mário Lúcio Pinto Cortez.“Eu não posso escrever uma intervenção, tipo: o governo tem que tomar providências. Eu preciso saber quais as providências. A população tem que se mobilizar. Eu preciso saber como que ela tem que se mobilizar”, diz o professor. 

A professora Rosane Reis resume:

Não é que você não possa falar do governo. Não me entenda mal. é que eu conheço a correção. E eles pedem lá que você seja crítico e criativo. Que  diga algo fora do SENSO COMUM! E se você disser numa redação sobre a saúde, que o governo precisa investir verba nos hospitais. Diga-me querido, qual é a novidade que você está dizendo? Nem uma. 

Se você cair na questão do governo, eu posso apostar com você, que você não vai dizer nem uma novidade. Vai? Tudo que você disser que esteja incluindo o governo, você não estará sendo criativo. Não estará fugindo do senso comum. Porque todo mundo sabe o que o governo tem que fazer e não faz. Ai você vai dizer que o governo tem que acabar com a corrupção. 

Qual é a novidade que você está dizendo? Que o dinheiro da corrupção serviria para melhorar a condição da saúde dos hospitais, das escolas, da educação, da segurança...etc...etc...(palmas) Parabéns! Faça uma plataforma e vá se candidatar. Como redação não vai servir. Porque todo mundo sabe o que o governo tem que fazer. Onde que ele tem que investir. O que ele tem que proibir. Então isso não é fugir do senso comum, é?”.

Links úteis. Click e veja

Vídeo completo da prof. Rosane Reis
Entrevista de ROSANE REIS na FOLHA DIRIGIDA
DECLARAÇÃO UNIVERSAL DOS DIREITOS HUMANOS
Artigo 5º da Constituição Federal

PARA SABER MAIS

A origem da AÇÃO SOCIAL


Na sociologiaação social refere-se a qualquer ação que leva em conta ações ou reações de outros indivíduos e é modificada baseando-se nesses eventos.

O termo "ação social" foi introduzido por Max Weber, em sua obra Ensaios de Sociologia - Obra transcrita de seu discurso em um congresso na Universidade de Heidelberg. É um termo mais abrangente que o fenômeno social de Florian Znaniecki, posto que o indivíduo executando ações sociais não é passivo, mas (potencialmente) ativo e reativo.
Max Weber diferenciou alguns tipos de ações sociais:
  • Ações racionais: ações tomadas com base nos valores do indivíduo, mas sem pensar nas consequências e muitas vezes sem considerar se os meios escolhidos são apropriados para atingi-lo.
  • Ações instrumentais (também conhecidas como ação por fins, do alemão zweckrational)): ações planejadas e tomadas após avaliado o fim em relação a outros fins, e após a consideração de vários meios (e consequências) para atingi-los. Um exemplo seria a maioria das transações econômicas.
  • Ações afetivas: ações tomadas devido às emoções do indivíduo, para expressar sentimentos pessoais. Como exemplos, comemorar após a vitória, chorar em um funeral, seriam ações emocionais.
  • Ações tradicionais : ações baseadas na tradição enraizada. Um exemplo seria relaxar nos domingos e colocar roupas mais leves. Algumas ações tradicionais podem se tornar um artefato cultural.
Na hierarquia sociológica, a ação social é mais avançada que o comportamento, ação e comportamento social, e é em sequência seguida por contatos sociais mais avançados, interação social e relação social.

Outras dicas de redação para o Enem:


NÃO FAÇA períodos muito longos, prefira sempre frases simples, pois elas dão clareza ao texto
NÃO CRIE estruturas sintáticas incompletas
NÃO USE marcas de oralidade, como gírias, por exemplo
NÃO RECORRA a clichês quando fizer sua proposta
NÃO USE um mesmo argumento repetidas vezes
DEIXE DE LADO expressões como "eu acho"
JAMAIS desrespeite os direitos humanos
FAÇA UM ROTEIRO sobre o tema. Ajuda a ter foco na hora de criar a proposta
PREFIRA um vocabulário simples a palavras rebuscadas
USE sinônimos para não repetir palavras
USE a norma culta. Uma das cinco competências da redação avalia o rigor gramatical
SEJA coerente no texto com a proposta que defenderá

II MAIOBÃO OPEN JIU JITSU. DIA 18. Ginásio do CEFRAN


ENEM 2012 DICAS do MINISTRO da EDUCAÇÃO no JORNAL


As provas já fora distribuídas. Não esqueça, as provas começarão às 13 horas impreterivelmente no horário de Brasília. 

ENEM 2012. NOVIDADE! Um 3° PROFESSOR corrigirá sua REDAÇÃO caso a diferença seja de 200 pontos ou MAIS.

VEJA A MATÉRIA NO JORNAL NACIONAL.

O FIM DO MARANHÃO ESTÁ CHEGANDO! Do Maranhão POBRE, é claro! Afinal: São R$ 3 BILHÕES pro POVO?



O deputado Roberto Costa (PMDB)  detalhou hoje como será usado o empréstimo  de R$ 3 bilhões que o Governo do Maranhão está pedindo ao BNDES para o combate à pobreza no Maranhão.
Costa foi um dos principai articuladores da aprovação do projeto na Assembleia.
 - O governo tem pressa em combater a pobreza em nosso estado e para isso lançará um programa completo, que também irá preparar o estado para receber grandes investimentos da iniciativa privada - afirmou o parlamentar
Munido da carta-consulta, espécie de projeto que foi enviado à instituição financeira, Roberto Costa detalhou os gastos e afirmou que um dos principais objetivos do programa é o de combater a pobreza e preparar estruturalmente o estado para receber investimentos.
Segundo o parlamentar,  o projeto está conforme a Lei manda. Ele explicou que até o próximo gestor terá direito ao usufruto do recurso.
- Os recursos serão repassados a partir de 2013, de forma gradual, durante os anos de 2013, 2014, 2015 e 2016. Além disso, o projeto é legal, pois uma instituição séria como o BNDES não aprovaria um projeto com falhas, colocando em risco a credibilidade da governadora Roseana e da presidenta Dilma - concluiu.

Jovem em tratamento contra o câncer fará o Enem no hospital



Adolescente estuda em casa com a ajuda de amigos em Careaçu (MG).
Ele vai fazer o exame no Centro Boldrini, em Campinas (SP).

Um adolescente de Careaçu (MG) que faz tratamento contra o câncer vai fazer o exame do Enem neste final de semana dentro do hospital onde está internado. Rubens de Cássio Reis Marques, de 15 anos, combate um tumor na costela há 10 meses, mas mesmo assim não desiste daquela que pode ser a porta de entrada para uma universidade.
Rubens é aluno do 1º ano do Ensino Médio e vai participar do Enem apenas para conhecer o teste. Segundo o Centro Infantil Boldrini de Campinas (SP), hospital onde Rubens faz tratamento, será montada uma sala especial para que o jovem faça a prova de forma confortável. Um fiscal do Enem vai acompanhá-lo durante o exame. Rubens é o único que vai realizar o Enem no hospital. “Com determinação a gente consegue fazer o que quiser”, acredita Rubens
O jovem já não frequenta mais as aulas na escola, mas com a ajuda de professores e amigos, Rubens se atualiza e aprende as tarefas em casa. Segundo a direção da escola, o conteúdo dado em sala de aula, provas e trabalhos são encaminhados para o adolescente que faz tudo em casa.
Paciente de câncer terá que fazer o Enem no hospital. (Foto: Reprodução EPTV / Devanir Gino)Paciente de câncer terá que fazer o Enem no hospital. (Foto: Reprodução EPTV / Devanir Gino)
“Eu estudo bastante e procuro ficar bem informado, já que é uma prova que exige bastante conhecimento”, diz o jovem.
Rubens que gostava de passear, andar em lugares públicos, e principalmente frequentar o ambiente escolar com os amigos, agora tem se dedicado mais a rever as matérias para o Enem.
“Acredito que é uma porta de entrada para uma universidade então tem que fazer com dedicação. É a vida da gente que está em jogo”, afirma Rubens.
As provas do Enem acontecem neste sábado (3) e domingo (4). Mais de 5,7 milhões de estudantes em todo o país devem participar do exame.

Governo vai gastar R$ 46 por aluno no Enem 2012, diz Mercadante



Ao todo, governo federal vai gastar mais de R$ 266 milhões com as provas.
Provas serão realizadas neste sábado (3) e domingo (4), às 13h de Brasília.

Iara Lemos
Do G1, em Brasília
11 comentários
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em coletiva de imprensa nesta sexta (2) (Foto: Iara Lemos/G1)
O ministro da Educação, Aloizio Mercadante, em
coletiva de imprensa nesta sexta (2)
(Foto: Iara Lemos/G1)
A aplicação de cada uma das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que ocorre neste final de semana em todo o Brasil, vai custar R$ 46 por candidato, segundo informou nesta sexta-feira (2) o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Ao todo, o Enem deste ano teve 5.791.287 inscritos. O custo total do governo para a aplicação das provas será de R$ 266.399.202,00.
As provas serão realizadas neste sábado (3) e domingo (4), às 13h (no horário de Brasília). O G1 terá uma cobertura especial do Enem em todo o país. Após as provas, professores comentarão as questões em um programa ao vivo. Haverá ainda correção online das provas.
“Não é possível imaginar um custo que não fosse este”, disse o ministro, em entrevista na manhã desta sexta-feira, em Brasília.
O valor aplicado pelo governo nas provas deste ano é superior ao que foi investido em 2011. No ano passado, o Enem custou R$ 238,5 milhões para ser produzido.
Serviço Enem para candidatos (Foto: Editoria de Arte/G1)
Segundo o ministro da Educação, o valor extra aplicado no exame, com relação ao ano passado, foi utilizado para garantir melhores mecanismos contra fraude e um sistema mais justo de correção. O número de inscritos que ficam isentos de pagamento da taxa de inscrição também foi levado em considerado pelo ministro como um dos aspectos que aumentou o custo da aplicação do programa.
“É um custo muito pequeno pela oportunidade que estamos dando para os brasileiros. [...] É muito importante o Enem e a política de cotas para reduzir verdadeiramente a desigualdade social”, afirmou o ministro.
Em entrevista coletiva, Mercadante apresentou números relativos aos candidatos e à logística do processo. Segundo ele, a equipe está trabalhando em um "cenário de total tranquilidade, de muita serenidade".
Questionado sobre possíveis falhas na edição atual, o ministro afirmou que não espera uma repetição dos problemas que aconteceram nos três anos anteriores. "Temos bastante segurança de que esses episódios não vão acontecer", disse Mercadante. "As experiências anteriores foram muito importantes para a gente chegar onde estamos."
As provas impressas estão guardadas em mais de 48 mil malotes que estão sendo distribuídos por 2.200 veículos em 9.788 rotas em todo o Brasil. Segundo o o ministro, 35% dessas cidades estão na Região Nordeste e 29% na Região Sudeste. "O Enem hoje é o segundo maior exame do planeta", afirmou Mercadante.
Raio-X: o Enem 2012 em número (Foto: Editoria de Arte/G1)
Segundo ele, mais de 90% das vagas nas universidade em 2013 serão selecionados usando o Enem 2012 como critério. "Neste ano de 2013, 12,5% das vagas de todas as universidades federais serão para alunos de escola pública", afirmou o ministro, referindo-se à nova lei de cotas aprovada pelo Congresso Nacional e sancionada pela presidente Dilma Rousseff no segundo semestre.
Neste ano, 5,7 milhões de pessoas se inscreveram para fazer o exame, que tem início às 13h (horário de Brasília). "Não esqueçam o documento com foto", recomendou o ministro. Ele sugere ainda que os candidatos aproveitem a véspera da prova para conhecer o trajeto de casa até o local de provas. "Percorram o caminho antes de fazer a prova. Hoje é feriado, evite imprevistos. Saiam com antecedência de casa e verifiquem o trajeto."
Perfil dos candidatos
O ministro também apresentou dados sobre as características das pessoas inscritas para fazer a prova neste domingo. Dos 5.791.287 inscritos, 134.260 são têm idade inferior a 16 anos. Outros 838.230 são maiores de 30 anos e 1.780.378 têm idade de 21 a 30 anos. "Ou seja, 45% [dos candidatos] têm mais de 21 anos."

As mulheres representam a maioria de inscrições (59%), e 54% dos candidatos se autodeclararam pretos, pardos e indígena, o que, de acordo com Mercadante, equivale à participação dessas populações, que é de 52%, segundo o Censo do IBGE.
Muitos candidatos terão atendimento específico ou diferenciado, de acordo com a solicitação feita no ato de inscrição. O atendimento inclui horário especial para a realização da prova, no caso de estudantes que guardam o sábado, e poderão fazer a prova do dia 3 após o por-do-sol.
Segundo Mercadante, nove candidatos estão em situação de classe hospitalar e, por isso, farão a prova no hospital. Ele afirmou ainda que 966 gestantes terão atendimento especial durante a prova e mais de 1.700 mulheres lactantes, com bebês ainda em fase de amamentação, poderão levar o filho e um adulto acompanhante ao local de provas. Os dois ficarão em uma sala reservada e as mães poderão sair da sala para amamentar seus filhos.
Além disso, o MEC vai oferecer diversos equipamentos e funcionários para atender a deficientes, como provas em braile, intérprete de libras e salas com acesso a deficientes físicos.
"O Enem hoje é o segundo maior exame do planeta. Portanto, não é uma tarefa qualquer", disse o ministro. "Eu fiz meu vestibular em 1972 e me sinto como se estivesse fazendo de novo, aquela mesma expectativa. É muito bonito a gente ver informações do tipo 'pai e filho estudam juntos para o Enem'. O Enem representa hoje a esperança de milhões de brasileiros e brasileiras."
Os resultados
Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados no site http://www.inep.gov.br/enem no dia 7 de novembro. Os candidatos poderão acessar os resultados individuais do Enem 2012 a partir de 28 de dezembro, mediante inserção do número de inscrição e senha ou CPF e senha no endereço eletrônico http://sistemasenem2.inep.gov.br.

ENEM 2012. MANICURE de 47 anos estuda 2 HORAS por DIA pra MUDAR de VIDA


Francisca Cruz estuda até duas horas por dia e sonha ser assistente social.

Quero deixar de ser o que sou para ser o que quero’, diz manicure.

De olho em uma vida melhor, a manicure Francisca Nirce Cruz, de 47 anos, avó de duas crianças, vai prestar as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste final de semana, em Brasília, 32 anos depois de ter abandonado os estudos. Ela sonha em se tornar assistente social.


Francisca Cruz, com a cartilha do Enem na mão, acompanhada da colega de turma Tereza Viana (Foto: Felipe Néri/ G1)

"Com o Enem, tenho a chance de conseguir algo melhor para ser algo melhor. Quero deixar de ser o que sou para ser o que quero. Pretendo trabalhar com pessoas carentes, acho que tenho o dom para isso”, afirmou.
Divorciada, mãe de quatro filhos e com dois netos, ela acredita que o Enem seja a chance para conseguir entrar numa faculdade e poder melhorar de vida. Na hora do estudo, ela recorre aos filhos universitários nas disciplinas em que tem alguma dificuldade, como matemática e física. O mais velho, de 29 anos, é estudante de economia na Universidade de Brasília (UnB) e já concluiu a graduação em pedagogia na mesma instituição. Outra filha, de 27 anos, faz nutrição, também na UnB. 

“São os meus filhos que me incentivam e tiram as minhas dúvidas quando eu preciso.” Apesar de estar fazendo o exame pela primeira vez, Francisca diz que espera um bom resultado. “Sei que tem gente que se prepara há mais tempo que eu, mas estou confiante. O Enem pode ser uma mudança muito grande. Estou ansiosa, apreensiva. Nervosa, não”, declarou.

Francisca faz parte de um contingente de 473 mil candidatos – 8% dos 5,7 milhões de inscritos para fazer as provas neste sábado (3) e domingo (4) – que retomaram os estudos por meio do programa de educação de jovens e adultos. O programa é destinado a pessoas com mais de 15 anos de idade que não tiveram acesso ou não concluíram os estudos no ensino ensino fundamental ou médio.

ENEM 2012 como controlar o NERVOSISMO na hora da PROVA


O psicologo fala sobre os perigos de ficar nervoso demais na hora da prova. Muitos alunos ficam muito tensos e ficam com medo de esquecer tudo na hora da prova. Ele alerta que caso, esse nervosismo atrapalhe seu rendimento é hora de procurar um tratamento. Relaxar é a melhor forma de administrar a tensão, alongar antes de fazer a prova. E diz que estudar exaustivamente antes da prova não ajuda muito.

ENEM 2012. LEITURA é o segredo para a REDAÇÃO nota 1.000


A prova é muito próxima do cotidiano e adaptada à realidade do nosso paísA redação é o momento que mais gera expectativa entre os participantes do Enem. A nota representa 50% do resultado total do exame.

 Mas as principais dicas para a redação, na opinião de quem já fez o exame, continuam as mesmas de anos anteriores. “A redação é o principal ponto do exame e precisa ser bem escrita, sem rebuscamento, mas bem estruturada e argumentativa”, indicou João Pedro de Souza Pena Barbosa, que conseguiu vaga no curso de direito de duas instituições federais – Universidade Federal de Goiás (UFG) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU) – com a nota que conquistou no Enem do ano passado. João Pedro conta que fazia duas redações por dia, além dos textos já exigidos pelos professores do 3º ano.
O estudante, que por processo de transferência hoje cursa direito na Universidade de São Paulo (USP), afirma que conseguiu os resultados que esperava com o Enem. João Pedro ainda complementa as dicas para quem vai fazer a prova pela primeira vez: “Leitura é essencial e o ponto-chave do Enem, que não exige tantas questões com fórmulas, como nos vestibulares que tem surpresas e pegadinhas. O Enem é mais justo e mais interessante, mas [o aluno] precisa ter leitura, estar antenado em jornais e buscar técnicas de leitura dinâmica”.
O professor de redação, literatura e língua portuguesa do Colégio Militar de Brasília Leandro Batista da Silva faz coro às dicas de quem já prestou o exame e reforça que os candidatos devem estar atualizados e acompanhar as notícias divulgadas em jornais e revistas. “É uma prova que visa a perceber como o aluno interage com o mundo que o rodeia e como ele lida com as questões desse mundo”, acrescentando que é preciso atenção às competências exigidas: articulação de ideias, coesão e coerência, gramaticalidade, progressão temática e argumentação.
Para ele, o tempo extra no segundo dia de prova (uma hora e meia a mais) é suficiente para que os candidatos produzam um bom texto.
“O que é mais válido é que o aluno tenha atenção durante a escrita da sua redação. Geralmente a redação [do Enem] está vinculada aos textos motivadores de toda a prova. Então todos os textos que o aluno for lendo ao longo da prova já vão servir de embasamento”, destacou, citando o exame do ano passado, quando o tema proposto era o universo das redes sociais e a internet.
O professor alerta, entretanto, que “os alunos não podem reproduzir os trechos dos textos motivadores”.
Para os participantes que consideram a redação como o “bicho-papão” do exame, a dica do professor é seguir o modelo clássico do padrão dissertativo-argumentativo. “O aluno deve apresentar a tese no primeiro parágrafo, citar três argumentos e, nos três parágrafos seguintes, desenvolver esses argumentos, ampliando as informações e fazer a conclusão apresentando sua proposta de intervenção.”
A sugestão do especialista para os mais inseguros é começar a prova pelas questões objetivas e, só depois, redigir um rascunho da redação. Em seguida, deve marcar o cartão de respostas da parte objetiva e só então passar a redação a limpo. “O aluno precisa ter cuidado com pontuação, concordância e regência e isso ele só consegue fazendo uma releitura do texto”, destacou.

ESTADO MAIOR - 02/11/2012


Reunião de boas-vindas


A exemplo do que faz desde que comandou o Governo do Estado pela primeira vez, em meados dos anos 90, a governadora Roseana Sarney (PMDB) vai dar as boas-vindas aos prefeitos eleitos com uma grande reunião em São Luís, nos dias 22 e 23 deste mês. Será um encontro de trabalho, no qual todas as áreas do Poder Executivo estadual participarão mostrando como estabelecer uma relação produtiva com Governo do Estado. A reunião terá duas etapas. A primeira será para as boas-vindas, quando a governadora cumprimentará os futuros gestores pela eleição deles. Ela lhes dirá que o seu governo está aberto a parcerias e de que interessa ao Palácio dos Leões manter um bom relacionamento institucional com os futuros prefeitos, independente da posição política e da cor partidária de cada um. Roseana fez o primeiro aceno aos prefeitos eleitos nesse sentido no dia do 2º turno da eleição para a Prefeitura de São Luís. Naquele dia, após votar, disse a jornalistas que seu governo está aberto a uma relação institucional produtiva com a futura gestão de São Luís, independente de quem fosse o prefeito eleito. Reafirmou sua disposição quando saudou Edivaldo Júnior por sua eleição. O prefeito eleito de São Luís respondeu com um gesto mais largo ainda, afirmando que, passada a eleição, era hora de desmontar o palanque, dizendo-se também aberto a parcerias Estado-Município. Durante a reunião de trabalho, os prefeitos ouvirão explanações sobre gestão pública, administração orçamentária, relacionamento institucional Estado-Município, Lei de Responsabilidade Fiscal e probidade administrativa. Além disso, terão informações sobre os projetos do governo nas áreas de saúde, educação, segurança pública, cidades, entre outras. A reunião da governadora e equipe de governo com prefeitos eleitos acontecerá no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana.

Luis Fernando


Muita gente questiona o fato de até agora o chefe da Casa Civil, Luis Fernando Silva, apontado como um dos nomes para a disputa de 2014, ainda não tenha definido partido. Mas, pelas regras eleitorais, ele tem até setembro de 2013 para tomar esta decisão. É que a regra vale para os políticos que não estão no exercício de nenhum mandato eletivo.

Outro rumo


A mesma regra que garante prazo a Luis Fernando deve ser usada também por José Reinaldo Tavares. O ex-governador ainda está filiado ao PSB, mas não engoliu a humilhação de ter sido "suspenso" pelo chefe maior do partido, o governador pernambucano Eduardo Campos, que apóia o presidente da legenda em São Luís, Roberto Rocha. Tavares deve aproveitar o prazo da troca de partido para decidir que caminho seguir.

Respeito


A atuação do deputado Roberto Costa na discussão pela aprovação do empréstimo de R$ 3,8 bilhões do BNDEs fortaleceu sua posição na bancada governista. Os próprios líderes da bancada - César Pires (DEM), Carlos Alberto Milhomem (PSD) e Magno Bacelar (PV) - elogiaram o parlamentar no debate com a oposição. A governadora Roseana Sarney ligou para cumprimentá-lo.

Desconfiança


O vereador Astro de Ogum (PMN) disse não acreditar na declaração de Edivaldo Holanda Júnior (PTC) de que não irá interferir na eleição da Mesa Diretora da Casa. Afirmou que o posicionamento de Holanda é de difícil sustentação e que esse tipo de interferência fere as prerrogativas dos parlamentares. - Essa interferência é muito ruim para os vereadores. Nós devemos fiscalizar o Executivo e não nos permitir esse jogo - afirmou.

Articulação?


Apesar de ter assumido interinamente a presidência da Câmara Municipal, Astro de Ogum nega articulação para manter-se em definitivo no comando da Casa. Garante que está à frente do Legislativo por força de uma licença médica de Pereirinha (PSL), e não por manobra para o fortalecimento de seu nome. - Há essa especulação na Casa, mas que não se sustenta - disse.

Câmara


A disputa pela presidência da Câmara Municipal deve reunir, de um lado, o grupo dos chamados decanos, liderados pelo atual presidente, Isaias Pereirinha (PSL), em torno de Astro de Ogum (PMN). Do outro, a chamada turma que chega, alinhada ao prefeito eleito Edivaldo Júnior (PTC), que tem no grupo os pré-candidatos Rose Sales (PCdoB), Ivaldo Rodrigues (PDT) e Edmilson Jansen (PTC). E engana-se quem pensa que as articulações ainda não começaram.

Orçamento


Na próxima semana, os membros da Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara de São Luís irão se reunir para traçar um cronograma de atividades. A ideia é agilizar a avaliação sobre a peça orçamentária para 2013, que será gerenciada pela nova gestão municipal eleita em outubro. O primeiro passo será discutir a queda de receita em R$ 200 milhões, anunciada pelo próprio Executivo.

De perto


O prefeito eleito Edivaldo Júnior não ficará alheio à discussão do projeto orçamentário na Câmara Municipal. Terá porta-vozes conversando com vereadores, de modo a não permitir que o projeto saia dos eixos, agora que não mais interessa à atual administração municipal. Se não for adequado ao seu projeto administrativo, o futuro prefeito enfrentará dificuldades.

Reforma I


A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) se comprometeu a reformar o Centro de Ensino Governador Edison Lobão (Cegel) no prazo de nove meses. O acordo foi firmado na quarta-feira (31), entre o promotor de Defesa da Educação, Paulo Avelar, e o secretário João Bernardo Bringel - que a coluna chamou ontem, erroneamente, de "Roberto Bringel". Pelo acordo, durante a reforma, o Governo do Estado se compromete manter a escola funcionando.

Reforma II


Uma das três dezenas de escolas de tempo integral que o Governo do Estado implantará com recursos do empréstimo do BNDES funcionará em São Luís. O projeto aproveitará o prédio e as instalações do antigo Colégio Maristas, que será transformado numa escola modelo. A ideia da governadora Roseana Sarney é transformar a futura escola numa referência para todo o Maranhão.

E MAIS


Edivaldo Holanda, pai, dificilmente assumirá cargo na gestão de Edivaldo Júnior. Mas será o anteparo do filho contra as pressões que estão a caminho.

De uma fonte do PSDB, ontem, em conversa com a coluna: "O prefeito João Castelo não se conforma de não ter conseguido se reeleger". Faz todo sentido.

Nenhum dos vereadores tucanos vai disputar a presidência da Câmara. Se João Castelo fosse reeleito, a presidência poderia cair no colo do vereador José Joaquim.

Provavelmente à revelia dele, blogs tentaram emplacar o economista Milton Callado no comando da Comissão de transição criada pelo prefeito eleito Edivaldo Júnior.

A coluna registra a morte do médico, ex-prefeito de Codó, ex-deputado federal e ex-secretário de Saúde, Antonio Joaquim Araújo.